ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Quatro estratégias para otimizar apresentações de vendas remotas

Criar apresentações de vendas que se destaquem com clientes e prospects requer pensamento estratégico e a capacidade de usar a tecnologia para superar as barreiras de tempo e espaço

home temproario

“A forma como nos adaptamos à tecnologia para melhorar as apresentações e a interação com os clientes é de extrema importância para garantir o sucesso nas vendas remotas” Ilustração: AI/LogMeIn

As visitas presenciais para vendas estão diminuindo à medida que uma força de trabalho cada vez mais flexível utiliza a tecnologia de reuniões online para se conectar remotamente de qualquer lugar do mundo. De acordo com uma pesquisa recente da Corporate Visions, 62% dos responsáveis pela área de vendas realizam, atualmente, pelo menos metade de suas reuniões pelo telefone ou online.
No ciclo de vendas online atual é preciso facilitar a conexão remota com os parceiros. “A forma como nos adaptamos à tecnologia para melhorar as apresentações e a interação com os clientes é de extrema importância para garantir o sucesso nas vendas remotas”, comenta Peter Kodic, Diretor Comercial da LogMeIn para a América Latina.
Por conta disso, o GoToMeeting by LogMeIn preparou uma lista com quatro estratégias comprovadas para facilitar melhores apresentações de vendas remotas e ajudar empresas a fecharem negócios. Confira:

1 - Mantenha as apresentações em PowerPoint simples
Embora essa não pareça ser a dica mais inovadora, os slides do PowerPoint continuam sendo a força de trabalho das reuniões de vendas online. O ideal é utilizar gráficos de alta qualidade, limitar as animações e criar gráficos fáceis de entender para apresentar os principais pontos de dados.
Muitos especialistas também acreditam que os tópicos de assuntos são a maneira menos eficaz de compartilhar ideias. Eles ainda podem ser uma maneira eficaz de participar de reuniões de vendas, mas é importante lembrar que os slides precisam ser usados como uma ferramenta para melhorar as apresentações, não como muleta ou script.

2 - Concentre-se em desenvolver uma narrativa forte
Para se envolver de forma bem sucedida com clientes e prospects é necessário uma boa narrativa. Por esse motivo, algumas empresas abandonaram as apresentações de slides em favor de outras alternativas criadas para promover o engajamento. Outra forma utilizada pelas empresas, são os memorandos narrativos, que permitem aos participantes pensar sobre o significado de algo, em vez de descobrir por meio da apresentação de alguém.
Apesar disso, pode ser difícil conseguir um público-alvo ou cliente em potencial para um memorando narrativo de seis páginas. Porém, é possível aplicar o mesmo conceito a apresentações. Apresentar uma narrativa forte e interessante sobre o que a empresa entrega aos clientes certamente renderá bons resultados em apresentações de vendas remotas.

3 - Envolva o público com ferramentas de desenho
É importante pensar não apenas no que vai ressoar com o público, mas também em como envolvê-lo. A ferramenta de vendas mais eficaz para as apresentações online é transformar os slides em uma lousa virtual. De acordo com o Corporate Visions, “é muito mais provável que os conceitos sejam lembrados se forem apresentados como imagens e não como palavras”. Uma pesquisa da Universidade de Stanford mostra que o uso do conteúdo de lousa virtual aumenta a credibilidade geral e a recordação da audiência de uma apresentação. Portanto, é bastante útil adicionar alguns elementos interativos e visuais às apresentações de vendas. Também é interessante pedir aos clientes que interajam com as ferramentas de desenho - seja preenchendo alguns espaços em branco ou demonstrando seus desafios visualmente. A capacidade de envolver efetivamente os parceiros online aumentará o envolvimento, a venda e, em última análise, a lucratividade.

4 - Elimine os visuais que são, na verdade, distrações
Embora os elementos visuais sejam certamente impactantes para as apresentações, é preciso ter cuidado para não exagerar neste quesito. Ao falar sobre a proposta central de valor de um produto ou serviço ou ouvir as necessidades de um cliente, é importante não ter nenhuma distração dessa mensagem. Porções da apresentação somente para conversas podem reduzir o atrito e manter todos focados, por isso uma dica é separar algum momento para conversas concisas e livres de distrações durante o tempo de apresentação. Nas videoconferências, as conversas cara a cara também facilitam uma conexão mais pessoal, que pode ajudar muito a construir a confiança dos participantes da reunião - algo crucial para um relacionamento bem-sucedido com clientes e prospects.
O GoToMeeting by LogMeIn é a ferramenta ideal para vendas virtuais, pois reúne videoconferência, compartilhamento de apresentação, lousa virtual, e também permite gravação da reunião.

