ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

HP mira crescente mercado brasileiro de impressão 3D

Companhia aumenta liderança e ritmo no setor com entrega das primeiras impressoras 3D industriais do Brasil, apresenta nova revendedora SKA e negócio de manufatura local com a FLEX

HP Jet Fusion 4210 3D Printer Fleet 1 temp

HP Jet Fusion 4210 3D Printer Fleet. Fotos: AI/Flex

Com base em sua liderança no setor de impressão 3D, a HP Inc. anunciou a disponibilização comercial de seu portfólio de soluções de impressão 3D HP Jet Fusion e a expansão de seu negócio de impressão 3D e manufatura digital no maior mercado industrial da América Latina – o Brasil.

3D Printed Part - HP Jet Fusion 2 temp
Conhecido como o motor econômico da América Latina2, o mercado manufatureiro do Brasil cresceu quase 4% ao ano3 e deve continuar essa trajetória ascendente nos próximos anos1, ao passo que a necessidade por manufatura digital sob demanda e produtos impressos em 3D continua aumentando.
A HP e a SKA trabalharam juntas na implementação e instalação de sistemas de impressão 3D da HP no amplo e sustentável ambiente de manufatura da Flex Ltda, localizado em Sorocaba. Com a instalação de impressoras 3D HP Jet Fusion, a Flex agora pode oferecer manufatura aditiva sob demanda a clientes locais, resultando na aceleração do design e da produção e na melhoria da eficiência em todo o ciclo de manufatura.

Medical 3D Printed Part - HP Jet Fusion 4 temp
“Estamos felizes em trazer nosso conhecimento em impressão 3D e manufatura digital ao Brasil, um dos centros industriais mais robustos e de crescimento mais rápido na América Latina”, afirma Claudio Raupp, diretor administrativo da HP Inc. no Brasil. “A inovadora tecnologia de impressão 3D da HP está mudando os fundamentos da cadeia de suprimentos para produtos finais e de alto valor, ao acelerar a manufatura digital para produzir componentes onde e quando forem necessários. Estamos orgulhosos de trabalhar juntamente com a SKA, e animados para ver a Flex impulsionar a inovação utilizando tecnologia HP Multi Jet Fusion”, completa Raupp.

Mudando o jeito de o mundo desenhar e fabricar
Com seu potencial de revolucionar a produção em massa em todas as indústrias e atender à demanda do consumidor por produtos personalizados, a impressão 3D está abrindo o caminho da Quarta Revolução Industrial. Segundo o Fórum Econômico Mundial, o valor das transformações digitais na para esse momento é estimado em US$ 100 trilhões só nos próximos 10 anos, em todos os setores, indústrias e localidades. O setor manufatureiro, que há muito tempo impulsiona a prosperidade e o crescimento econômico globais, é essencial para essa transformação.
A HP é líder mundial no fornecimento de impressoras 3D para produção em plástico. Sua tecnologia de impressão 3D Multi Jet Fusion revoluciona o design, a prototipagem e a manufatura com sua capacidade exclusiva de controlar as propriedades dos componentes em cada nível do voxel. Isso permite o desenho e a produção de peças antes inconcebíveis e, no futuro, produtos com múltiplas propriedades físicas, como rigidez e flexibilidade variáveis, diversas cores e texturas, condutibilidade e comunicação elétricas. Só no ano passado, mais de 10 milhões de componentes impressos em 3D foram produzidos com a tecnologia HP Multi Jet Fusion.

Medical 3D Printed Part - HP Jet Fusion 5 temp

Previsão de crescimento de dois dígitos
Os gastos mundiais com impressão 3D atingirão US$ 13,8 bilhões em 2019, de acordo com Guia de Gastos divulgado recentemente pela IDC. A América Latina tem tido um importante papel no renascimento da manufatura, e a tecnologia de impressão 3D promove uma onda de inovação e pensamento empreendedor entre os fabricantes – grandes e pequenos – em toda a região. Aliás, espera-se que a América Latina tenha um dos crescimentos mais rápidos em impressão 3D, com taxa de crescimento anual composta de mais de 25%1.
“Os benefícios da manufatura 3D e a velocidade, qualidade e economia de custos proporcionados pela tecnologia HP Multi Jet Fusion a tornarão a escolha certa para empresas em diversos setores no Brasil”, afirma Siegfried Koelln, presidente da SKA. “Temos experiência em impressão 3D, design mecânico e fabricação. Nossa equipe comercial especializada em impressão 3D foi treinada e certificada pela HP, GA. Além disso, estamos construindo um moderno laboratório para exibir a tecnologia HP Multi Jet Fusion em nossa sede em São Leopoldo, no RS”, complementa o executivo.
“Companhias que não se mexerem rápida e objetivamente serão deixadas para trás, e é por isso que estamos empolgados de ampliar nossa atual parceria com a HP para trazer a próxima geração de tecnologias de impressão 3D para a América Latina”, Leandro Santos, vice-presidente da Flex Ltda. “A solução corporativa de impressão 3D da HP é capaz de entregar peças físicas de qualidade superior com rapidez e eficiência de custo, o que dá a nossa companhia uma vantagem competitiva no futuro da manufatura digital”, finaliza Santos.

