ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Exposição Bailes do Brasil

exposicao abre

 A exposição reúne um acervo de imagem, som e vídeo que retrata diversos momentos de celebração coletiva do Brasil com uma original abordagem de nossa cultura por meio de um grande baile ao longo do tempo

A exposição mapeia por uma cronologia fluida, desde a primeira República no final do século 19 até os dias atuais, levando em consideração as relações entre as três manifestações artísticas. O genuíno espírito da Moda de cada época pode ser percebido no registro do cotidiano, com suas forças atuantes representadas a partir de imagens selecionadas de fotógrafos: estrangeiros e brasileiros, renomados e jovens, regionais e urbanos. Moda, Música e Dança se unem para capturar e embalar a cadência desses muitos encontros e períodos.

Serviço: Solar Marquesa de Santos, R. Roberto Simonsen, 136, Sé, tel. 3241-1081. De terça a domingo das 9h às 17h. Entrada franca. Até 25/10.

REFLEXÃO

CRISES SEM DOR
Fáceis de reconhecer as crises abertas.
Provação exteriorizada, dificuldade à vista.
Surgem comumente, na forma de moléstias, desencantos, acidentes ou suplícios do coração, atraindo o concurso espontâneo dos circunstantes a que se escoram as vítimas, vencendo, com serenidade e valor, tormentosos dias de angústias, como quem atravessa, sem maiores riscos, longos túneis de aflição.
Temos, porém, calamitosas crises sem dor, as que se escondem sob a segurança de superfície:
— quando nos acomodamos com a inércia, a pretexto de haver trabalhado em demasia...
— nas ocasiões em que exigimos se nos faça o próximo arrimo indébito no jogo da usura ou no ataque da ambição...
— qualquer que seja o tempo em que venhamos a admitir nossa pretensa superioridade sobre os demais...
— sempre que nos julguemos infalíveis, ainda mesmo em desfrutando as mais elevadas posições nas trilhas da Humanidade...
— toda vez que nos acreditemos tão supostamente sábios e virtuosos que não mais necessitemos de avisos e corrigendas, nos encargos que nos são próprios...
Sejam quais sejam os lances da existência em que nos furtemos deliberadamente aos imperativos de autoeducação ou de auxílio aos semelhantes, estamos em conjuntura perigosa da vida espiritual, com a obrigação de esforçar-nos, intensamente, para não cair em mais baixo nível de sentimento e conduta.
Libertemo-nos dos complexos de avareza e vaidade, intransigência e preguiça que nos acalentam a insensibilidade, a ponto de não registrarmos a menor manifestação de sofrimento, porquanto, de modo habitual, é através deles que se operam, em nós e em torno de nós, os piores desastres do espírito, seja pela fuga ao dever ou pela queda na obsessão.
Emmanuel (Chico Xavier)

(De “ESTUDE E VIVA’, de Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira, pelos Espíritos Emmanuel e André Luiz).

Duo Criolina

mistura temporario

O EP LatinoAmericano sucede os dois CDs da dupla Criolina, Criolina (2007) e Cine Tropical (2010), com a mesma e renovada mistura de latinidade da fronteira, música de rua nordestina, rock mutante e pitadas de música eletrônica. E, claro, o lastro da melhor poesia da canção. Ao longo de 8 anos de carreira, a dupla consolidou uma sonoridade própria, uma quase assinatura de canção radiofônica, dançante e pop da melhor linhagem. O novo CD que está a caminho, com as novas músicas da dupla, que também é dada ao humor e ao pastiche deliberado, com grande repertório de blagues sonoras e poéticas.

Serviço: Centro Cultural São Paulo, R. Vergueiro, 1000, Paraíso, tel. 3397-4002. Sábado (27) às 19h. Entrada franca.

Gal Costa

Após lançar seu novo álbum de canções inéditas Estratosférica, Gal Costa faz o espetáculo intimista Espelho d’Água, acompanhada apenas pelo violonista e guitarrista carioca Guilherme Monteiro. O repertório foi escolhido a quatro mãos pela cantora e pelo jornalista Marcus Preto, que também divide com Gal a direção do espetáculo. O roteiro se concentra nos temas que se tornaram clássicos na voz da cantora. Desde a primordial Coração Vagabundo (Caetano Veloso), canção que abria o primeiro álbum de Gal, Domingo (1967), até alguns de seus maiores sucessos, como Folhetim (Chico Buarque), Vaca Profana (Caetano Veloso), Sua Estupidez (Roberto e Erasmo Carlos), Volta (Lupicínio Rodrigues) e Baby (Caetano Veloso).

Serviço: Teatro J. Safra, R. Josef Kryss, 318, Barra Funda, tel. 3611-3042. Sábado (11/07) e domingo (12) às 20h. Ingressos: de R$ 75 a R$180.

 


Internacional

Uma das principais companhias de teatros de marionetes do mundo, o grupo tcheco Lokvar, formado em Praga pelos atores e manipuladores Peter Varga, Martin Veliký e Markéta Pellarová Mráziková desembarca em São Paulo para uma série de apresentações e oficinas. Espetáculos infantis: o conto de fadas tradicional “João, O Indeciso” (de 09 a 12/07) e o clássico da literatura internacional “A Pequena Sereia”. A programação inclui ainda uma série de vivências e oficinas para os pequenos. No espetáculo, os atores brasileiros atuarão ao lado dos integrantes do Lokvar, em todas as sessões de “João, o Indeciso”, além de terem gravado em estúdio as falas das personagens de “A Pequena Sereia”. Integram a equipe brasileira nesta empreitada os atores Liz Schrickte, de Belo Horizonte, Thaísa Violante, do Rio de Janeiro, Vitor Amato, de São Paulo e Vitor Borysow, de Brasília.

Serviço: Centro Cultural Banco do Brasil, R. Álvares Penteado, 112, Centro, tel. 3113-3651. João, O Indeciso, de quinta (09) a domingo (12) às 11h e às 15h e A Pequena Sereia, quinta (09) e sexta (10) às 18h e sábado (11) e domingo (12) às 17h30. Entrada franca.

Exposição Agatha vs Agatha

Pela primeira vez no Brasil, após ter passado por diferentes países da América Latina, a exposição Agatha vs Agatha apresenta 35 trajes da designer espanhola Agatha Ruiz de la Prada, que mostram a evolução no processo criativo de sua marca homônima, desde a década de 1980 até hoje. As criações da designer são uma forma de expressão artística e as 35 peças apresentadas refletem seu humor e otimismo, por meio de cores fortes e formas excêntricas. O objetivo da estilista é compor um mundo cheio de cor e vitalidade dentro de um universo maximalista e com muita personalidade.

Serviço: MAB-FAAP, R. Alagoas, 903, Higienópolis, tel. 3662-7197. De terça a sexta das 10h às 20h. Entrada franca. Até 23/08.

DIVINO

Lançando um olhar para o fenômeno das rezas e das orações, a peça Reza Paz traz 12 artistas-rezadores que promovem rituais e conversas entre o homem e o divino. Com Grupo Uzina Azul.

Serviço: Viga Espaço Cênico, R. Capote Valente, 1323, Sumaré, tel. 3801-1843. Sábados às 17h. Ingresso: R$ 30. Até 25/07.


Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171