O mercado de tecnologia clama por 2021

Edivaldo Rocha (*)

O ano de 2020 chegou ao fim, para muitos, com a sensação de ter passado por um desafio enorme.

Foram meses totalmente atípicos para a economia do país. Olhando pela perspectiva do mercado de tecnologia, a sensação que fica é justamente o contrário: o desafio está apenas começando. E por que o mercado de tecnologia clama por 2021? A resposta engloba diversos fatores, mas o mais otimista deles é que o segmento caminha com projeção de crescimento para o próximo ano.

O relatório IDC WW Covid-19 – Impact on IT Spending Survey, apontou que para 42% das empresas brasileiras que foram entrevistadas, o orçamento de TI em 2021 será maior do que o previsto antes da Covid-19. Isso mostra o quanto a pandemia impactou o cenário das empresas, que não conseguiram planejar os próximos passos e vão precisar investir mais em tecnologia.

Além disso, muitas perceberam da pior maneira que não havia preparo para enfrentar uma situação de crise. E é por isso que a área de tecnologia sentiu um aumento expressivo pela demanda de reinventar as empresas, que precisam de suporte para migrar anywhere to cloud, dar acessibilidade independente da distância e garantir a segurança das aplicações.

E por falar em segurança, essa para mim é a maior tendência que se espera de tecnologia para 2021: cybersegurança se tornou necessidade primária das empresas. Para se ter uma ideia, uma pesquisa realizada pela Fortinet apontou que só no primeiro semestre de 2020, mais de 1,6 bilhão de ataques cibernéticos foram realizados. E com as operações acontecendo no home office, é investir nesse tipo de tecnologia que vai apoiar para que as companhias continuem operando.

Além disso, 2020 foi um ano importante no que tange proteção aos dados. E é por isso que o blockchain deve ganhar ainda mais destaque nos próximos meses. As soluções usarão ferramentas de validação junto com os mecanismos de criptografia e IoT, que ligam os ativos digitais ao mundo físico injetando dados externos nas redes. Isto vai melhorar a confiança e eliminará a dependência da inserção manual de dados, que muitas vezes são propensas a erros e fraudes.

Outro segmento que ganhou os holofotes em 2020 e que deve continuar em alta é Inteligência Artificial. Por conta da pandemia, diversas tendências de Inteligência Artificial foram impulsionadas. Por exemplo, Internet of Behavior (IoB) ou Internet de Comportamentos, tem o objetivo de utilizar a Inteligência Artificial (IA) para analisar o comportamento dos funcionários e assim permitir que a empresa consiga pensar em alternativas, que ajudem a melhorar o desempenho de cada um.

A automação e o suporte para várias nuvens e estratégias de TI híbrida estão impulsionando a adoção de tecnologias de automação de TI no cenário de ITSM, e por isso devem ser tendências para 2021. A tecnologia 5G também chega com força ao Brasil no próximo ano, o que vai nos proporcionar mais velocidade e uma nova experiência no que tange a conectividade.

Vale dizer que muitas dessas tecnologias não são exatamente novidades, mas se tornaram tendências devido à rápida evolução em 2020. Afinal, quando se fala de inovação, não é somente sobre automatizar algo que era feito manualmente, mas sim de mudar completamente a forma e o que se faz.

(*) – É CEO da Claranet (https://www.claranet.com/).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap