84 views 5 mins

O home office veio pra ficar. E agora?

em Destaques
terça-feira, 02 de maio de 2023

Carlos Ruggeri (*)

Nos últimos anos, um movimento inesperado tomou conta de empresas de todo o mundo: o home office. E o que era pra ser “momentâneo” durante a pandemia, se tornou o padrão para muitas empresas, que seguiram atuando dessa forma ou adotando o modelo híbrido, que concilia esses dois “mundos”. E aí ficou a questão: como ser realmente produtivo fora do ambiente formal de trabalho?

Trabalhar em home office é o desejo de milhares de pessoas mundo afora. Mas se, por um lado, inegavelmente, essa modalidade de trabalho revela diversas vantagens e benefícios, tanto para as empresas quanto para os colaboradores, por outro lado há também o desafio da produtividade. Afinal, nem todo mundo tem a mesma performance e desenvoltura trabalhando de casa e nem sempre as empresas conseguem mensurar a produtividade de seus funcionários. E como resolver isso? É possível ser produtivo no home office?

O modelo de trabalho home office, que algumas empresas já adotavam antes de 2020, foi certamente acelerado na ocasião da pandemia. Assim, nos quatro cantos do mundo, empresas e colaboradores se viram obrigados a atuarem remotamente e se adequar às inúmeras dificuldades daquele momento, como ter em casa os aparatos necessários em relação aos equipamentos e conectividade, logística para transformar o espaço do lar em “escritório”, aprender a mexer com diferentes dispositivos de comunicação, entre outros desafios. Não foi fácil para ninguém, desde a liderança e a gestão até os funcionários, todos tiveram que se adaptar.
Mas, apesar das adequações, é fato que muitas pessoas apresentaram dificuldades com o modelo, sobretudo no que se refere à produtividade, não conseguindo produzir tanto em casa quanto no modelo presencial. Mas há, sim, formas de driblar esses percalços.

A seguir, listo algumas atitudes que devem fazer parte do dia a dia de quem quer continuar nesse mundo do home office, mas sem que isso signifique perda de produtividade.

  • Elimine distrações: O seu lar é o ambiente propício para inúmeras distrações, não é mesmo? Seu pet que late e pede sua atenção; o bebê que chora; a televisão ligada; entre diversos outros motivos que dificultam o foco e a atenção. Dessa forma, é crucial que, ao atuar em home office, você “elimine” todas essas nuances, tendo um ambiente mais “isolado” da rotina da casa;
  • Tenha uma rotina bem definida: Nosso cérebro precisa se adaptar ao ambiente de trabalho em casa. Por isso, você precisa de uma rotina bem definida;
  • Liste as atividades: Tenha sempre um cronograma a seguir e, no dia anterior ou no começo do dia, faça a lista de suas tarefas a realizar. Ao concluir, risque uma a uma. Isso lhe ajudará a ter um controle do volume de entrega e a manter o foco em seu trabalho;
  • Estipule horários: Estipule um horário para realizar suas tarefas mais importantes, se arrume como se fosse trabalhar fora, defina suas metas diárias e procure cumpri-las. Além disso, respeite o horário de almoço, da mesma forma como seria dentro da empresa. Isso pode evitar que você se sinta sobrecarregado;
  • Faça pausas: Momentos de pausa são essenciais para uma relação saudável com o home office. Aliás, nosso cérebro precisa delas, para depois retomar a produção de uma maneira melhor. Uma dica que você pode aplicar agora mesmo é trabalhar de 40 até 50 minutos e fazer uma pausa de 10 minutos. Repare que sua produtividade terá um aumento significativo.

(*) É engenheiro e fundador do Instituto Sua Melhor Performance