ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Loucura e arte

Daniel Lobo

Um espetáculo multimídia que une teatro, música, dança e projeções para homenagear a brasileira, discípula de Jung, que revolucionou a psiquiatria com afeto e arte. Em síntese, esta é a premissa de “Nise da Silveira, Guerreira da Paz”, performance do premiado ator Daniel Lobo. A montagem conta ainda com a participação especial da monja Coen Sensei personificando “A Voz do Inconsciente” de Carl Gustav Jung,  mestre de Nise.  Considerada uma das personalidades mais importantes do século XX, discípula de Jung, a alagoana Nise da Silveira foi uma das primeiras mulheres a se formar em medicina no Brasil. Ela revolucionou a psiquiatria ao criar Ateliês de Arte dentro dos hospitais psiquiátricos, se negando a praticar os polêmicos tratamentos com eletrochoque e todos os procedimentos violentos contra os pacientes. A partir das pinturas surgidas nos ateliês, ela iniciou um estudo profundo das expressões simbólicas evocadas nas pinturas dos ‘ditos loucos’ para mergulhar no universo do inconsciente de cada um deles, chamados por ela carinhosamente de ‘Camafeus’. As impactantes pinturas desses camafeus encantaram Jung e ganharam o mundo sendo expostas no Museu de Arte Moderna de São Paulo e Paris. Vale ressaltar que as pinturas serviram de inspiração para que a bailarina Ana Botafogo criasse as coreografias, em sua estreia em teatro.

Serviço: MASP,  Av. Paulista, 1578, Cerqueira César. Sextas e sábados às 21h e aos domingos às 19h.  Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia).

REFLEXÃO

COMO COOPERAS?

“Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o espírito que provém de Deus”. – Paulo. (I Coríntios, 2:12.) Lendo a afirmativa de Paulo, reconhecemos que, em todos os tempos, o discípulo sincero do Evangelho é defrontado pelo grande conflito entre as sugestões da região inferior e as inspirações das esferas superiores da vida. O “espírito do mundo” é o acervo de todas as nossas ações delituosas, em séculos de experiências incessantes; o “espírito que provém de Deus” é o constante apelo das Forças do Bem, que nos renovam a oportunidade de progredir cada dia, a fim de descobrirmos a glória eterna a que a Infinita Bondade nos destinou. Deus é o Pai da Criação. Tudo, fundamentalmente, pertence a Ele. Todo campo de trabalho é do Senhor, todo serviço que se fizer será entregue ao Senhor, mas nem todas as ações que se processam na atividade comum provêm do Senhor. Coexistem nas oficinas terrestres, quaisquer que sejam, a criação divina e a colaboração humana. E cooperadores surgem que se valem da mordomia para exercer a dominação cruel, que se aproveitam da inteligência para intensificar a ignorância alheia ou que estimam a enxada prestimosa, não para cultivar o campo, mas para utiliza-la no crime. O cientista, no conforto do laboratório, e o marinheiro rude, sob a tempestade, estão trabalhando para o Senhor; entretanto, para a felicidade de cada um, é importante saber como estão trabalhando. Lembremo-nos de que há serviço divino dentro de nós e fora de nós. A favor de nossa própria redenção, é justo indagar se estamos cooperando com o espírito inferior que nos dominava até ontem ou se já nos afeiçoamos ao espírito renovador do Eterno Pai. Livro Vinha de Luz – F.C. Xavier (pelo espírito Emmanuel).

Curiosidade musical

Show Jardim Elétrico e Brasileiríssimos

Com performance de live paiting, criando o cenário em tempo real das apresentações o show Jardim Elétrico e Brasileiríssimos mistura técnicas e transmite suas emoções através do simbolismo, sincretismo e elementos cósmicos, provocando curiosidade. Na apresentação: Leo Middea, Thamires Tannous, Bruna Moraes, Luedji Luna, Eden e Geo. Participações especiais: o pianista Bruno Piazza e o ator Thalles Cabral.

Serviço: Bourbon Street, R. Dos Chanés, 127, Moema, tel. 5095-6100. Quinta (21) às 22h30. Couvert Artistico: R$ 50.

Funk

A banda Funk Como Le Gusta faz temporada de shows em São Paulo. A nova turnê reúne clássicos do repertório da banda e as músicas do novo disco, “A Nave Mãe Segue Viagem”. O grupo, fundado em 1998, apresenta, no repertório desse novo disco, canções como “Auto Carro Veloz”, “Você Verá”, “Pappa Girl” e “Motown Song”.

Serviço: Bourbon Street, R. dos Chanés, 127, Moema, tel. 5095-6100. Quinta (14) às 22h30. Ingresso: R$ 60.

Musical “Peter em Fúria”

Cena do musical “Peter em Fúria”.

A montagem do Pequeno Teatro de Torneado, grupo indicado ao Shell 2015 na categoria inovação, “Peter em Fúria” faz suas últimas apresentações. O espetáculo, com direção e dramaturgia final de William Costa Lima, é um musical que faz uma releitura do conto Peter Pan e Wendy, de J.M. Barrie. Criada em conjunto por 31 artistas, a peça transpõe a história original para uma favela brasileira. Um assassinato detona a trama, que se passa em uma favela: Peter, morador da comunidade e líder do tráfico de drogas, mata outro jovem na frente dos amigos, que tratam o incidente como parte de sua realidade. Ao longo da história, os personagens revelam seus anseios, criando um paralelo entre sonho e realidade. O elenco é formado por Aguida Aguiar, Alberta Jaeger, Ana Bueno, Ana Dandara, Beatriz Barros, Beatriz Valsechi, Bruno Lourenço, Camila Freire, Edson Gon, Guilherme Valdoski, Higor Moura, Isabela Marques, Júlio Silvério, Kaaká Reis, Karina Moraes, Marc Strasser, Marcelo Dalourzi, Mariana Acioli, Mariana Boujikian, Marina Yohrara, Mayara Sobral, Nanda Gomes, Paulo Jaeger, Renan Almeida, Suzi Jardim, Thaís Moura, Thiago Andrade e William Costa Lima.

Serviço: Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, Av, Deputado Emílio Carlos, 3641, tel. 3984-2466. Sextas (15 e 22), sábados ( 16 e 23) às 20h e domingos (17 e 24) às 18h. Entrada franca.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171