Além dos cuidados com a pandemia, como proteger sua audição durante o voo

Mesmo em tempos de pandemia, a hora é de arrumar as malas para muitas pessoas que vão viajar de avião a fim de curtir as férias, o Natal e/ou o Réveillon junto aos familiares. Este ano, os cuidados são redobrados por causa da pandemia, com o uso indispensável de máscara e álcool gel, necessários para diminuir os riscos de contaminação pelo coronavírus.

Outras orientações, no entanto, são necessárias, já que viagens aéreas costumam causar muitos incômodos, como a sensação de “ouvido tampado” e zumbido. Para quem usa aparelho auditivo, o desconforto pode ser ainda maior. Por isso, a fonoaudióloga Marcella Vidal, Gerente de Audiologia Corporativo da Telex Soluções Auditivas, dá algumas dicas a fim de tornar o momento da viagem mais confortável.

1- Desentupir o ouvido – Durante o voo, os velhos truques de bocejar, engolir saliva e mastigar chiclete ajudam a ‘desentupir o ouvido”. Uma dica é fazer esses movimentos para que a Trompa de Eustáquio se abra e feche. Dessa forma, é possível manter o equilíbrio da pressão do ar entre os dois lados da membrana do tímpano, aliviando o incômodo e um possível zumbido.

2 – Assento ideal – Quem tem problemas de audição deve escolher um assento na lateral do avião oposto à orelha com melhor escuta. Por exemplo, caso ouça melhor com a orelha direita, o ideal é optar por um lugar na janela da fileira esquerda. Dessa forma, será mais fácil ouvir as recomendações e serviços dos comissários de bordo.

3 – Uso de aparelhos auditivos – Para quem faz uso de aparelho auditivo, o uso pode ser normal e somente retirá-los caso sinta algum desconforto, incômodo ou dores devido à rápida mudança de altitude, com o avião em geral atingindo entre 10 e 12 mil metros. Com os aparelhos auditivos em uso, será possível compreender as orientações dos comissários de bordo.

4 – Quem tem aparelho auditivo com bluetooth – Você pode manter os aparelhos ligados quando passar pela segurança, durante o vôo, a decolagem e a aterrissagem. No entanto, se o aparelho auditivo possuir tecnologia bluetooth, você deverá selecionar o modo avião do mesmo ao embarcar na aeronave.

5 – Longe dos motores – Se for possível, escolha assentos no avião que ficam longe dos motores. Por mais que os aviões mais modernos sejam silenciosos, as áreas próximas aos motores ainda são barulhentas.

6 – Dicas importantes – “Na hora de viajar, outro cuidado importante para quem usa aparelho auditivo é não esquecer de levar o desumidificador e um bom estoque de baterias para seus aparelhos auditivos, a fim de garantir uma audição adequada durante toda a viagem”, aconselha a fonoaudióloga da Telex.

Quanto ao risco de contaminação pelo coronavírus, os aviões, pelo menos, levam uma vantagem em relação a outros tipos de transporte. Eles possuem os poderosos filtros HEPA (High Efficiency Particulate Air), que auxiliam na renovação do ar; e o sistema de refrigeração forçada, que são capazes de inativar o vírus da Covid.

Mas atenção ao tocar em poltronas, portas, maçanetas, pias e torneiras, dentro ou fora dos aviões. Tudo isso é fonte de contágio! Mantenha cuidado redobrado em relação à higiene também nos aeroportos. Fonte: AI/Telex Soluções Auditivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap