ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Aplicativos baseados em GeneXus para apoiar autistas

A Apdif (Aprendizagem Diferente), empresa especializada em criar software para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), promove a inclusão social e digital por meio de aplicativos gratuitos disponíveis nas lojas Google e Apple

blog 1796 temporario

Dentre os aplicativos desenvolvidos pela Apdif por meio da plataforma da GeneXus, o mais conhecido é o “ChatTEA”, que facilita a comunicação do autista com a família e amigos por meio da possibilidade de responder mensagens com imagens de múltipla escolha. Foto: Real Deodorense

 

Uma em cada 68 crianças da população mundial é diagnosticada com algum tipo de Transtorno do Espectro Autista (TEA). No Brasil, estima-se que dois milhões de habitantes tenham autismo. Apesar de numerosos, os autistas ainda sofrem para encontrar tratamentos adequados e para serem inseridos na sociedade, uma vez que a alteração no desenvolvimento do sistema nervoso limita a capacidade de se comunicar e realizar atividades diárias.
Convivendo com esta realidade, Daniela Sniadower e Gerardo Wisosky, pais de uma criança com TEA, fundaram a Apdif: Aprendizagem Diferente. O projeto cria aplicativos para aumentar a autoestima e a independência, principalmente dos autistas, mas também pode ser utilizado por todas as pessoas com alguma dificuldade para se comunicar, executar, organizar, aprender, entre outras.
“As necessidades das pessoas com deficiência intelectual não são levadas em conta na sociedade e isso leva a um maior isolamento. A falta de ferramentas inclusivas nos motivou a desenvolver esse projeto. A tecnologia agora nos permitiu multiplicar e expandir nosso conhecimento com estratégias aprendidas nos últimos anos e, assim, atingir mais pessoas causando um impacto sobre essa população, suas famílias e seu meio ambiente", explica Daniela Sniadower, CEO e co-fundadora da Apdif.
A Apdif desenvolveu quatro aplicativos com GeneXus, plataforma low-code que facilita a criação de aplicativos nativos e web responsivos para dispositivos móveis, baseada em Inteligência Artificial. Eles estão disponíveis gratuitamente nas lojas do Google e Apple nas versões em português, espanhol e inglês. E são utilizados em mais de 10 países, tanto em nível familiar, quanto institucional.
Dentre os aplicativos desenvolvidos pela Apdif por meio da plataforma da GeneXus, o mais conhecido é o “ChatTEA”, que facilita a comunicação do autista com a família e amigos por meio da possibilidade de responder mensagens com imagens de múltipla escolha. Por exemplo, para uma pergunta "tudo bem?", a pessoa com autismo tem três opções de resposta: um rosto feliz, um neutro e um triste.
Outras ferramentas são “Interagir”, que por sua vez, permite programar situações hipotéticas para ajudar o autista a praticar diálogos e, assim, reduzir a ansiedade da interação social. Já o “Eu Carrego Tudo”, tem como função contribuir para a autonomia das pessoas quando organizam suas diferentes mochilas. Por fim, o “Agora Leio”, que permite criar suas próprias histórias com imagens, texto e voz, impulsionando, desta forma, atividades como a leitura e a escrita.
“Queremos contribuir para a inclusão e isso envolve adaptar conteúdos e desenvolver atividades que consideram as características especificas de um grupo de pessoas, tornando ambientes mais acessíveis, inclusivos e de apoio. Por meio destes aplicativos, muitas pessoas estão conseguindo se comunicar, pela primeira vez, com seus familiares”, finaliza o country manager da GeneXus Brasil, Ricardo Recchi.

Cinco comportamentos fundamentais para o gestor do futuro

Nos últimos anos tem emergido uma mudança significativa de mindset nas principais empresas brasileiras e do mundo, onde as lideranças são colocadas à prova para desenvolver seus colaboradores de forma completa, os tornando líderes e empreendedores. Por isso, é cada vez mais urgente a mudança de postura relacionada com as dimensões racionais e emocionais.
Pensando neste cenário, o conceito de “liderança transformadora” tornou-se crucial no ambiente corporativo do século XXI, que tem passado por constantes mudanças. Por isso, hoje não basta apenas ser um bom líder, mas um líder transformador. Essa aptidão não está relacionada diretamente ao topo da hierarquia, mas a capacidade de somar as características de gestor, voltadas para questões estratégicas, processos e estruturas com as competências de líder, que tem como foco pessoas, liderança e cultura.
Paulo Lira, coordenador e supervisor acadêmico da HSM University explica que estamos vivendo muitos desafios ao mesmo tempo, que tem obrigado as companhias pensarem e fazerem diferente. “As empresas estão diante do desafio de inovar, engajar pessoas e lidar com novas tecnologias, principais elementos responsáveis por impulsionar o crescimento dos negócios, por isso é essencial que os grandes gestores entendam a hora de se reciclarem e criarem um ambiente cada vez mais inspirador para seus colaboradores”.
Lira reforça ainda que esse é um tema que permeará muitas discussões e será um importante catalizador para a transformação das empresas e do RH como um todo. “Temos acompanhado, nos últimos anos, grandes transformações corporativas, com empresas, cada vez mais, humanas e flexíveis. Pensando neste cenário, os especialistas e pesquisadores do assunto tem projetado alguns aspectos que são essenciais para esses novos líderes: Visão de futuro, entender os propósitos da empresa e traduzi-los em possibilidades reais; Credibilidade, capacidade de gerar valor para os colaboradores; Relacionamento Mobilizador, desenvolver os funcionários de forma motivacional os inspirando a alcançar os melhores resultados e Comportamento “agridoce”, capacidade de dosar os desafios e cobranças atribuídos à equipe”.
Além disso, o líder precisa entender que nenhuma equipe é igual, mapeando o perfil de cada pessoa, conseguir incentivar o trabalho em grupo e explorar o potencial individualmente. “Esses são fundamentos essenciais para o crescimento exponencial dos negócios e para a atração e retenção dos talentos”, finaliza o coordenador.

UFSCar oferece bolsa de pós-doutorado em Genética Evolutiva e Biologia Molecular

O Programa de Pós-Graduação em Genética Evolutiva e Biologia Molecular (PPGGEv) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realiza processo de seleção de bolsista de pós-doutorado para atuação nas áreas de concentração do Programa: "Genética e Evolução" ou "Bioquímica e Biologia Molecular". A bolsa é ofertada no âmbito do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). As inscrições estarão abertas entre os dias 22 de julho e 9 de agosto.
Os interessados em participar da seleção devem ter título de doutor em curso avaliado pela Capes e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). A seleção será feita em duas etapas: análise do curriculum vitae (eliminatória e classificatória) e apreciação do projeto de pesquisa e plano de atividades (classificatória). As inscrições devem ser feitas com o envio da ficha de inscrição e da documentação exigida no edital para a secretaria do Programa. O envio pode ser feito por e-mail, pessoalmente ou pelos Correiros, dentro do prazo de inscrição.
O bolsista selecionado deverá atuar em uma das áreas de concentração junto a um ou mais docentes do PPGGEv. A vigência da bolsa é 12 meses, prorrogável por igual período, e o início das atividades está previsto para setembro. As informações completas sobre a seleção e as instruções para inscrição devem ser conferidas no edital, disponível no site www.ppggev.ufscar.br. Dúvidas também podem ser esclarecidas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..">O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

 
 
Outras Matérias sobre Tecnologia

 

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171