ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Tenha Propósito!

Segundo pesquisa realizada pela KPMG (2018), 85% das empresas movidas por um PROPÓSITO tiveram aumento de receita nos últimos 3 anos

Luiz Felipe Pateo temp

Augusto Roque

 

Augusto Roque (*)

Certa noite em uma das minhas aulas, uma aluna me questionou sobre eu ser professor. Com tanto conhecimento que você possui, disse ela, você deveria trabalhar em uma multinacional, ganhar dinheiro, não depender tanto das aulas. Com um leve sorriso, respondi que ganhar dinheiro é bom (afinal, quem não tem conta para pagar?), mas nada é melhor do que ter um propósito de vida e segui-lo, independentemente do valor monetário que se ganha. E assim, continuei a aula, explicando o meu propósito de vida: “inspirar pessoas e organizações a serem melhores, pensando diferente”.

Nesta mesma noite, curioso com essa pergunta, me deixei levar pelos pensamentos e pelas lembranças de um passado não muito distante. E me perguntei, quantas pessoas são/estão realizadas no seu trabalho? De acordo com a pesquisa realizada pela Giacometti Comunicação em 2016, apenas 16% dos jovens das classes A e B e 15% da classe C estão realizados com o trabalho, enquanto 9% dos entrevistados de alta renda e 10% da classe C aceitariam ganhar menos para ter mais qualidade de vida. 26% dos entrevistados das classes A e B gostariam de ter uma profissão que proporcionasse mais realização. Esse sentimento é compartilhado por 28% dos pertencentes à classe C.

E porque não elas não estão realizadas? As pessoas buscam a felicidade como as empresas buscam lucros. Mas como a felicidade, os lucros não podem ser perseguidos, eles acontecem. O lucro, nos dias de hoje, é resultado de uma organização que tem significado e, acima de tudo, propósito.

Cada um de nós tem um Propósito, porém não temos um Propósito pessoal e um Propósito profissional. Somos o que somos em qualquer lugar. Desta forma cada organização também pode e deve ter o seu. E a falta de um verdadeiro Propósito se faz presente na vida empresarial e dos empreendedores.

Propósito nada mais é o POR QUE uma organização existe. Diferentemente da sua Missão (que é a razão de uma empresa existir), o propósito é a declaração de como a empresa pretende contribuir com a humanidade. Afinal, o PROPÓSITO é o que dá sentido para as organizações e as move adiante!

O Propósito é o consenso, a interseção entre a sua paixão, talentos e as necessidades da sociedade. É a sua vocação, o ponto exato no qual a organização pode encontrar um verdadeiro significado e realização. É uma força tanto financeira quanto humanitária. Organizações impulsionadas por Propósito fazem o bem no mundo e com maior frequência. Isso gera mais lucro para essas organizações, o que por sua vez, permite que elas façam ainda mais o bem no mundo.

Ter um propósito organizacional claro e inspirador faz uma enorme diferença. Ele promove inovações significativas e ideias visionárias e ajuda o negócio a navegar em momentos turbulentos. Injeta mais poder na mensagem da marca, ajuda a atrair talentos certos e retém esse talento por mais tempo na organização, contribui para a realização pessoal e uma vida bem vivida, e gera resultados financeiros superiores e no longo prazo. Além disso, age como um imã poderoso que alinha todos os stakeholders. Os envolvidos mantêm seus papéis e identidades distintivos, mas também voluntariamente tornam-se parte de um todo harmonioso.

Segundo pesquisa realizada pela KPMG (2018), 85% das empresas movidas por um PROPÓSITO tiveram aumento de receita nos últimos 3 anos. E isso reflete diretamente nos negócios, uma vez que trabalhar com um PROPÓSITO dá significado ao trabalho do dia a dia das pessoas e melhora a reputação organizacional em razão de crescimento. Fazendo com que atraia talentos qualificados e alinhados com a empresa.

Como desenvolver um propósito organizacional
O Propósito não se trata de uma declaração do que a empresa aspira ser, as da expressão de quem efetivamente ela é quando está na sua melhor forma. Em seu âmago, o Propósito é uma história de origem. É aquilo em torno do qual tudo o que a empresa faz – as decisões que toma, as tarefas que executam os produtos que vende. Tudo se alinha para produzir o impacto que a empresa vislumbrou.

Para uma organização desenvolver o seu propósito ela precisa:

Criar uma declaração do seu Propósito

Usar o propósito como um prisma

Contratar pessoas com propósito

Criar comprometimento e alinhamento através do Propósito

Humanizar os processos empresariais

Lucrar de uma maneira consistente com o propósito

Ao questionar o que as contribuições de sua organização possibilitam que os outros venham a ser ou fazer? O empreendedor assume que as pessoas são fontes (e não recursos). Se vendemos um produto ou serviço que é inconsistente com o que acreditamos, ele não será autentico e nosso colaboradores e clientes acabarão percebendo e – o que é mais importante – sentindo isso. Desta forma, faz sentido aposentar um produto ou dissolver uma divisão que não se encaixe no Propósito.

Sem propósito, as empresas não têm direção. Com propósito elas tem instruções. O propósito impulsiona tudo o que a organização faz.

Transforma perguntas em ações, ideias em fatos e empregos em vocações.

Assim, o empreendedor deve seguir em frente tendo fé no propósito e buscar entender que o PROPÓSITO da organização é trabalhar a felicidade como PROPÓSITO!

Até a próxima!

(*) É Membro dos Empreendedores Compulsivos, Consultor da Reinvent Consultoria & RH, especialista em Propósito, Felicidade, RH 4.0 e Empreendedorismo, com mais de 20 anos de experiência como executivo, palestrante, professor e consultor. Tem Mestrado em Bem-Estar e Inovação pela FEI-SP e é bacharel em Administração pela FEI-SP. Saiba mais em compulsivos.org e www.reinventconsultoria.com.br

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171