74 views 2 mins

Exportações minerais somam US$ 11,62 bi no terceiro trimestre

em Economia
sexta-feira, 21 de outubro de 2022

O setor mantém a intenção de investir em torno de US$ 40,44 bilhões até 2026.
Foto: usiminas.com/reprodução

O faturamento do setor mineral brasileiro no terceiro trimestre somou R$ 75,8 bilhões, aumento de 33% em comparação ao segundo trimestre (R$ 57 bilhões). Já em relação ao terceiro trimestre de 2021, quando o faturamento foi de R$ 108,7 bilhões, houve queda de 30%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram). O diretor-presidente da entidade, Raul Jungmann, atribuiu o recuo a redução das importações da China, questão climática e covid-19.

O diretor de Sustentabilidade e Assuntos Regulatórios do Ibram, Julio Nery, destacou que o minério de ferro, principal produto da exportação nacional mineral, que representa 64% do faturamento, teve queda de 43% no preço no período analisado. Ele não vê, contudo, tendência de redução da demanda chinesa. E que o faturamento não deverá atingir, neste ano, os valores de 2021, mas deve ser melhor do que tem sido observado este ano até agora.

O balanço divulgado revela, ainda, que os estados de Minas Gerais e Pará, com participação de 39% cada no faturamento do setor, mostraram queda em relação ao terceiro trimestre de 2021: de 38% e 37%, respectivamente. Já na comparação com o segundo trimestre de 2022, houve expansão de 19% e 60% no faturamento dos dois estados. A redução registrada no faturamento de Minas Gerais foi decorrente da queda da cotação do minério de ferro na faixa de 40%.

O setor mantém a intenção de investir em torno de US$ 40,44 bilhões até 2026, dos quais US$ 6 bilhões são para a área de sustentabilidade, “que é uma preocupação central das empresas e do setor”, disse Jungmann. Entre janeiro e agosto, foram criados pelo setor mineral no Brasil 5,617 mil novos empregos. Esse número foi adicionado ao contingente total de vagas preenchidas no setor mineral, que totalizaram 203.837 (ABr).