73 views 6 mins

O que esperar do mercado de tecnologia para diferentes segmentos

em Destaques
quarta-feira, 18 de janeiro de 2023

Nedyr Pimenta (*)

O mercado de tecnologia vem ganhando grande notoriedade nos últimos anos. Somente no terceiro trimestre de 2022, a área obteve um aumento de 22%, segundo pesquisa do Mercado Brasileiro de TI.

Tamanha expressividade gera expectativa em gestores e usuários para os próximos anos. Contudo, esse crescimento deve ser observado de forma cautelosa. A busca das organizações por soluções disruptivas tem sido alta, mas é importante estar atento para empregar tecnologias que tenham a melhor utilização para as necessidades dos negócios. Isso se essa implementação for realmente o que há de mais estratégico a ser realizado.

Pensando em tendência, se comparado com os mercados maduros, o setor de software tem maior oportunidade de crescimento comparado ao de serviços e de hardware e, embora em ascensão, a demanda de softwares tende a ser muito maior que a oferta, devido à escassez de recursos.

. Desafios operacionais – De acordo com o estudo “O relatório do futuro do trabalho”, de 2020, do Fórum Econômico Mundial, 55,4% das empresas entrevistadas afirmaram que encontram lacunas de competências nos profissionais em seus respectivos mercados, devido à dualidade existente no mercado, e isso dificulta a adoção de novas tecnologias.

Ao mesmo passo em que a indústria cresce, as ferramentas se alteram, mas nem sempre há profissionais no mercado aptos a desenvolverem essas soluções.
A falta de mão de obra qualificada é um dos principais gargalos identificados nas organizações para trabalhar com tecnologia e desenvolver projetos de Inteligência Artificial (IA), por exemplo.

É o que aponta o relatório “O impacto e o futuro da Inteligência Artificial no Brasil”, realizado pelo Google for Startups, em parceria com a Associação Brasileira de Startups e a Box1824. Os dados revelam que 57% das empresas que participaram da pesquisa acreditam que o déficit de colaboradores qualificados é o que mais prejudica o desenvolvimento da IA no país.

A pesquisa ressalta, ainda, que 41% dos entrevistados acreditam que educar e conscientizar o mercado sobre Inteligência Artificial é o melhor caminho para o futuro da tecnologia no país.

. O que está em ascensão no mercado de tecnologia – Mesmo diante da escassez de profissionais, existem tecnologias a serem destacadas para 2023. As áreas de desenvolvimento e geração de código devem crescer muito, tanto para a integração de sistemas legados, como para a construção dos sistemas próprios.

Para acompanhar essa tendência, é importante investir no desenvolvimento de várias linguagens, bem como capacitar o time para o trabalho. Outra área que possui grande potencial é a de LOW CODE, a ser explorada para ganho de produtividade no atendimento das necessidades urgentes do cliente.

Exemplo disso é o emprego do RPA (Robot Process Automation), que aumenta a velocidade das entregas com pouca complexidade, aproveitando o que já existe em determinado ambiente. Entre as tendências presentes no segmento de finanças, destaca-se a personalização dos serviços financeiros, como a utilização do Open Finance.

Por meio dele, o mercado terá cada vez mais capacidade de entregar produtos realmente adequados aos consumidores. Já no setor de seguros, as utilizações de IOT (Internet das Coisas) e dos próprios smartphones, são as principais expectativas para 2023. Isso fará com que a cobrança do prêmio (valor pago pelo segurado à seguradora) seja mais precisa para o item assegurado, trazendo maior economia para os segurados e mitigando o risco para as seguradoras.

Por outro lado, para o mercado de educação, espera-se a utilização de experimentação ou processos elaborados de exposição de conteúdo, com o intuito de ampliar a captação de novos alunos para as instituições, bem como aprimorar a experiência dos estudantes.

. Planejar para implementar – As tendências geram expectativa e, às vezes, muita entropia, uma vez que as empresas nem sempre estão prontas para este tipo de movimentação. Para ter a capacidade de se adaptar às novas tecnologias, é preciso criar uma arquitetura para este fim, a partir de uma cultura de mudança adequada.

Ou seja, o planejamento é o que permitirá a tão almejada flexibilidade de adaptação ao que o mercado tem a oferecer.

(*) – É Diretor de Inovação da Provider IT, uma das principais consultorias e provedoras de serviços de TI do país (https://provider-it.com.br/).