103 views 5 mins

Capacitação à distância que as empresas devem considerar

em Destaques
terça-feira, 12 de abril de 2022

O mundo está mudando e, com ele, o setor de capacitação remota. As tendências do mercado profissional nas Américas encontraram no desenvolvimento tecnológico seu principal motor: otimização móvel, escassez de habilidades digitais, inovação e gestão de mudanças são os fatores que determinarão a demanda de mão-de-obra nos próximos anos.

A digitalização dos serviços na América Latina permeou praticamente todos os setores da economia, tornando a região um importante mercado para a formação de estudantes e profissionais com perfis digitais. De acordo com um estudo recente da União Internacional de Telecomunicações (UIT), durante 2021, a população conectada chegou a 63%, ou 4,9 bilhões de usuários, em comparação com
4,1 bilhões em 2019.

Neste contexto, a demanda por novas habilidades tecnológicas crescerá e serão necessários programas de reciclagem, reabilitação e reintegração de funcionários em atividades digitais. É aqui que a formação profissional enfrenta um novo desafio para responder a essa rápida transformação, que também será impulsionada pela revolução digital.

“Como consequência do dinamismo dos avanços tecnológicos, da alta especialização e da necessidade de aumentar a produtividade em um contexto cada vez mais exigente, é extremamente importante para o cenário empresarial ter programas para o crescimento intelectual dos talentos, promovendo e desenvolvendo novas metodologias de treinamento virtual que proporcionem uma solução abrangente e poderosa para toda a organização”, afirma Dither Balderas, diretor de adoção e experiência do cliente da Cypher Learning.

Como resultado, as empresas investiram, em média, mais de USD 15 milhões no setor, de acordo com o estudo Foundry 2021 Digital Business. Neste contexto, o mercado de trabalho deu origem a uma evolução sem precedentes na produtividade do trabalho.

De acordo com dados da OIT, a produção global por hora trabalhada aumentou 4,9% em 2020, mais do dobro da taxa média anual de longo prazo, de 2,4%, registrada entre 2005 e 2019. Este é o crescimento global mais rápido em produtividade por hora observado desde que os dados estão disponíveis. Há uma tendência semelhante em todos os principais grupos de receita dos países.

Dither Balderas, especialista na orientação de empresas desde a concepção da estratégia de capacitação online para seus funcionários até a adoção da plataforma e do suporte, detalha as vantagens do treinamento online para as empresas:

  1. Incentiva maior comunicação e colaboração entre grupos de trabalho, por meio de ferramentas como blogs, wikis, chats e fóruns, fortalecendo a competência digital básica.
  2. Inovar para crescer. Os funcionários podem trabalhar com a parte criativa e de resolução de problemas por meio do uso de uma plataforma de treinamento remoto.
  3. Flexibilidade nos tempos de treinamento. O colaborador pode entrar no curso online em horários diferentes para fazer o melhor uso dele.
  4. Otimização dos recursos financeiros. Os custos de treinamento e suporte são minimizados.
  5. Aumenta a retenção de conhecimento, pois as experiências de aprendizagem personalizadas permitem que os funcionários tomem o domínio da evolução de seu treinamento e em seu próprio ritmo.

“O treinamento por meio de EdTechs está crescendo e se desenvolvendo continuamente. Sua razão de ser é dar uma resposta imediata a um mercado em constante movimento e que encontra no treinamento online o melhor aliado, não apenas para atualizar os trabalhadores, mas também para treinar os futuros líderes das empresas.

Aqui não há manual impresso, mas ferramentas digitais, cujo conteúdo pode ser modificado graças às contribuições tanto do instrutor quanto do aluno. Agora começa uma longa e sustentada jornada em apoio ao treinamento acompanhado de muitos benefícios”, conclui Dither Balderas. – Fonte e outras informações: (https://www.cypherlearning.com/).