ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Estilo de vida responde por 63 mil mortes de câncer por ano no Brasil

Um terço das mortes causadas por 20 tipos de câncer no Brasil poderia ser evitado com mudanças no estilo vida.

noticia 62692 temporario

Atividades físicas contribuem para elevar qualidade de vida e reduzir risco de doenças. Foto: Rovena Rosa/ABr

Tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física, são fatores de risco associados a 114 mil casos da doença (27% do total) e 63 mil mortes (34% do total) por ano no Brasil.

Os dados, publicados na revista Cancer Epidemiology, fazem parte de um estudo realizado por pesquisadores do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP e da Harvard University, nos Estados Unidos, com apoio da Fapesp.

O levantamento aponta, por exemplo, que a incidência de câncer de pulmão, de laringe, de orofaringe, de esôfago, de colón e de reto poderia ser reduzida pela metade caso esses cinco fatores de risco fossem eliminados. Leandro Rezende, da FMUSP e um dos autores do estudo, destaca que não se conhece outra forma de prevenir tantos casos. “O que nos surpreende é a magnitude de casos e mortes que a gente conseguiria evitar a partir da redução desses fatores de risco. Esse número deve chamar atenção para políticas públicas de redução do risco de câncer no Brasil”, disse.

Estimativa da OMS indica que, em 2025, os casos de câncer cresçam em até 50% no Brasil em decorrência do envelhecimento da população. Atualmente, a doença é a segunda causa de morte no país. Além das mudanças na estrutura populacional, o aumento da prevalência desses cinco fatores de risco no estilo de vida do brasileiro pode representar novos desafios para o controle do câncer na população.

Foi considerado o seguinte cenário: o consumo de álcool com uma redução relativa de 10%, uma diminuição de 1 kg/m2 no índice de massa corporal na média da população, uma dieta de cálcio de 200 mg a 399 mg por dia e a redução de 30% na prevalência do consumo de tabaco. Essas alterações, do ponto de vista populacional, poderiam evitar 19.731 casos de câncer (4,5% dos casos) e 11.480 mortes (6,1%). O pesquisador aponta que o tabagismo é responsável por 67 mil casos de câncer por ano no Brasil, o equivalente a 15,5% dos casos e 40 mil mortes.

“Tem um debate bastante atual de que se deveria reduzir o imposto dos produtos derivados do tabaco para diminuir o consumo de cigarro contrabandeado. É importante trazer a magnitude do estrago que o cigarro faz na saúde da população quando se estimula o consumo. Hoje, o Brasil é um case de sucesso e a gente, primeiramente, precisa manter isso”, defendeu. Para Rezende, o combate ao tabagismo poderia servir de exemplo para a elaboração de outras políticas no campo da alimentação (ABr).

Coreia do Sul retira proibição ao aborto

Coreia temporario

Mulheres comemoraram em frente ao Tribunal Constitucional, onde a decisão foi anunciada. Foto: Kim Hong-Ji/Reuters

O Tribunal Constitucional da Coreia do Sul declarou ontem (11) inconstitucional a proibição do aborto no país e invalidou uma lei de 1953 que criminaliza a prática. Os nove juízes da corte decidiram que processar mulheres que passaram por esse procedimento, assim como os médicos responsáveis, contraria as leis locais. A Coreia do Sul era um dos poucos países industrializados a criminalizar o aborto, com exceções para casos de estupro, incesto e quando há riscos para a saúde da mãe.

A corte determinou que a lei, que visava a proteger vidas e os valores tradicionais do país, passe por uma revisão no próximo ano. "A proibição ao aborto limita os direitos das mulheres de perseguir seus próprios destinos e viola o direito à saúde, ao restringir o acesso a procedimentos seguros e pontuais", afirmava a declaração da corte. "Os embriões dependem completamente do corpo da mãe para sua sobrevivência e desenvolvimento, então não se pode concluir que sejam seres vivos separados, independentes que têm o direito à vida".

Centenas de mulheres, inclusive adolescentes e portadores de deficiências, comemoraram em frente ao Tribunal Constitucional, onde a decisão foi anunciada. Sob a proibição, as mulheres podem receber penas de até um ano de prisão e uma multa. Os médicos que fizerem o procedimento podem ser presos por até dois anos.

A proibição, constantemente ignorada no país, resultou em poucos indiciamentos, mas muitos ativistas alegam que deixa as mulheres em dificuldade para arcar com os custos desses procedimentos, muitas vezes inseguros e que geram exclusão social. Eles afirmam as mulheres mais jovens e solteiras são as mais vulneráveis aos estigmas relacionados ao aborto.

Líderes religiosos lamentaram a decisão dos juízes, entre eles os de algumas das grandes igrejas evangélicas que defendiam a proibição. A Conferência dos Bispos da Coreia do Sul afirmou lamentar profundamente a opinião da corte. "A decisão nega aos embriões, que não têm a capacidade de se defender, o direito à vida", disseram os bispos (ABr).

