ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Musical

“Chaplin, o Musical”: Paulo Goulart Filho, Jarbas Homem de Mello e Marcello Antony.

O grande espetáculo da Broadway, produzido por Claudia Raia e Sandro Chaim, traz cinco músicas inéditas e características de estreia mundial

Das ruas de Londres aos estúdios de Hollywood, o nascimento de um gênio do cinema. ‘Chaplin, O Musical’ refaz os passos que levaram Sir Charles Spencer Chaplin ao estrelato e transporta a plateia ao universo do eterno Carlitos, o Vagabundo. A peça é estrelada por Jarbas Homem de Mello que, no papel de Chaplin, divide com o irmão mais velho, Sydney (Marcello Antony), o sonho de uma realidade melhor do que a que lhes é oferecida. Desde muito novo, Chaplin observou e admirou o talento de sua mãe, Hannah (Naíma), que brilhava como cantora de teatro. Herdeiro de sua desenvoltura sob os refletores, não demorou para que tudo que ele aprendeu da coxia despertasse a atenção dos produtores de teatro e, mais tarde, dos donos de estúdios de cinema.

Serviço: Teatro Procópio Ferreira, R. Augusta, 2823, Cerqueira César, tel. 3083-4475. Quinta (10) e sexta (11) às 21h, sábado (12) às 17h e às 21h e domingo (13) às 16h e às 20h. Ingressos: de R$ 50 a R$ 200.

REFLEXÃO

AGUARDEMOS.

“E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa”. – Paulo. (Hebreus, 6:15.) Em qualquer circunstância, espera com paciência. Se alguém te ofendeu, espera. Não tomes desforço a quem já carrega a infelicidade em si mesmo. Se alguém te prejudicou, espera. Não precisas vingar-te de quem já se encontra assinalado pela justiça. Se sofres, espera. A dor é sempre aviso santificante. Se o obstáculo te visita, espera. O embaraço de hoje, muita vez, é benefício amanhã. A fonte, ajudando onde passa, espera pelo rio e atinge o oceano vasto. A árvore, prestando incessante auxílio, espera pela flor e ganha a bênção do fruto. Todavia, a enxada que espera, imóvel, adquire a ferrugem que a desgasta. O poço que espera, guardando águas paradas, converte a si próprio em vaso de podridão. Sejam, pois, quais forem as tuas dificuldades, espera, fazendo em favor dos outros o melhor que puderes, a fim de que a tua esperança se erga sublime, em luminosa realização.

Livro Palavras de Vida Eterna – F.C. Xavier

Corpos

Cena do espetáculo Corpos Frágeis.

O espetáculo Corpos Frágeis coloca em cena a fragilidade do feminino enquanto potência sensível. A pesquisa partiu do livro “Corpos Frágeis, Mulheres Poderosas”, de Maria Martoccia e Javiera Gutierrez, que reúne a vida e obra de nove mulheres, dentre elas Frida Kahlo, Billie Holiday e Virginia Woolf, que além do talento, tiveram em comum inimigos invencíveis como o preconceito, a ignorância, a fatalidade e, principalmente, seus próprios corpos, trazendo uma discussão que transita entre vida e morte, dor e criação, fragilidade e força como paradoxos da própria existência. Com Chico Rosa, Daniela Moraes, Diego Hazan, Flávia Tiemi, Iolanda Sinatra, Maitê Molnar, Rafael Edgar, Rafael Sertori e Vanessa Macedo.

Serviço: Kasulo Espaço de Arte e Cultura, R. Sousa Lima, 300, Barra Funda, tel. 3666-7238. Sextas e sábados às 21h e domingos às 19h. Entrada franca. Até 27/09.

Infantil

Quem tem medo de Curupira?, com texto e direção musical do cantor e compositor Zeca Baleiro (1966), resgata o folclore brasileiro das regiões Norte e Nordeste do país para a realidade urbana das grandes metrópoles e propõe uma reflexão sobre a própria migração interna e a imensa mudança de valores que ela acarreta. O espetáculo recebeu o Prêmio Femsa de Teatro Infantil e Jovem em 2010 nas categorias Música Originalmente Composta, Ator Coadjuvante, Melhor Espetáculo Jovem e Iluminação, e ainda o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte, Apca 2010 na categoria Direção de Arte. Com Danilo Grangheia, Fernando Fecchio, Flávio Rodrigues, José Renato, Lavínia Lorenzón e Thais Pimpão.

Serviço: Teatro do Sesi, Av. Paulista, 1313, Cerqueira César, tel. 3146-7405. Sextas às 11h, sábados e domingos às 15h30. Entrada franca. Até 13/09.

Big Jato

Diogo Camargos

A comédia Big Jato conta a história de um menino e sua percepção do mundo, de dentro da boleia do caminhão de seu Pai, um limpa fossas chamado Big Jato. O enredo se passa no interior do Ceará, no Vale do Cariri, nos anos 70, e narra a passagem da criança para a vida adulta de uma maneira lúdica e bem humorada, com uma narração e uma linguagem peculiares a um menino. Baseada no livro de Xico Sá. Com Diogo Camargos.

Serviço: Teatro Caritas, R. Pedro Paulino dos Santos, 157, São Mateus, tel. 3729-1029. Sexta (18) às 20h30. Ingresso: R$ 40.

Diário

A peça Diário de uma Revolucionária é baseada no diário Paixão Pagu, de Patrícia Galvão, escrito como uma “longa carta” a seu companheiro Geraldo Galvão quando estava presa pela ditadura Vargas. Nele, a trajetória de uma grande mulher brasileira que hoje é muito mais lembrada pelo lado escandaloso de sua personalidade nos anos loucos do modernismo do que pela sua entrega à causa dos trabalhadores e a sua luta pelo comunismo. Com Inês Soares Martins, Mila Fogaça, Natália Xavier, Thais Podestá e Vanessa Garcia.

Serviço: Espaço da Cia. do Feijão, R. Dr. Teodoro Baima, 68, República, tel. 3259-9086. Sábados e domingos às 20h. Entrada franca. Até 27/09.

Tributo à artista Marisa Monte

O cantor Silva faz shows inéditos em tributo à artista Marisa Monte. Silva interpreta 15 canções do repertório de Marisa Monte, como “Beija Eu”, “Que Me Importa” e “Pra Ser Sincero”. Todas as músicas ganham novos arranjos do artista e sua banda, formada por Rodolfo Simor (guitarra), Hugo Coutinho (bateria e programações) e Jackson Pinheiro (baixo).

Serviço: Sesc Vila Mariana, R. Pelotas, 141, Vila Mariana, tel. 5080-3000. Sábado (12) às 21h e domingo (13) 19h. Ingressos: R$ 25 e R$ 12,50 (meia).


Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171