Instituto lança IPT Open Experience e abre suas portas para empresas e parceiros públicos

O Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico (SDE), lançou ontem (31), o IPT Open Experience, programa inédito de parceria entre o setor público e privado realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). O evento contou com a presença do Governador João Doria, da Secretária Estadual de Desenvolvimento Econômico Patricia Ellen, do Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia Carlos da Costa e do Diretor-Presidente do IPT Jefferson Gomes.
IPT Open Experience é destinado para empresas de todos os portes e quaisquer setores econômicos que demandem soluções com alta intensidade tecnológica. A meta do programa é gerar novos produtos e soluções inovadoras através da conexão entre todos os elos da jornada da inovação em um único local.
“Aqui não tem só ciência, tem muita humanidade. São pessoas que têm muito coração. O IPT é mais do que um grupo de 900 cientistas especializados. É mais do que os 40 laboratórios incríveis em 340 mil metros quadrados de área. É uma família de cientistas que está unindo a razão com o coração”, disse a secretária Patricia Ellen. “Hoje é um marco na ciência, na tecnologia, na pesquisa aplicada e na inovação em hard science do Estado de São Paulo para o Brasil”, completou.
O programa vai abrir o campus do IPT para as empresas instalarem seus próprios centros de inovação ou participarem dos HUBs no mesmo ambiente. “O IPT Open Experience vai conectar startups, pesquisadores, órgãos de governo municipais, estaduais e também o governo federal. E não tem referência melhor do que o IPT”, comentou o Governador Doria.
O IPT Open Experience é a primeira fase do projeto CITI – Centro Internacional de Tecnologia e Inovação, o mais avançado ambiente e atmosfera de criatividade do Brasil, tem como foco o desenvolvimento e aplicação de tecnologias de hardtech (alta intensidade tecnológica).
O IPT Open Experience vai funcionar de duas maneiras:
Centros de P&D – Onde as empresas com atividades em P&D terão a oportunidade de criar centros próprios de pesquisa aplicada, em qualquer área de atuação, conectados à infraestrutura de tecnologia e negócios do IPT.
Hubs de Inovação – Ambiente de inovação aberta criado para solucionar desafios tecnológicos das empresas por meio da interação com startups, pesquisadores, universidades, órgãos de governo e outros atores do ecossistema de ciência, tecnologia e inovação. Serão oferecidos diversos suportes para captar fomento à inovação, estruturação de projetos tecnológicos, envolvimento de instituições científicas parceiras, uso de laboratórios, qualificação profissional, espaço físico, busca de startups para projetos, dentre outros serviços.

ARQ+ Smart Construction

O ARQ+ Smart Construction é um espaço para os profissionais de arquitetura e construção estarem em contato com novos produtos e materiais, conhecer as inovações mais recentes do setor e ainda se atualizar, fazer networking e realizar negócios.
A ideia do evento é a de conectar esses profissionais, oferecendo conteúdo, negócios e relacionamento sob os pilares:
FUTURO: Produtos e sistemas para acessibilidade e longevidade. Materiais sustentáveis.
CONFORTO: Soluções acústicas, térmicas, lumínicas e vedacões.
TECNOLOGIA: Software, hardware e Solucões em TI.
Em sua estreia no ano passado, o ARQ+ contou com o apoio da Pró Acústica Associação Brasileira para a Qualidade Acústica para criar a Ilha ProAcústica. No espaço, empresas associadas apresentaram as soluções do mercado acústico.
O evento nasceu após estudos e análises do mercado de arquitetura e construção feitos pelo idealizador do evento, Lauro Andrade, no período de 2004 até os dias de hoje.
ARQ+ Smart Construction 2018 | Ao todo, foram 12 talks gratuitos em 3 dias de feira. A implantação do BIM (Building Information Model) foi tema apresentação do arquiteto José Rocha.
A edição de 2019 conta com a renovação da parceria com a Pró Acústica Associação Brasileira para a Qualidade Acústica e ganha também o apoio da Associação Brasileira dos Fabricantes de Sistemas, Perfis e Componentes para Esquadrias de PVC, a ASPEC PVC.
A programação de talks fica por conta da revista Projeto, sob direção de Fernando Mungioli, com temas como acessibilidade, sustentabilidade, mobilidade, longevidade, sustentabilidade, conforto acústico e luminoso, BIM,RA e RV, por exemplo.
O ARQ+ Smart Construction acontece de 21 a 23 de agosto no São Paulo Expo e é um evento simultâneo à High Design.
A programação completa será divulgada em (arqsmartconstruction.com).

 
 
Outras Matérias sobre Tecnologia

 

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171