Mudanças Transformadoras para Liderança

Marcelo Salvo (*)

Eu gosto de pensar que nunca estamos totalmente preparados para fazer algo, que necessitamos de um processo contínuo de busca de informações por intermédio de pesquisas, o conhecimento e as vivências se renovam rapidamente, além disso é necessário a troca com outras pessoas, para gerar então um aprendizado sustentável.

Na liderança não é diferente, apesar de muitas vezes sermos considerados os executivos, aqueles que sabem mais do que os outros, essa percepção é totalmente errada, primeiro porque somos iguais em relação a essa necessidade de aprender constantemente e segundo que o bom líder é aquele que tem ao seu lado, pessoas tão ou mais competentes do que ele, nas suas funções específicas.

O Fórum Econômico Mundial de 2020 definiu as principais competências para os próximos 5 anos, acho um que se trata de um norte para o mundo estar na mesma sintonia, mas eu não gosto de definir prazo, depois de vivenciar épocas como as que estamos passando, onde a transformação digital, a crise econômica e pandemia juntas mudaram tudo em pouco tempo, aliás em tempo recorde, conseguiram fazer o que tentamos há anos com palestras, treinamentos e trilhas. Então definir prazo de 3 ou 5 anos é muito tempo, talvez seja por muito tempo, mas é arriscado dizer quando.

Dentre as competências citadas nesse fórum, escolhi 7 e mais um conceito final para comentar aqui neste artigo e que fazem parte de uma imersão que criei e aplico em formato de trilha para liderança dentro das organizações, onde conto com o desenvolvimento e facilitação de Cristiane Maziero nos 3 primeiros tópicos e Wellington Borzani no tópico final.

  1. – Praticar a Liderança Humanizada – Compreender que o papel de líder herói, dará espaço para uma ação próxima às pessoas, favorecendo a autogestão a partir de relações de confiança. Aceitar as vulnerabilidades, realizando a primeira e fundamental iniciativa, o autoconhecimento que é um passo importante para o líder do “novo momento”.
  • – A Comunicação que dá certo – Muitas são as técnicas utilizadas e estudadas sobre comunicação e porque será que ela é ainda uma das maiores preocupações e gaps dentro das empresas? Muitos querem e precisam ser escutados, o ato da escuta se perdeu ao longo do tempo, o grande problema é que o mundo ainda está recheado de MEDOS e temos a sensação de perda quando não conseguimos estar à frente de uma ideia ou de um pensamento.
  • – A Mudança começa em mim – Para tudo o que planejamos, programamos e esperamos, queremos ter controle e definir uma sequência a respeito de uma determinada situação. Nossa percepção sobre tudo deve mudar junto com o mundo e com frequência. Quando chegamos a um ponto de equilíbrio, a um ponto desejável de

presença, sabemos o que e quanto podemos e conseguimos absorver os impactos gerados pelas mudanças.

  • – A Grande arte do storytelling – Desde sempre as técnicas de oratória, expressão corporal e técnicas de apresentação são utilizadas para ajudar profissionais a vender algo, seja uma ideia, projeto, produto, serviço, imagem ou conceito. O foco é ser percebido de forma diferente, ser aceito por um grupo mais rápido, gerar credibilidade profissional. Outro propósito é ajudar uma pessoa ou empresa a resolver um problema ou eliminar sua dor, e para isso, precisamos despertar sentimentos e ter fortes argumentos em nossa apresentação para gerar interesse.
  • – Agilidade e presença na entrega – Faz muito tempo que as pessoas lutam para se organizar em casa, no trabalho e até sentimentalmente. O grande segredo da produtividade, nada mais é do que produzir mais em menos tempo, priorizar atividades e tarefas diárias, tendo um olhar diferente em relação ao trabalho. Por isso, a mudança de pensamento e de conceitos, além do uso de ferramentas e metodologias para nos ajudar com a organização e rapidez na entrega, se tornam vitais.
  • – Pensamento e Atitude Comercial – A Negociação é uma das habilidades mais importantes da nossa vida. Não conseguimos sobreviver na sociedade se não tivermos noções e habilidades para negociar. A persuasão por sua vez anda em paralelo na negociação, ela entra quando utilizamos gatilhos mentais para influenciar alguém a tomar uma decisão rápida ou mudar sua opinião sobre um determinado assunto.
  • – Aprendizagem em um Mundo Tecnológico – As pessoas já não se importam com as mesmas coisas, não valorizam os mesmos critérios de antigamente e o olhar das empresas precisam se adequar a essa visão com base em dados gerados por sistemas que fazem a leitura do todo. Precisam promover uma experiência para o usuário no site, aplicativo, loja física, além das redes sociais. Por isso o pensamento estratégico precisa estar aberto e alinhado a essas mudanças digitais.

Por fim a proposta é que todos entendam que existe a Autonomia do EU, um processo de mudança interna e que deveria ser encarado como algo natural, de forma fluída e descomplicada, mas sabemos que não é bem assim. Muitas vezes o processo de mudança se torna árduo e muito demorado, além de deixar sequelas. Sendo assim, as pessoas precisam acreditar e focar, sem medo e resistências.

Para mim, essas competências serão por muito tempo as principais habilidades que o líder deverá se aprofundar, atualizar e aplicar no seu dia a dia.

(*) É Membro dos Empreendedores Compulsivos, é diretor da Atitude Profissional Educação Corporativa. Com 30 anos de experiência em vendas é  graduado em Administração e Artes Cênicas – Ator, com especializado em Gestão de RH e pós graduado em Marketing e Negociação e Vendas pela FAAP .  Professor de Pós e MBA na B. I. International e Senac , é também Escritor do livro Atitude Profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap