95 views 5 mins

Microfranquias impulsionam o empreendedorismo

em Destaques
quarta-feira, 06 de dezembro de 2023

Lucien Newton (*)

De acordo com a ONU, as micro, pequenas e médias empresas são responsáveis por oportunidades significativas de geração de emprego e renda, e foram identificadas como um dos principais impulsionadores da redução da pobreza e do desenvolvimento no país.Elas têm, ainda, uma característica marcante que é a de gerar postos de trabalho para os setores mais vulneráveis da sociedade como mulheres, jovens e pessoas de famílias mais pobres. Um levantamento feito pelo Sebrae, mostrou que a abertura de pequenos negócios em 2022 registrou uma pequena queda (7%) em comparação com 2021, mas continua superior ao número registrado no período anterior à pandemia.No ano passado foram 3,6 milhões de novos empreendimentos, a maioria concentrada na categoria do microempreendedor individual (MEI), que representou 78% do total.

De acordo com o relatório da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2022, realizado pelo Sebrae e pela Associação Nacional de Estudos em Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas (Anegepe), 60% dos entrevistados citaram criar a própria empresa como um dos seus maiores sonhos. O resultado é o recorde da série histórica da pesquisa, que é realizada há 23 anos no Brasil. Os potenciais empreendedores são os indivíduos que ainda não são empreendedores e afirmaram pretender abrir algum negócio nos próximos 3 anos. Eles representam 53% da população adulta, o que significa 51,5 milhões de pessoas. Uma estimativa feita pelo Sebrae a partir de dados do Ministério da Economia é de que os pequenos negócios geram em torno de R$420 bilhões por ano, o equivalente a cerca de um terço do Produto Interno Bruto brasileiro.E, claramente, o franchising é a melhor opção para quem deseja empreender. A franquia é um modelo de negócio muito interessante para os empreendedores, pois permite o uso de uma marca já consolidada, testada e padronizada, diminuindo assim os riscos e problemas de administração.

Na maioria das vezes, o pequeno empreendedor independente não dispõe de tempo e habilidade para prever fatos político-sociais e econômicos que possam afetar o seu negócio. É bom poder contar com o apoio de um franqueador competente, podendo instalar e expandir seu negócio com menor risco financeiro. O franqueado poderá aproveitar a vantagem competitiva de seu franqueador, que já testou seus produtos e marcas no mercado. Além disso, planejou a sua expansão e é conhecedor do perfil dos clientes. O franqueador também tem informações relevantes com relação ao melhor processo de produção e/ou venda e às estratégias dos seus concorrentes.

Um dos modelos do franchising mais vantajosos para quem deseja entrar no mercado empreendedor é o de microfranquias. Elas se tornam uma excelente opção para quem sonha ter o seu próprio negócio, mas possui pouco capital para investir. Ainda, muitas sequer necessitam de ponto comercial, o que reduz ainda mais o custo da operação. As outras vantagens estão relacionadas ao próprio sistema de franchising. As microfranquias são pequenos negócios previamente estruturados e testados, com uma marca reconhecida e estabelecida no mercado.

O empreendedor que escolhe uma microfranquia conta com todo o suporte necessário para atingir as metas traçadas. O franqueador é responsável por repassar o know-how sobre a operação e gestão do negócio. Treinamentos, manuais, consultorias, etc. Tudo isso fica à disposição de quem entra nesse universo e as chances de sucesso aumentam exponencialmente. No caso das microfranquias home based, há ainda o benefício de não perderem tempo com deslocamento, não gastar dinheiro com aluguel de um ponto comercial e ter horários mais flexíveis, o que permite um maior controle sobre os colaboradores.
Mas, atenção! Não é porque o investimento é menor que os cuidados para adquirir uma microfranquia devem ser ignorados. As recomendações são as mesmas aplicadas para a escolha de uma franquia convencional.

(*) Especialista em franquias com mais de 20 anos de experiência no setor. VP de Consultoria do Grupo 300 Ecossistema de Alto Impacto, já formatou mais de 600 projetos.