104 views 6 mins

Resultados quantitativos X qualitativos e por que você deveria pensar sobre isso

em Destaques
quinta-feira, 05 de novembro de 2020

O que vale mais: ter o conteúdo da sua empresa publicado em mais lugares ou publicado em veículos que estejam alinhados com a sua proposta de negócio? Há quem acredite que a primeira opção gera mais sucesso, mesmo que as publicações sejam feitas em sites ou jornais de menor relevância para a empresa, o que, nem sempre, é verdade.

A aboutCOM, agência de comunicação especializada em atendimento a empresas de tecnologia, traz considerações sobre esses dois conceitos e explica por que o foco em veículos especializados pode trazer resultados mais qualificados e eficientes para a sua empresa.

Existem inúmeras maneiras de comprovar que o investimento em comunicação empresarial valeu a pena. Não basta apenas enxergar a quantidade de resultados ou o retorno puramente financeiro daquele espaço conseguido de forma orgânica. É preciso saber a qualidade do resultado.

Apesar de ser algo complexo, a mensuração de resultados só pode ser feita com a utilização de uma estratégia de relações públicas apoiada em conteúdos cuidadosamente pensados para trazer o melhor retorno da imprensa nos veículos adequados.

“Aparecer em uma mídia – seja revista, jornal, site ou televisão – que tenha relação com seu público-alvo é uma estratégia importante para a construção de uma marca, assim como o aumento de “compartilhamentos” em sua página nas redes sociais, se seu objetivo for aumentar o alcance de sua empresa”, explica Flavia Sobral, diretora da aboutCOM.

Para mostrar como a qualidade interfere nos resultados e de que forma o trabalho direcionado a mídias especializadas podem ser mais eficientes para a estratégia de crescimento da empresa, listamos algumas dicas sobre pontos a serem considerados durante esse trabalho de assessoria de imprensa:

• Planejamento de ações de relações públicas: a comunicação precisa ter um propósito, seja ele gerar leads, tornar a empresa mais conhecida ou fazê-la ser pauta nas mesmas matérias em que os concorrentes estão. O clipping não se resume à quantidade, já que sair em dez veículos que não sejam o tipo de mídia que interessa aos clientes da empresa acaba sendo irrelevante.

Muitas vezes, uma pequena nota no jornal correto pode trazer maior visibilidade ao nome da empresa e fazer com que determinado negócio, por mais técnico e específico que seja seu setor, fique mais conhecido para quem realmente interessa.

• Conteúdo estratégico para divulgação: a comunicação integrada é a maneira mais efetiva de ter resultados que realmente signifiquem algo. O conteúdo tem um papel fundamental nisso, pois é por meio de informações bem pesquisadas, com novidades do mercado de atuação da empresa ou de seus clientes ou mesmo opiniões com viés diferente do que a imprensa já apresenta, que podemos chegar a esse resultado.

• Qualidade do veículo de imprensa: é necessário entender se o veículo é um meio importante para o seu público e nicho de atuação, e, claro, saber se ele é uma boa fonte de informação. A partir disso, é preciso alinhar quais jornalistas dentro desse mailing são relevantes e com quais é necessário fazer uma aproximação, encontros de relacionamento, sugestão de entrevistas, etc, com o objetivo de marcar presença e ser lembrado para outras reportagens, por exemplo.

• Público atingido: é fundamental definir quem são as pessoas com quem sua marca precisa efetivamente conversar. Muitas vezes, uma matéria na TV não é tão importante quanto uma reportagem na revista do setor de atuação, que gerará mais negócios, mais visibilidade e mais alcance.

• Mensuração: sejam KPIs (Key Performance Indicator) ou OKRs (Objectives and Key Result), os indicadores de performance são uma maneira importante de saber se os resultados de imprensa estão alinhados aos demais objetivos em um determinado período. Essas métricas tornam a análise, apesar de muitas vezes numérica, muito mais qualitativa do que quantitativa – trazendo, assim, insights reais para o negócio.

“No fim das contas, mensurar resultados de mídia de forma qualitativa envolve muito reforço da reputação da empresa, abrangência dos resultados, qualidade da mídia atingida e visibilidade da marca no mercado. Com estas ferramentas em mente, a empresa conseguirá identificar se aquele clipping que a assessoria de imprensa enviou está coerente com o que você almeja para o negócio” finaliza Flavia.

Fonte e mais informações: (www.aboutcom.com.br).