ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Xi Jinping garante que China crescerá 6,5% ao ano

Presidente da China, Xi Jinping.

O crescimento anual da China não será inferior a 6,5% nos próximos cinco anos, declarou o presidente Xi Jinping, afastando especulações sobre a desaceleração da economia do gigante asiático

De acordo com o mandatário, este ritmo de crescimento é necessário para se atingir as metas estabelecidas pela cúpula do país. A declaração de Xi veio após o Partido Comunista da China ter dado o aval para o plano econômico para 2016-2020. Nos próximos anos, Pequim espera dobrar o PIB e a renda per capita dos níveis de 2010.
O Partido Comunista prometeu que, com esse nível, os chineses terão um “crescimento econômico moderadamente alto” e serão autorizados a gerarem “até dois filhos”, acabando com a política de filho único, a qual vigorava há décadas. De acordo com a agência de notícias local Xinhua, a China pretende acelerar a abertura de vários setores de domínio estatal, como elétrico, petrolífero e de telecomunicações, além de tentar fortalecer o yuan para que o FMI inclua a moeda em sua cesta de reservas, a SDR.
Um dos objetivos da China para os próximos anos também é reduzir a desigualdade social e intensificar as reformas para que mais moradores de zonas rurais tenham acesso às oportunidades nas cidades. Nos últimos meses, analistas e investidores começaram a temer que a China não alcançasse sua meta de crescimento de 7%, gerando especulações no mercado financeiro e instabilidades.

Mercado volta a reduzir projeção do crescimento do PIB

A expectativa de retração do PIB em 2016 também foi alterada: de 1,43% para 1,51%.

A projeção de instituições financeiras para o encolhimento da economia este ano passou por mais um ajuste. Desta vez, a estimativa para a queda do PIB passou de 3,02% para 3,05%, informou o boletim Focus, do Banco Central (BC), com base em projeções do mercado financeiro para os principais indicadores da economia. A expectativa de retração do PIB em 2016 também foi alterada: de 1,43% para 1,51%.
Na avaliação do mercado financeiro, a produção industrial deve apresentar retração de 7%, este ano. Em 2016, projeção de queda da industria ampliou-se de 1,5% para 2%. A estimativa para o IPCA, este ano, foi ajustada de 9,85% para 9,91%. Para o próximo ano, a expectativa é que a inflação fique abaixo do limite superior, mas ainda distante do centro da meta, em 6,29%. Na semana passada, essa projeção estava em 6,22%.
A pesquisa do BC também traz a projeção para a inflação medida pelo IGP-DI, que subiu de 8,42% para 10,11%, este ano. Para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a estimativa passou de 8,34% para 9,59%, em 2015. A estimativa para o IPC-Fipe foi alterada de 9,66% para 9,86%, este ano. A projeção para a cotação do dólar, ao final deste ano, foi mantida em R$ 4. Para o fim de 2016, a projeção está em R$ 4,20 (ABr).

Emprego na indústria cai 1,7% em setembro

Brasília - Com a retração na atividade e o aumento da ociosidade, as indústrias brasileiras continuam demitindo, de acordo com os indicadores industriais divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O emprego recuou pelo oitavo mês consecutivo, ao cair 1,7% em setembro ante agosto. Na comparação com setembro de 2014, a queda foi de 7,9%. Já no acumulado do ano, o recuo do emprego foi de 5,5% ante os nove primeiros meses do ano passado.
A diminuição do mercado de trabalho atingiu a massa salarial e o rendimento dos trabalhadores. A massa salarial real teve redução de 1,6% em setembro ante agosto e caiu 8,2% ante setembro de 2014. No acumulado dos nove primeiros meses do ano, a massa salarial real teve queda de 5,3% ante o mesmo período de 2014.
O rendimento médio real caiu 0,3% em setembro ante agosto e teve redução de 0,3% em setembro ante o mesmo mês de 2014. No acumulado do ano, entretanto, o rendimento médio real, apresenta uma ligeira alta, de 0,2%, na comparação com os primeiros meses de 2014 (AE).