Fundador do Wikileaks, Assange é preso em Londres

Agência Brasil

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, foi preso ontem (11) em Londres, depois de a polícia ter permitido sua entrada na embaixada equatoriana, onde ele se refugiava há quase sete anos. O Serviço da Polícia Metropolitana confirmou a prisão de Assange, de 47 anos. As autoridades afirmaram que foram convidadas pelo próprio embaixador a entrar na embaixada após a retirada do asilo político concedido pelo país sul-americano ao jornalista.

A presidência do Equador confirmou a remoção do asilo, citando violações de convenções internacionais. O presidente Lenin Moreno anunciou o que chamou de "decisão soberana". O fundador do Wikileaks, que estava abrigado na embaixada equatoriana desde 2012 para evitar extradição, esteve por trás de um dos maiores vazamentos de documentos secretos da história dos Estados Unidos.

Mais artigos...

  1. Geral 11/04/2019
  2. Geral 10/04/2019
  3. Geral 09/04/2019
  4. Geral 06 a 08/04/2019
  5. Geral 05/04/2019
  6. Geral 04/04/2019
  7. Geral 03/04/2019
  8. Geral 02/04/2019
  9. Geral 30/03 a 01/04/2019
  10. Geral 29/03/2019
  11. Geral 28/03/2019
  12. Geral 27/03/2019
  13. Geral 26/03/2019
  14. Geral 23 a 25/03/2019
  15. Geral 22/03/2019
  16. Geral 21/03/2019
  17. Geral 20/03/2019
  18. Geral 19/03/2019
  19. Geral 16 a 18/03/2019
  20. Geral 15/03/2019
  21. Geral 14/03/2019
  22. Geral 13/03/2019
  23. Geral 12/03/2019
  24. Geral 09 a 11/03/2019
  25. Geral 08/03/2019
  26. Geral 07/03/2019
  27. Geral 02 a 06/03/2019
  28. Geral 01/03/2019
  29. Geral 28/02/2019
  30. Geral 27/02/2019
  31. Geral 26/02/2019
  32. Geral 23 a 25/02/2019
  33. Geral 22/02/2019
  34. Geral 21/02/2019
  35. Geral 20/02/2019
  36. Geral 19/02/2019
  37. Geral 16 a 18/02/2019
  38. Geral 15/02/2019
  39. Geral 14/02/2019
  40. Geral 13/02/2019
  41. Geral 12/02/2019
  42. Geral 09 a 11/02/2019
  43. Geral 08/02/2019
  44. Geral 07/02/2019
  45. Geral 06/02/2019
  46. Geral 05/02/2019
  47. Geral 02 a 04/02/2019
  48. Geral 01/02/2019
  49. Geral 31/01/2019
  50. Geral 30/01/2019
  51. Geral 29/01/2019
  52. Geral 25 a 28/01/2019
  53. Geral 24/01/2019
  54. Geral 23/01/2019
  55. Geral 22/01/2019
  56. Geral 19 a 21/01/2019
  57. Geral 18/01/2019
  58. Geral 17/01/2019
  59. Geral 16/01/2019
  60. Geral 15/01/2019
  61. Tamanho exagerado de porções em restaurantes contribui para obesidade
  62. Geral 11/01/2019
  63. Geral 10/01/2019
  64. Geral 09/01/2019
  65. Geral 08/01/2019
  66. Geral 05 a 07/01/2019
  67. Geral 04/01/2019
  68. Geral 03/01/2019
  69. Geral 29/12/2018 a 02/01/2019
  70. Geral 28/12/2018
  71. Geral 27/12/2018
  72. Geral 22 a 26/12/2018
  73. Geral 21/12/2018
  74. Geral 20/12/2018
  75. Geral 19/12/2018
  76. Geral 18/12/2018
  77. Geral 15 a 17/12/2018
  78. Geral 14/12/2018
  79. Geral 13/12/2018
  80. Geral 12/12/2018
  81. Geral 11/12/2018
  82. Geral 08 a 10/12/2018
  83. Geral 07/12/2018
  84. Geral 06/12/2018
  85. Geral 05/12/2018
  86. Geral 04/12/2018
  87. Geral 01 a 03/12/2018
  88. Geral 30/11/2018
  89. Geral 29/11/2018
  90. Geral 28/11/2018
  91. Geral 27/11/2018
  92. Geral 24 a 26/11/2018
  93. Geral 23/11/2018
  94. Geral 22/11/2018
  95. Geral 20 e 21//11/2018
  96. Geral 15 a 19/112018
  97. Geral 14/11/2018
  98. Geral 13/11/2018
  99. Geral 10 a 12/11/2018
  100. Geral 09/11/2018

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171