Planejamento para evitar a assombração das contas atrasadas

Conrado Navarro (*)

Atrasar pagamentos pode arruinar suas finanças pessoais e isso não é exatamente uma novidade. Mas, será que você já pensou nisso de outra forma: já se perguntou como pagamentos atrasados podem afetar sua vida no futuro?

É muito fácil e cômodo pensar somente no dia de hoje, ainda mais quando a situação não anda nada boa no Brasil e mundo afora.No entanto, agir assim não resolve sua situação financeira. Pelo contrário, você “empurra com a barriga” um desafio e ele logo se torna um pesadelo. Contas em atraso podem significar desde a interrupção no fornecimento de serviços até mesmo a perda de um bem importante.

Para evitar que as contas atrasadas prejudiquem seu caminho rumo a uma vida financeira mais equilibrada, preparei algumas dicas:

  1. Comece seu controle financeiro agora – Convenhamos, é praticamente impossível se planejar sem conhecer muito bem a sua realidade financeira atual.

• Quanto você ganha, de verdade? Valor líquido?
• Com o que você gasta?
• Quanto gasta por mês com determinado hábito de consumo?
• Consegue guardar dinheiro?

As perguntas são para provocar! E, você começar agora mesmo seu controle financeiro. Então, use alguma planilha gratuita de controle financeiro ou app, mas comece.

  1. Guarde quando o salário cair na conta – Se esperar o fim do mês para guardar dinheiro e poupar, acaba que não sobra nada e o investimento não acontece.Essa história é comum e tem um efeito emocional ruim, porque desanima e passa a fazer você duvidar da própria capacidade de juntar dinheiro.

Para mudar essa história e, de quebra, evitar problemas com atraso de contas, guarde assim que o dinheiro do mês cair na conta. A prática de separar, “tirar da sua frente” algum dinheiro assim que o montante maior chega, funciona. Experimente!

  1. Coloque as contas mais importantes em débito automático – Aproveitar a tecnologia para evitar pagar juros e atrasar contas é possível para todo mundo hoje em dia. Praticamente tudo acontece através do celular e você pode automatizar e inserir contas em débito automático com muita facilidade. Assim, você não vai mais esquecer de pagar suas contas e ao mesmo tempo vai agilizar as coisas no seu planejamento financeiro.
  2. Não comprometa mais de 30% da sua renda com dívidas – O efeito “Bola de Neve” é muito perigoso e costuma assustar só quando já é grave demais. Tudo começa com uma conta aqui e outra ali que você deixa de pagar, mas logo as dívidas ficam muito elevadas e a coisa se complica. Para evitar esta situação, procure sempre avaliar sua realidade financeira em termos de comprometimento da renda.

Observe seu controle financeiro e avalie se você está ou não gastando mais de 30% de sua renda líquida mensal com contas que só vencem no futuro. Se for esse o caso, reveja suas decisões de consumo e interrompa imediatamente este ciclo.

  1. Pare de comprar parcelado – No dia a dia, valores pequenos parecem caber no orçamento, mas quando somados eles ultrapassam sua capacidade de pagamento? Pois é, um dos principais vilões das contas em atraso é a compra parcelada. Uma comprinha aqui, outra ali, parece que vai dar. E estoura tudo. Mude seu hábito ao consumir e prefira pagar à vista e com desconto.

Se não tiver dinheiro, junte antes de comprar. Comprometer sua renda futura com despesas feitas hoje pode complicar o pagamento de contas importantes nos meses seguintes. Lembre-se: com um controle financeiro mais rígido e o hábito de comprar mais à vista ou em poucas parcelas, você evita problemas com atrasos e juros.

(*) – É sócio e especialista em finanças pessoais na Grão (https://grao.com.br/).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap