27 views 7 mins

Cinco dicas para atrair e recrutar estagiários para a sua empresa

em Destaques
segunda-feira, 10 de junho de 2024

Quais os desafios enfrentados pelos profissionais de RH na hora de fechar vagas de entrada no mercado de trabalho? Para responder a essa questão, Ana Krentzenstein, Gerente de Customer Success e Talent Acquisition da Companhia de Estágios, analisa como superar esses desafios e implementar práticas eficazes para atrair e reter talentos para vagas de estágio.

“Hoje em dia, os estudantes e candidatos a estágio são muito exigentes e têm acesso a muitas informações. Por isso, o processo seletivo já deixou de ser uma escolha unilateral da empresa e, mais do que nunca, passou a ser bilateral, pois os candidatos também possuem recursos para fazer escolhas adequadas às suas expectativas profissionais e valores pessoais”, comenta.
Para ela, neste cenário, investir na construção de uma marca empregadora atraente e oferecer benefícios relevantes, como flexibilidade, treinamentos, programas de mentoria e cursos de idiomas, auxiliam a tornar uma empresa mais atrativa para os candidatos.

Esta análise é reforçada pela pesquisa Perfil dos Estagiários e Candidatos a Estágio no Brasil 2024, conduzida pela empresa, que revelou que 48% dos estudantes priorizam oportunidades de trabalho que proporcionem desenvolvimento profissional.

“As empresas com experiência em estruturar planos de desenvolvimento, feedbacks bem elaborados, rotação de áreas e boas mentorias saem na frente”, complementa a especialista. Para superar esses desafios e garantir um recrutamento assertivo, Krentzenstein listou as dicas a seguir.

1- Foque nas habilidades comportamentais – As empresas mais preparadas têm cada vez mais deixado de exigir competências técnicas excessivas para posições de entrada no mercado de trabalho, pois há um consenso de que é mais fácil desenvolver conhecimentos técnicos (hard skills) do que habilidades comportamentais (soft skills).

Assim, identificar e valorizar competências comportamentais pode ser mais eficaz a longo prazo. Isto inclui priorizar habilidades como comunicação, trabalho em equipe, resiliência e capacidade de resolver problemas, que são essenciais para o sucesso profissional em qualquer área. Vale lembrar que os estagiários são profissionais em desenvolvimento, que estão na companhia para aprender.

Sendo assim, o RH e as demais lideranças da empresa precisam estar alinhados a respeito de quais serão as habilidades essenciais que esses profissionais em início de carreira precisarão colocar em prática no futuro para atender às demandas da empresa também.

2 – Proporcione uma boa experiência aos candidatos – O processo seletivo deve proporcionar uma boa experiência ao candidato. É necessário avaliar se os testes comportamentais atendem de maneira personalizada às necessidades da empresa e se são capazes de trazer os filtros adequados. Processos muito longos e repetitivos tendem a desmotivar os candidatos, além de não alcançarem os profissionais com o perfil desejado.

Por outro lado, garantir uma experiência positiva envolve transparência nas etapas do processo, feedback construtivo e um ambiente acolhedor durante entrevistas e dinâmicas, que reflete a cultura da empresa.

3- Faça uma boa gestão de dados e tecnologias – Dados e indicadores são essenciais para entender o perfil dos candidatos que a empresa tem potencial de atrair. Servem para mapear onde estão os candidatos que conhecem a sua empresa e permitem a realização de uma divulgação mais assertiva. Isso evita processos seletivos inflados com candidatos que não têm o perfil desejado. Dessa forma, é importante ver o candidato como um consumidor e colaborador em formação.

Ana reforça a importância de um foco qualitativo no processo de recrutamento: “É melhor ter menos candidatos inscritos para uma oportunidade de estágio com o perfil correto do que milhares apenas para fazer volume Um grande número de candidatos não reflete em qualidade.

Por isso, é crucial que os profissinais de RH utilizem dados e indicadores para atrair aqueles que realmente se alinham aos valores, cultura e necessidades da empresa”. Daí a importância de se utilizar a tecnologia para monitorar a eficácia das fontes de recrutamento, além de ajustar as estratégias de divulgação para melhorar significativamente a qualidade das contratações.

4 – Ofereça perspectivas reais de crescimento profissional – Oferecer um plano de carreira estruturado e abordar a possibilidade de efetivação desde o início pode aumentar a retenção de estagiários, pois os que passam a ver perspectiva de futuro e crescimento tendem a permanecer na empresa.

Isso inclui elaborar planos de desenvolvimento individual, metas claras e oportunidades de progressão na carreira, vinculadas a programas de capacitação e desenvolvimento contínuo.

5 – Convoque a liderança a participar do processo seletivo – É sempre muito importante que a liderança esteja envolvida na definição das características e perfis adequados para cada vaga, tanto para auxiliar a definir o perfil do candidato quanto para entender o entrosamento entre a liderança direta e o novo profissional.

Líderes envolvidos no processo seletivo ajudam a alinhar as expectativas dos candidatos com as necessidades reais da empresa e a criar um ambiente colaborativo desde o início. Do ponto de vista do RH, os profissionais da área precisam conhecer bem a cultura organizacional da empresa e as necessidades de cada setor, para serem mais assertivos.

Recrutar talentos para vagas de entrada no mercado requer uma abordagem estratégica, focada no desenvolvimento profissional, boa experiência do candidato e gestão inteligente de dados e tecnologias. Essas práticas não apenas atraem os melhores talentos, mas também os mantém engajados e motivados, garantindo o sucesso a longo prazo dos programas de estágio. –
Fonte e mais informações: (www.ciadeestagios.com.br).