 

Mais artigos...

  1. Economia 30/10 a 03/11/2015
  2. Economia 29/10/2015
  3. Economia 28/10/2015
  4. Economia 27/10/2015
  5. Economia 24 a 26/10/2015
  6. Economia 23/10/2015
  7. Economia 23/10/2015
  8. Economia 22/10/2015
  9. Economia 21/10/2015
  10. Economia 20/10/2015
  11. Economia 17 a 19/10/2015
  12. Economia 16/10/2015
  13. Economia 15/10/2015
  14. Economia 14/10/2015
  15. Economia 10 a 13/10/2015
  16. Economia 10/10/2015
  17. Economia 08/10/2015
  18. Economia 07/10/2015
  19. Economia 06/10/2015
  20. Economia 03 a 05/10/2015
  21. Economia 02/10/2015
  22. Economia 01/10/2015
  23. Economia 30/09/2015
  24. Economia 29/09/2015
  25. Economia 26 a 28/09/2015
  26. Economia 25/09/2015
  27. Economia 24/09/2015
  28. Economia 23/09/2015
  29. Economia 22/09/2015
  30. Economia 19 a 21/09/2015
  31. Economia 18/09/2015
  32. Economia 17/09/2015
  33. Economia 16/09/2015
  34. Economia 15/09/2015
  35. Economia 12 a 14/09/2015
  36. Economia 11/09/2015
  37. Economia 10/09/2015
  38. Economia 09/09/2015
  39. Economia 05 a 08/09/2015
  40. Economia 04/09/2015
  41. Economia 03/09/2015
  42. Economia 02/09/2015
  43. Economia 01/09/2015
  44. Economia 29 a 31/08/2015
  45. Economia 28/08/2015
  46. Economia 27/08/2015
  47. Economia 26/08/2015
  48. Economia 25/08/2015
  49. Economia 22 a 24/08/2015
  50. Economia 21/08/2015
  51. Economia 20/08/2015
  52. Economia 19/08/2015
  53. Economia 18/08/2015
  54. Economia 15 a 17/08/2015
  55. Economia 14/08/2015
  56. Economia 13/08/2015
  57. Economia 12/08/2015
  58. Economia 11/08/2015
  59. Economia 08 a 10/08/2015
  60. Economia 07/08/2015
  61. Economia 06/08/2015
  62. Economia 05/08/2015
  63. Economia 04/08/2015
  64. Economia 01 a 03/08/2015
  65. Economia 31/07/2015
  66. Economia 30/07/2015
  67. Economia 29/07/2015
  68. Economia 28/07/2015
  69. Economia 25 a 27/07/2015
  70. Economia 24/07/2015
  71. Economia 23/07/2015
  72. Economia 22/07/2015
  73. Economia 21/07/2015
  74. Economia 18 a 20/07/2015
  75. Economia 17/07/2015
  76. Economia 16/07/2015
  77. Economia 15/07/2015
  78. Economia 14/07/2015
  79. Economia 09 a 13/07/2015
  80. Economia 08/07/2015
  81. Economia 07/07/2015
  82. Economia 04 a 06/04/2015
  83. Economia 03/07/2015
  84. Economia 02/07/2015
  85. Economia 01/07/2015
  86. Economia 30/06/2015
  87. Economia 27/06/2015
  88. Economia 26/06/2015
  89. Economia 25/06/2015
  90. Economia 24/06/2015
  91. Economia 23/06/2015
  92. Economia 20/06/2015
  93. Economia 19/06/2015
  94. Economia 18/06/2015
  95. Economia 17/06/2015
  96. Economia 16/06/2015
  97. Economia 13/06/2015
  98. Economia 12/06/2015
  99. Economia 11/06/2015
  100. Economia 09/06/2015

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171