75 views 2 mins

Decisão sobre Selic no curso de reuniões

em Destaques
segunda-feira, 22 de maio de 2017

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, repetiu ontem (22), durante participação em evento em São Paulo, que “as decisões sobre a taxa básica de juros serão tomadas pelo Copom, no curso de suas reuniões ordinárias, considerando o cenário básico, o balanço de riscos e o amplo conjunto de informações disponíveis”.

O comentário repete uma ideia expressa pelo próprio Ilan na última sexta-feira.
A política econômica brasileira mudou de direção há um ano, e as reformas implementadas neste curto período de tempo mostraram resultados positivos. “Por isso, a importância de se continuar nesse caminho virtuoso”, afirmou. Goldfajn também reforçou que o BC e o Ministério da Fazenda têm atuado, desde a última semana, para dar liquidez aos mercados. A atuação do BC tem ocorrido por meio de leilões de swaps e a do Tesouro Nacional, por meio de operações com títulos públicos.
“O BC e o Tesouro Nacional têm vários instrumentos à disposição”, afirmou. “Essa atuação firme e serena tem foco no bom funcionamento dos mercados. Não há relação direta e mecânica com a política monetária, que continuará focada nos seus objetivos tradicionais”, acrescentou. Goldfajn também repetiu que o Brasil tem amortecedores robustos e está menos vulnerável a choques, internos ou externos. “O BC atuará sempre que necessário, para manter a plena funcionalidade dos mercados”, afirmou em participação no evento “2017 Leadership Forum”, promovido pela Mckinsey & Company, em São Paulo (AE).