91 views 3 mins

Open innovation: o melhor caminho para consolidar negócios na nova economia

em Destaques
segunda-feira, 06 de novembro de 2023

Ana Paula Debiazi (*)

A expressão “nova economia” se refere a mudanças significativas impulsionadas por avanços tecnológicos, transformações nas relações de trabalho e outras tendências que têm impacto substancial na estrutura econômica e nas formas de produção e consumo. A inovação aberta, ou open innovation, por sua vez, é uma estratégia poderosa para enfrentar os desafios de um cenário em constante movimentação, a fim de aproveitar as oportunidades emergentes.

O conceito se baseia na ideia de que as empresas não devem depender apenas de recursos internos e seu conhecimento. Na verdade, estimula as companhias a se envolverem ativamente com parceiros externos, como outras organizações, universidades, startups e até mesmo clientes, para impactar a inovação. Nesse sentido, o open innovation permite que diferentes negócios acessem uma ampla variedade de recursos, tornando-se mais competitivos e preparados para inovar de maneira contínua.

Revolução digital como propulsora

A proliferação da internet, de dispositivos móveis, big data, inteligência artificial e outras tecnologias transformou a maneira como as empresas operam, alcançam clientes, tomam decisões e criam valor. Assim, a nova economia é caracterizada pela ascensão de negócios baseados em plataformas, como Uber, Airbnb e Amazon, que estão redefinindo setores inteiros e criando modelos de negócios disruptivos.

As empresas precisam estar abertas a experimentar e aprender com os erros para se adaptar rapidamente às mudanças do mercado.

Como adentrar o universo da inovação aberta?

Diante desse mundo de possibilidades, muitas empresas participam ativamente de ecossistemas de inovação, como clusters tecnológicos, hubs de inovação e redes de colaboração setorial. Isso permite que acessem um pool mais amplo de conhecimento e recursos.

Para que a inovação aberta seja eficaz, é fundamental criar uma cultura organizacional que valorize o conceito, encoraje a colaboração e esteja aberta a novas ideias, tanto internamente quanto externamente.

A relação entre a nova economia e o open innovation é muito estreita, pois ambos se baseiam em princípios de colaboração e adaptação às mudanças nos negócios. Portanto, o primeiro cria um ambiente propício para o segundo prosperar. A adoção de estratégias de inovação aberta se torna cada vez mais relevante para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades apresentadas em um cenário sempre dinâmico.

(*) CEO da Leonora Ventures.