Como você planeja as suas finanças?

Jacques Fassa Pilnik (*)

Planejamento financeiro é fundamental para falar o mesmo idioma do dinheiro.

O primeiro passo importante está na nossa cara, e por este motivo temos dificuldade de enxergá-lo, que é fazer a seguinte pergunta: como eu devo ganhar dinheiro? Pergunta óbvia! Mas, nem sempre, quando o assunto é finança. Mesmo sendo considerada uma ciência exata, o que parece, muitas vezes não é.

Por exemplo, como as montadoras de veículos ganham dinheiro? Vendendo carros? Não! Financiando carros. Como as Administradoras de Cartão de Crédito ganham dinheiro? Pela anuidade cobrada, pela locação da maquineta, pela taxa cobrada ao lojista? Pode até ser, porém, uma das melhores fontes de ganho é o juro cobrado nas compras parceladas e no famoso atraso do cliente ao pagar a fatura.

O cartão de crédito não é, portanto, aquele “iceberg” que aparece na frente do navio para afundá-lo. Muitas vezes, o comandante do navio pode ser o responsável pelo descontrole da embarcação, à medida que utilizar o cartão somente na concepção da palavra crédito, certamente levará esse capitão a ser o culpado pelo naufrágio orçamentário.

Pela minha experiência no mundo corporativo, tenho a convicção que frequentemente devemos persistir na obtenção de desconto quando da aquisição de bens ou serviços quando o pagamento for efetuado em dinheiro ou em única parcela. Não digo negociar a compra diária do pãozinho na padaria ou as compras de supermercado, sob a pena de sermos rotulados de avarentos. Mas, um abatimento de 5% sobre uma compra de R$ 3 mil gera uma economia de R$ 150,00, o que já garante um jantarzinho para duas pessoas.

Então, retornando à pergunta inicial de “como eu devo ganhar dinheiro?”, independentemente se temos um negócio próprio ou de sermos empregados, se conseguirmos definir esta resposta, a energia certamente será canalizada para a atividade que realmente deve ser realizada no sentido de transformar ideias e conhecimento em dinheiro.

Assim, a sugestão é elaborar um modelo que contenha: objetivo do negócio, metas tangíveis a serem alcançadas, quem vai comprar a ideia, o que é necessário ser feito para implantá-la, como será feito, por quem será feito, quando será feito, quanto ganhar, quanto gastar e quais serão os controles para mensurar se as metas definidas estão sendo cumpridas.

(*) – É diretor financeiro da UMC Universidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap