ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Musical

Cena do espetáculo “Barbaridade” Com Susana Vieira.

O espetáculo “Barbaridade” aborda o tema “terceira idade” com bom humor, trazendo à cena situações divertidas

Inspirado no argumento de Luis Fernando Veríssimo, Ziraldo e Zuenir Ventura, a peça aposta em um repertório com paródias animadas e criativas de canções conhecidas como ‘Baila Comigo’, de Rita Lee, e ‘Malandragem’, composta por Cazuza e Frejat, bastante conhecida na voz de Cássia Eller, além de duas canções inéditas. Com Susana Vieira, Osmar Prado, Edwin Luisi, Marcos Oliveira, Anna Toledo, Leonardo Senna, Igor Pontes, Thais Belchior, Diego Montez, Mariana Amaral, Jhafiny James, Ágata Matos, Eduardo Leão, Cadu Batanero, Germana Guilherme, Thiago Lemmos e Clara Verdier.

Local: Teatro Sérgio Cardoso, R. Rui Barbosa, 153, Bela Vista, tel. 3288-0136. Sexta (24) às 21h30; sábado (25) às 17h e às 21h; domingo (26) às 16h. Ingressos: De R$ 50 a R$ 120.

REFLEXÃO

À SOMBRA DO ABACATEIRO
 O Dr. Carlos A. Baccelli, querido irmão de ideal e prestimoso amigo, sempre presente ao Culto da Assistência que o Chico realizava à sombra de um abacateiro, atento e fiel a tudo o que o Chico diz, ia anotando as frases que ele pronunciava e depois escrevia os seus maravilhosos artigos "Chico Xavier, à Sombra do Abacateiro". Às vezes fico pensando quanta coisa importante se teria perdido não fossem as abençoadas anotações do Baccelli. Num certo dia, o Chico pede para falar alguns minutos, parece que percebendo o anseio de cada um. Vai dizendo: — Eu gostaria de oferecer-lhes, pessoalmente, mais tempo. Às vezes, a gente comete a falta da ingratidão sem desejar. Tenho procurado cumprir com os meus deveres para com os Espíritos Amigos e para com os espíritas amigos. Fala do seu estado de saúde, do tempo reduzido que lhe resta no corpo: — Eu me contento com a alegria de vê-los a todos; gostaria de me sentar com cada um para conversar sobre as nossas tarefas... E pede perdão por estar doente!... O Evangelho Segundo o Espiritismo, aberto ao acaso, havia trazido para estudo e meditação, o capítulo V: "Bem-Aventurados os Aflitos", o item 18: "Bem e Mal Sofrer". Emmanuel, presente ao culto, pede ao Chico que fale um pouco sobre o tema do Evangelho. Chico, então, começa a falar. Sua voz suave e mansa vai penetrando os ouvidos dos presentes. — À medida que a Providência Divina determina melhoras para nós, na Terra, inventamos aflições... Para cultivar o solo temos o auxílio do trator, antes só possuíamos carros-de-bois... Hoje, temos veículos motorizados encurtando as distâncias, mas não nos contentamos com os 80 km por hora; antes andava-se a pé... Hoje, a geladeira conserva quase tudo; antes plantavam-se canteiros... Fala do conforto em que o homem vive e do seu comodismo espiritual: — É que precisamos de contentar-nos com o que temos; estamos ricos, sem saber aproveitar a nossa felicidade... Antes, as pessoas idosas desencarnavam conosco; hoje as mandamos para os abrigos... Tínhamos um pouco de prosa durante o dia, a oração à noite... Agora inventamos dificuldades e depois vem o complexo de culpa e vamos para os psiquiatras... Se estamos numa fila e uma senhora doente nos pede o lugar, precisamos cedê-lo. Recordemo-nos da prece padrão para todos os tempos que é o Pai Nosso, quando Jesus diz: "O pão nosso de cada dia..." Por que acumular tanto? Existem pessoas que possuem trinta e cinco pares de sapato; onde é que irão arrumar setenta pés? Estamos sofrendo mais por excesso de conforto do que excesso de desconforto. Morre muito mais gente de tanto comer e de tanto beber, do que por falta de comida... A inflação existe, porque queremos o que é demais. E conclui: — Esta é a opinião dos Espíritos. Perdoem-me se falei mal, mas se eu falei mal, falei foi de mim. Conta o Baccelli que quando o Chico acabou de falar, podia-se ouvir uma mosca voar, tão forte a impressão que deixara em todos os presentes. "Chico está coberto de razão; falou a pura verdade, verdade que nem sempre queremos ouvir... Sim, quando o Espírito silencia, Deus fala nele... Estávamos, agora, em silêncio e o Verbo Divino que vibrara pelos lábios do Chico ecoava dentro de nós..."
 Livro: “Chico, de Francisco”-Adelino da Silveira CEU – Cultura Espírita União.

