147 views 7 mins

Lazer e Cultura 24/03/2016

em Lazer e Cultura
quarta-feira, 23 de março de 2016

Musical

Cena do musical Estúpido Cupido.

Na comédia musical “Estúpido Cupido ”Tetê, vencedora de um concurso de beleza, hoje atriz famosa, é convencida por sua melhor amiga desde os tempos de escola, Ana Maria, através do Facebook, a ir num reencontro da turma de colégio, uma festa com músicas e figurinos dos anos 60 e 70

No evento, Tetê reencontra não só a rival Wanda, como também o ex-marido Frankie e uma antiga paixão, Teddy, um namorico do colegial. Wanda, durante a comemoração, mostra que os anos não conseguiram domá-la, e chega com o mesmo objetivo de Tetê: laçar Tadeu, ou Teddy, para os íntimos. Só que elas não esperavam que Teddy trouxesse na lambreta sua nova namorada, uma jovem de 21 anos, estilo 2016. O musical apresenta 20 músicas integradas a ação dramática. Hits que atravessam décadas de sucesso, dos anos 60 e 70 até os dias de hoje. As músicas são tocadas por uma banda ao vivo. Com, Françoise Forton, Luciano Szafir, Clarisse Derzié Luz, Renato Rabelo, Sheila Matos, Carla Diaz, Luísa Viotti, Julia Guerra, Ryene Chermont, Ricardo Knupp e Mateus Penna Firme.

Serviço: Teatro Gazeta, Av. Paulista, 900, Cerqueira César, tel. 3253-4102. Sexta (25) às 19h, sábado (26) às 21h e domingo (27) às 18h30. Ingresso: R$ 100.

REFLEXÃO

MEDITAÇÃO…

“Num dia extenso com 24 horas, reserva alguns momentos à reflexão. Quem caminha sem meditar, perde o contato consigo mesmo. Encurralado nos ponteiros do relógio, ou disparado à frente deles, ou vagarosamente após eles, aturde-se, esquecendo o rumo… É indispensável ao êxito fazer periódica revisão de metas e de ações. Usando a reflexão, repassarás os equívocos e terás tempo de repará-los, reprogramarás os deveres e te renovarás com mais facilidade. Fala menos, dorme um pouco menos e medita mais. Minutos que desperdiças, se os usares para a meditação, se transformarão em pontos luminosos do teu dia.” (De “Vida Feliz”, de Divaldo P. Franco, pelo Espírito Joanna de Ângelis)

Improviso

O elenco de Portátil.

O espetáculo Portátil é uma comédia de improviso criada na hora por três integrantes do grupo de humor Porta dos Fundos, Gregorio Duvivier, João Vicente de Castro e Luis Lobianco, mais o ator colombiano Gustavo Miranda, que é especializado em técnicas de improvisação. Ao erguer a mão e topar contar como seus pais se conheceram, um espectador qualquer se torna o protagonista da trama.

Serviço: Teatro J. Safra, R. Josef Kryss, 318, Barra Funda. Sábado, às 21h e domingo às 19h. Ingressos: de R$ 30 a R$ 80. Até 17/04.

Rock

A banda Sepultura, o mais bem sucedido grupo de rock formado por brasileiros leva ao palco alguns dos maiores sucessos que gravou ao longo de seus 30 anos de carreira. Nesta apresentação, o grupo interpreta, entre outras músicas, “Refuse/Resist”, “Arise” e “Roots Bloody Roots”, além de canções dos álbuns “Chaos A.D.” (1993), “Against” (1998) e “The Mediator Between Head and Hands Must Be The Heart” (2013).

Serviço: Sesc Pompeia, R. Clélia, 93, Perdizes, tel. 3871-7700. Sábado (26),ás 21h30. Ingresso: R$ 50.

Encontro

A morte do pai coloca Miguel e Rafael frente a frente novamente, depois de anos distantes um do outro no drama A Memória dos Meninos. Esse reencontro dá aos dois a possibilidade de se completarem a partir do reconhecimento de suas diferenças e, quem sabe, iniciarem uma nova etapa em sua relação e em suas vidas. Com, Arô Ribeiro e Mario Moura.

Serviço:Teatro Commune, R. da Consolação, 1218, Consolação, tel. 3476-0792. Sábados, às 17h. Ingresso: R$ 40. Até 30/4.

Estreia

estreia temproario

O diretor Antunes Filho apropria-se do drama Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams, em nova montagem. Na trama, Blanche (interpretada por Marcos de Andrade) volta a viver na casa da irmã, Stela (papel de Andressa Cabral) e entra em confronto com o cunhado, Stanley (Felipe Hofstatter), que decide vasculhar seu passado.

Serviço: Sesc Consolação, R. Doutor Vila Nova, 245, tel. 3234-3000. Quarta a sexta às 20h e sábado às 17h. Ingresso: R$ 30. Até 25/06.

Jazz

Alessandra Maestrini apresenta o show Drama’n Jazz, nome do seu primeiro CD, lançado em 2012. Maestrini é acompanhada pelo maestro e pianista João Carlos Coutinho. No setlist, clássicos do jazz como I Feel Good (I Got You), de James Brown e The Man I Love, de George Gershwin e Ira Gerswhin; How Lucky Can You Get, do musical Funny Lady (já adaptado para o português) e Mon Coeur S’Ouvre a Ta Voix, da ópera Sansão e Dalila, com arranjo em bossa-nova, sugestão de Nelson Motta, seu consultor de repertório, além de uma versão em inglês de Eu te Amo, de Chico Buarque e Tom Jobim. Alessandra mostra ainda seu lado compositora com a canção Onde.

Serviço: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (29) às 21h. Ingressos: R$ 80 e R$ 60.

Periferia

Baseada no depoimento de 12 homens negros, a peça Farinha com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens, idealizada por Jé Oliveira, do Coletivo Negro, procura a partir da palavra falada e cantada contar a experiência de quem vive na periferia de São Paulo. Com a participação especial do DJ KL Jay, nas duas primeiras e últimas apresentações, o espetáculo tem como base os versos das canções do grupo de rap Racionais MC’s.

Sesc Pompeia, R. Clélia, 93, Água Branca, 3871-7700. Terças às 21h e quartas às 21h. Ingressos: de R$ 6 a R$ 20. Até 06/04.