209 views 5 mins

Futuro do Trabalho: 5 estratégias para fidelizar talentos

em Especial
terça-feira, 19 de dezembro de 2023

Num mundo empresarial cada vez mais dinâmico, a permanência dos bons colaboradores se torna um desafio constante para as empresas, sobretudo para as menores, que competem em um mercado no qual os profissionais se tornam ainda mais nômades, passando menos tempo nas organizações. Para enfrentar essa dificuldade, as empresas estão implementando estratégias inovadoras centradas na experiência do colaborador e no fortalecimento da cultura organizacional.

Manter uma cultura sólida e minimizar a rotatividade de colaboradores apresenta dificuldades significativas, especialmente neste momento, em que os profissionais buscam empresas que compartilhem seus valores e propósito. Um estudo realizado pela Robert Half mostra que o Brasil lidera o índice de rotatividade de funcionários em todo o mundo, com 56% de turnover. O estudo utilizou dados do Cadastro Geral de Empregados e Desepregados (Caged).

A constante atualização das práticas de retenção, a manutenção da proposta de valor da empresa e a adaptação às mudanças no mercado representam obstáculos a serem superados. O êxito nessa empreitada não só fortalece a marca, mas também a torna um ímã para novos talentos, impulsionando o crescimento e a prosperidade organizacional.

“Para avaliar o sucesso dessas estratégias, é crucial monitorar indicadores como a redução da rotatividade, o aprimoramento do clima organizacional, o retorno de colaboradores à empresa e a referência de amigos para novas vagas”, explica Fernanda Cardoso, diretora de Talentos da All Set, agência de publicidade especializada em montar e gerenciar times in-house que foi empresa pioneira no Brasil a conquistar a certificação do Sistema B, grupo global de negócios em prol da construção de um sistema econômico mais inclusivo, equitativo e regenerativo para as pessoas e o planeta. “Esses indicadores refletem o impacto positivo das ações de retenção de talentos”, enfatiza.

Confira abaixo as estratégias fundamentais para fidelizar o público interno, de acordo com a especialista Fernanda Cardoso.

1) Cultura organizacional sólida
Uma cultura organizacional robusta é a base para a retenção de talentos. Ela define os valores, crenças e comportamentos que permeiam a empresa. Ao criar uma cultura positiva e inclusiva, as empresas podem atrair e manter talentos que compartilham desses valores. O alinhamento cultural deve começar no processo de recrutamento, em que a compreensão das aspirações do candidato em relação à cultura da empresa é decisiva.

2) Desenvolvimento contínuo
Investir no crescimento das equipes é uma estratégia poderosa. Quando os colaboradores percebem a oportunidade de avançar em suas carreiras na empresa, tendem a se manter mais engajados e leais. Programas de treinamento, mentorias e oportunidades de aprendizado contínuo contribuem para uma experiência positiva no ambiente de trabalho.

3) Gestão humanizada
É o fator fundamental para promover uma jornada satisfatória aos colaboradores. Isso envolve promover uma cultura de feedback construtivo, reconhecimento do desempenho e atenção às necessidades individuais. Os gestores desempenham um papel vital na relação entre a empresa e seus talentos, e uma liderança que se preocupa com o bem-estar de seus colaboradores é essencial.

4) Política de remuneração e benefícios competitivos
Não se limita apenas aos salários, mas inclui também pacotes de benefícios que atendam às demandas de saúde, equilíbrio entre vida pessoal e profissional, e oportunidades de crescimento financeiro.

5) Acompanhamento da experiência do colaborador
Investir na jornada que envolve todos os estágios do ciclo de vida na empresa, desde a atração até a saída, é fundamental. Dessa forma, a empresa acompanha cada etapa e mantém uma visão centrada no colaborador, respeitando suas singularidades e necessidades. Programas de reconhecimento e celebração reforçam uma cultura de valorização e pertencimento.