Cotidiano

Isis Madi e Sandra Pestana

Abusando do sarcasmo e da visualidade, o espetáculo “Celebração” da Realidade mantém a narrativa dos contos escolhidos que, através de uma linguagem sintética, contam fatos da história universal a partir de pequenos causos da vida cotidiana, assim como a obra fonte de inspiração dessa montagem:O Livro dos Abraços. Com Isis Madi e Sandra Pestana.

Serviço: Oficina Cultural Oswald de Andrade, R. Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 3222-2662. De quinta a sábado às 20h, não haverá espetáculo no dia 30/07. Entrada franca. Até 22/08.

Perigo

Agreste é um manifesto poético, uma fábula sobre a ignorância, o preconceito e o amor incondicional. No meio da seca, um casal de lavradores foge ao descobrir o amor. Eles pressentem que há algo de “perigoso”. A mulher entende o motivo anos depois, após a morte de seus marido. Machucada pela perda, e sem compreender a dimensão de seus atos, ela acaba sendo vítima do horror e da intolerância. A peça recebeu os prêmios APCA de Melhor Espetáculo e Melhor Texto e o Prêmio Shell de Melhor Autor. Além disso, foi escolhida tanto pela Revista Bravo, quanto pela Revista Cult como um dos dez melhores espetáculos da década. Com Marcio Aurelio, João Carlos Andreazza e Paulo Marcello.

Serviço: Funarte São Paulo, Al. Nothmann, 1058, Campos Elíseos, tel. 3662-5177. Sábados às 21h30; domingos às 19h30. Ingresso: R$ 20. Até 13/09.

ALIMENTAÇÃO

A 3ª Festa do Milho conta com diversos pratos feitos com a iguaria, que vão desde o milho verde até o roxo, presente na culinária peruana. As novidades da festa ficam por conta das pamonhas salgadas servidas com molhos de camarão, calabresa ou carne seca, preparadas especialmente para a ocasião; brigadeiros de colher; bolo de pamonha; e mazamorra e chichamorada, sobremesa e suco peruanos elaborados com milho roxo. O que não vai faltar na Praça do Milho são as guloseimas tradicionais feitas a partir do cereal, como pães, bolos, broas, cuscuz, suco, sorvete, curau e pamonhas doces tradicionais e recheadas com queijo. Na Praça de Alimentação também serão servidos outros pratos com milho: batata suíça, galinhada, tapioca, taco, burrito, nacho. E outros quitutes, como acarajé, pizza, comida oriental, geleias artesanais, massas etc.

Serviço: Club Homs, Av. Paulista, 735, Bela Vista. Sábado (25) e domingo (26) das 10h às 21h. Entrada franca.



Stand-up Os “Fulanos”

Décio Ferret e Pul Barreto

O show de humor “Os Fulanos” mistura stand-UP e esquetes cômicos, em números onde a simplicidade e a sutileza destacam-se, utilizando personagens de criação própria e imitações de personalidades controversas do cenário brasileiro, onde a interação com a plateia é a grande sensação, mantendo um espetáculo sempre atualizado com os acontecimentos do dia-a-dia, prendendo a atenção da plateia do início ao fim. Com Décio Ferret e Pul Barreto.

Serviço: Teatro Ressurreição, R. dos Jornalistas, 123, Jabaquara, tel. 5016-1787. Sextas às 21h30, sábados às 21h e domingo às 20h. Ingresso: R$ 60. Até 30/08.

 
 
Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171