64 views 2 mins

Ataque em Munique poderia ser ‘prévia’ da Rio2016

em Manchete
sexta-feira, 22 de julho de 2016

France Presse

Área do shopping Olympia foi isolada pela força policial de Munique.

Grupos simpatizantes ao Estado Islâmico trocaram mensagens através da rede de conversas Telegram afirmando que o ataque ocorrido em um shopping de Munique é uma espécie de “prévia” do que está por vir nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. “Alertas postados em grupos pró-Isis alertam que esse é um sinal indireto para os próximos ataques nas Olimpíadas do Rio”, escreveu em sua conta no Twitter a empresa de cyber inteligência Global Intelligence Insight.
Ainda de acordo com a Global, que monitora tanto as redes sociais dos grupos terroristas como o conteúdo existente na chamada “deep web”, os jihadistas ainda alertam para o Ocidente “para com os ataques da coalizão ou eles vão atacar diariamente”. A referência às Olimpíadas do Rio também tem como base o local onde foi realizado o ataque de sexta-feira (22). Em 1972, Munique foi palco do maior atentado terrorista da história dos Jogos, quando 11 atletas israelenses foram assassinados na Vila Olímpica.
A empresa alertou que o EI estava incitando seus “soldados” a fazerem ataques similares ao ocorrido na cidade naquele ano.
O caso reacendeu a preocupação com esse tipo de ação durante os Jogos Olímpicos, já que em 1972 a segurança foi “relaxada” para não passar uma imagem da Alemanha militarizada, como ocorreu nos anos em que Adolf Hitler esteve no poder e sediou a maior competição do mundo. O CEO do Comitê Olímpico Internacional (COI), Christophe Dubi, afirmou que o “terrorismo, infelizmente, é um fator com que temos que lidar” (ANSA).