141 views 4 mins

Finanças e cannabis: o potencial do setor para investimentos

em Artigos
quarta-feira, 15 de março de 2023

Fabrizio Postiglione (*)

O setor da cannabis está em uma linha de crescimento, entretanto, por ser um segmento muito novo, causa algumas incertezas em potenciais investidores.

Segundo dados da consultoria especializada BDSA, o mercado global dos produtos à base de cannabis pode atingir US$ 61 bilhões até 2026. Considerando o valor bilionário, como os investidores podem se beneficiar? Em um mercado novo e em uma indústria que envolve grandes incertezas é comum ter uma volatilidade bem elevada, principalmente considerando as instabilidades externas, como as guerras.

Com essas situações as taxas de juros e a inflação aumentaram bastante em todo o mundo, logo levam muitos investidores para a renda fixa e os distancia da renda variável convencional. É nesse ponto que vejo uma grande oportunidade para o venture capital, pois os ganhos são bem mais potenciais do que escaláveis.

Como o mercado da cannabis é recente, as companhias não possuem grandes históricos para podermos compartilhar tendências a longo prazo. Apesar disso, tenho uma perspectiva positiva em relação ao setor, já que nos encontramos numa curva de crescimento.

É importante lembrar que em todo investimento existe hora certa para investir, ou seja, analisar os riscos e as oportunidades quanto ao cenário econômico do momento. Hoje vejo que é um momento bem promissor para o setor, principalmente com evoluções importantes, como a decisão do governador de São Paulo, Tarcisio de Freitas, que sancionou a lei de fornecimento de medicamentos à base de cannabis pelo SUS.

Esse fato trouxe muita segurança ao segmento e acredito que outros estados adotarão as mesmas medidas. Por consequência, gerará um reflexo positivo no mercado. Trata-se de uma indústria em pleno desenvolvimento, onde vem mais do que dobrando ano a ano, já há quase 7 anos consecutivos, crescendo em média 124% ao ano desde 2016.

Entendo que o principal segredo para o sucesso é saber identificar as oportunidades de mercado e suas possibilidades de desenvolvimento, além de estar atento às tendências caso do mercado de cannabis. Investir em empresas que já estão atuando consolidadas com uma receita recorrente e crescente seria umas das opções mais confiáveis, pois já passaram do famoso “Vale da Morte” das startups e companhias.

Afinal, um estudo divulgado pela UNESP aponta que 50% das empresas quebram antes de 2 anos. Acredito muito em seguir nas teses que os investidores estão confortáveis com seu momento atual e expectativa. Inicio as análises com o entendimento de uma busca de retorno a curto, médio ou longo prazo.

Com isso, entendo que o mercado da cannabis seja hoje no mínimo de médio prazo e, como a maioria, com retorno super escalonado a longo prazo. Por fim, é um mercado muito novo, como ressaltei no começo, mas é um mercado promissor.

(*) – É fundador e CEO da Remederi, que promove o acesso a produtos e serviços sobre a cannabis medicinal (https://remederi.com/).