Fontes:
1 IDC Worldwide Annual 3D Printing Spending Guide, janeiro de 2019
2 Global Manufacturing and Industrialization Summit, julho de 2018
3 Trading Economics, fevereiro de 2019

Dicas importantes para proteger seu smartphone do novo golpe de chip clonado

Quem hoje em dia não depende do celular? Há 30 anos, era apenas um telefone para fazer ligações, mas hoje está tudo ali: acesso ao e-mail, contas bancárias, contatos e por aí vai. O risco de se tornar alvo de um crime cibernético já é alto e vem aumentando a cada dia, junto ao crescente uso da internet e compartilhamento de dados.
Um novo tipo de golpe que está pegando muitas pessoas usa a clonagem de chips de celular e mensagens no WhatsApp para extorquir usuários. Agora, os bandidos não precisam nem mais roubar o aparelho. Eles conseguem sequestrar a linha, desativar o chip original e assumir a identidade da vítima, abrindo as portas para qualquer e todo tipo de fraude. Para se ter uma ideia, dados da Célula de Inteligência Cibernética da Polícia Civil, mostra que, em um período de 3 meses, mais de 5 mil pessoas foram afetadas em todo o Brasil.
Você sabe o que fazer no caso de ser vítima de um golpe desses? Confira a seguir 4 dicas de medidas simples que podem evitar grandes transtornos:
1. Assim que perceber algo estranho com sua linha telefônica, como o sinal cortado ou mensagens estranhas referentes a sua conta bancária, é preciso avisar a instituição financeira imediatamente e alterar a senha de acesso ao sistema.
2. É indicado alterar todas as senhas de acesso aos aplicativos, e-mail e até de segurança do celular, sem exceção.
3. O usuário deve se dirigir a uma loja da operadora, comunicar as suspeitas e pedir para trocar o chip, imediatamente.
4. Caso a suspeita seja comprovada, é indicado que a vítima registre um Boletim de Ocorrência com o máximo de dados possível para que as autoridades tenham mais chances de resolver o crime.

Estar atento a essas dicas é muito importante, mas o fato é que hoje em dia não basta saber o que fazer se um crime cibernético afetar você, mas saber antes de mais nada como detectar e impedir que ele aconteça. Neste cenário, existem empresas que oferecem serviços completos de proteção dos dados celulares. A Kakau Seguros, por exemplo oferece em seu produto Kakau Protege, proteção para o aparelho e para os dados do segurado através da parceria com a Affinion, o Protege Web. “Cada vez mais é preciso se proteger de forma efetiva. Por meio do Protege Web monitoramos os dados pessoais do segurado e emitimos alertas caso seja detectada alguma inconsistência ou risco na internet. A solução é completa e também oferece suporte integral para solucionar o problema caso seja necessário”, ressalta Henrique Volpi, CEO da Kakau.co.
Soluções de proteção de dados devem se tornar tão comuns quanto um seguro de carro. De acordo com pesquisa realizada pela Affinion, empresa parceira da Kakau.co, a preocupação e o nível de conscientização das pessoas em relação aos crimes cibernéticos já superam as outras formas de crimes, incluindo assaltos e furtos.
“Nossa pesquisa mostrou que 61% dos consumidores se mostram realmente amedrontados com esse tipo de crime, que só vem crescendo. O maior nível de preocupação é encontrado no Brasil, com 87% e 75% nos EUA”, conta o diretor da Affinion, Alexandre Primo.

 
 
Outras Matérias sobre Tecnologia

 

Mais Lidas

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171