Aliados dizem que Lula ajudará país a sair da crise; oposição fala em manobra

Paulo Pinto/Fotos Públicas
  • Save

Novo ministro-chefe da Casa Civil.

A nomeação do ex-presidente Lula para ser a chefia da Casa Civil representa uma guinada para que o país saia da crise política e econômica, afirmaram líderes do governo na Câmara. Para os oposicionistas, a indicação de Lula para o cargo é uma manobra para que o ex-presidente consiga foro privilegiado e mostra perda de poder de Dilma, que teria desistido de governar.
Segundo o líder do PT na Câmara, Afonso Florence (BA), a nomeação de Lula, reconhecido por sua habilidade de articulação, vai dar força ao governo. “Lula vai para a Casa Civil para ajudar na saída da crise. Ele veio na hora certa que o Brasil precisa”, afirmou. “É o presidente mais bem-sucedido da história do país, com a melhor aprovação, de 87%, e que decide ser ministro com o objetivo político e de gestão de contribuir com o Brasil para a saída da crise política e econômica.”
Florence também rebateu as acusações de que, uma vez no governo, Lula teria o poder de interferir nas investigações da Operação Lava Jato. “O foro privilegiado nunca foi, nem será motivo de obstaculização de investigações”, disse o líder petista. Ele ressaltou que tanto Lula quanto Dilma são reconhecidos por terem valorizado e dado autonomia aos órgãos de controle, como a Procuradoria-Geral da República.
Para a oposição, a nomeação visa unicamente conceder foro privilegiado a Lula, em razão das investigações da Operação Lava Jato. Líderes oposicionistas consideram o fato apenas uma tentativa de postergar a investigação de denúncias contra Lula na 13ª Vara Federal, em Curitiba, uma vez que, com a posse do ex-presidente como ministro, o caso passaria a ser de competência do STF.
Para o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), a nomeação foi uma manobra e representa um claro desvio de finalidade, sendo passível de anulação. “É um desvio de finalidade, é para tentar bloquear, obstruir a Justiça, que estava investigando e tentando trabalhar para que Lula respondesse o que nunca respondeu com relação aos apartamentos, à questão do sitio e dos milhões que recebeu para o Insituto Lula”, afirmou. Disse também que a nomeação de Lula enfraquece a presidenta e vai abreviar o processo de impeachment que ela enfrenta (ABr).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap