Transformando metas em realidade

Monica Portella (*)

O caminho para a auto-realização consiste, basicamente, em assumir a responsabilidade pela nossa vida, pela transformação de nossos sonhos em metas e de nossas metas em realidade.

Transformar sonhos em realidade não é obra do acaso, mas é algo possível que exige escolha, posicionamento, vontade, disciplina e determinação.
Estabelecemos em primeiro lugar as metas de longo prazo, pois essas são mais estáveis e duradouras, bem como, fornecem sentido à existência e nos dão o tempo necessário para atingi-las (por meio de uma série de caminhos).

Após desmembrar as metas de longo prazo em metas de médio prazo, e as metas de médio prazo em metas de curto prazo, devemos trabalhar com metas diárias.O trabalho com as metas diárias é muito importante, pois nos fornece um senso de realização cada vez maior. Para ter uma ótima qualidade de vida é importante considerar uma série áreas no planejamento de metas: profissional (trabalho e estudo), afetiva (afetivo-sexual, família, amigos, etc), lazer, saúde (física, emocional e mental) e patrimônio (investimentos, imóveis, carro, móveis, etc).

Antes de estabelecer metas nas cinco áreas mencionadas, sugerimos que seja feita uma avaliação das mesmas por meio do seguinte exercício: Estabeleça no primeiro círculo abaixo (vida atual), o percentual de tempo que você vem dedicando atualmente as seguintes áreas (lazer, profissão, afetiva, patrimônio e saúde). Em seguida, estabeleça o percentual de tempo que você gostaria de dedicar a cada uma dessas áreas no futuro, tomando como base o segundo círculo (vida ideal).

Depois de rever a quantidade de tempo que dedica e que gostaria de dedicar a cada uma dessas áreas é hora de estabelecer aproximadamente três metas de médio prazo para cada uma das mesmas. Cabe ressaltar que devemos tomar alguns cuidados quando escrevemos nossas metas em um papel, é importante que estas sejam: Específicas (claras, detalhadas e redigidas de forma positiva); Mensuráveis (é necessário saber se alcançamos ou não 100% da meta); Atraentes (motivadoras); Realizáveis (dentro da realidade); Temporais (com datas e prazos para a sua realização).

Quando deixamos de estabelecer prazos para as nossas metas corremos o risco de nunca vê-las realizadas. No entanto é bom lembrar que o foco é apenas parte do processo. Isto é, para que as metas sejam transformadas em realidade é preciso aliar o foco a um planejamento bem feito (metas de longo, médio, curto prazo), persistência, determinação, o uso de técnicas específicas (como a imaginação dirigida, expressão escrita-emocional, etc), conhecimento específico do processo de relação transformação de metas em realidade, etc.

É importante também trabalhar de forma sistemática com as metas diárias, através de ações e comportamentos. Assim, se queremos viver com qualidade, chegar a algum lugar e transformar nossos sonhos em metas e nossas metas em realidade devemos olhar para dentro e descobrir o que é que estamos fazendo aqui no planeta Terra !!

(*) – Pós doutora em psicologia pela PUC-Rio, doutora em psicologia social e cognitiva pela UFRJ e Mestre em psicologia social pela UFRJ, é professora e Supervisora da equipe clínica e docente do PSI+ e do CPAF-RJ.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap