ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Microcefalia: protocolo de Pernambuco será usado no mundo

Diretora-geral da OMS, Margaret Chan.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estuda usar em outros países os protocolos implantados em Pernambuco sobre formas de cuidar de bebês nascidos com malformações neurológicas

“Nós vamos disseminar esse trabalho para que todo o mundo possa se beneficiar do excelente trabalho vindo deste país”. O anúncio é da diretora-geral da OMS, Margareth Chan, que esteve no Recife ontem (24) em visita ao Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira, uma das primeiras instituições de saúde de Pernambuco a atender crianças com microcefalia e se tornou referência no estado.
Durante a visita, a diretora conversou com pesquisadores e médicos pernambucanos e assistiu a uma apresentação técnica do instituto de medicina, das secretarias de Saúde Estadual e Municipal sobre as ações de combate ao Aedes aegypti e o acompanhamento das pessoas afetadas pelo vírus Zika e demais doenças transmitidas pelo mosquito.
A diretora lembrou que a Polinésia Francesa passou por um surto semelhante em 2013 e 2014, mas que o território não identificou a relação entre o Zika e os problemas neurológicos, como a microcefalia. De acordo com ela, devido à descoberta brasileira a Polinésia Francesa “olhou para trás” e percebeu o mesmo padrão, tornando a relação entre zika e microcefalia mais evidente.
Ela também parabenizou o Brasil pelo bom trabalho e afirmou que o país não está sozinho. O mundo, segundo a diretora da OMS, vai ajudar o país a encontrar meios para combater o Aedes aegypti e o vírus Zika. “A essa altura, o controle do mosquito por vários métodos é a primeira linha de defesa. Infelizmente não temos vacina, um diagnóstico confiável e poucos meios de combater o problema”.
O ministro da Saúde, Marcelo Castro, também esteve no Recife. Ele pediu unidade nacional e falou que a presença dos representantes internacionais em Pernambuco é simbólica, pois é o estado com mais notificações de microcefalia no Brasil. Atualmente são 1.601 suspeitas registradas. Desse total, 209 casos foram confirmados como microcefalia e 204 foram descartados. Segundo ele, 113 países convivem com o Aedes aegypti e a dengue, e que se fosse fácil acabar com o mosquito outras nações já teriam conseguido (ABr).

Barilla expande Home Office para toda equipe

Smart working para a Barilla significa trabalhar em qualquer lugar, de qualquer forma, a qualquer hora.

Com o crescimento do conceito de “trabalho inteligente” no mundo dos negócios, a produtora italiana de macarrão Barilla não ficou de fora do desafio de oferecer a oportunidade para que todos os seus funcionários trabalhem a partir de casa. Uma das precursoras da iniciativa desde 2013, a marca pretende incluir todo o seu corpo de funcionários no benefício, inclusive aqueles que atuam na linha de produção.
Em nota, o grupo disse que está elaborando um projeto para estender a oportunidade de trabalho com horários flexíveis para todos até o ano de 2020. Dos 1,6 mil funcionários envolvidos no projeto, cerca de 1,2 mil (mais de 74%) têm aproveitado esta oportunidade. “Smart working para a Barilla significa três coisas: em primeiro lugar, trabalhar em qualquer lugar, de qualquer forma, a qualquer hora.
Em segundo, significa usar os espaços de uma forma diferente: nós trabalhamos duro em vários locais para reorganizar os escritórios ao redor das atividades de colaboração, comunicação, concentração de pessoal, que agora também pode ser feita à distância. O terceiro aspecto se baseia nas tecnologias digitais”, diz Alessandra Stasi, chefe de organização e desenvolvimento de pessoas do grupo Barilla.
Segundo a líder mundial na produção de massas, apesar de englobar todos os seus funcionários, o benefício do “Home Office” deve ser mais usado por mulheres entre 30 e 55 anos e pessoas mais velhas, já que os mais jovens são os que menos utilizam a regalia atualmente.
Os empregados também podem entrar em um acordo com seu gerente e escolher trabalhar em diferentes escritórios durante quatro dias do mês. Segundo o grupo, os resultados, até agora, têm sido muito positivos (ANSA).

Papa critica políticos corruptos e arrogantes

O Santo Padre afirmou que a história se repete ao longo dos tempos.

Na primeira audiência geral desde que retornou da viagem ao México, o papa Francisco pediu a conversão dos políticos corruptos e criticou os “poderosos” que têm sempre mais sede de poder. Citando a passagem bíblica sobre a vinha de Nabot, onde o Rei de Israel, Acab, e sua esposa, Jezebel, elaboram um plano para matar Nabot por ele não querer vender seu vinhedo próximo ao terreno dos reis, o Santo Padre afirma que a história se repete ao longo dos tempos.
“A história de Nabot não é uma história de tempos passados, é um história de hoje. Também hoje os poderosos, para ter mais dinheiro, exploram as pessoas, é a história do tráfico, do trabalho escravo, das pessoas pobres que trabalharam no escuro para enriquecer os poderosos. É a história dos políticos corruptos que querem sempre mais, mais e mais”, afirmou o Pontífice.
Porém, segundo o líder católico, “Deus é maior que a maldade e do que os jogos sujos feitos pelos seres humanos”, e envia o profeta Elias para converter o rei Acab. Com humor, Jorge Mario Bergoglio ainda brincou e disse que “o profeta Isaías não era comunista” ao mostrar as benesses divinas aos poderosos. O sucessor de Bento XVI ainda falou aos cerca de 20 mil fiéis que estavam na Praça São Pedro que ler esse episódio bíblico fará bem a todos, “especialmente no período da Quaresma, porque é algo muito concreto” (ANSA).

Em Dubai, trem que ultrapassa mil km/h

O sistema utilizará cápsulas de alumínio que trafegam por tubos de aço elevados.

Hyperloop, o trem do futuro capaz de ultrapassar os mil quilômetros por hora, deve debutar em Dubai em tempo para a Expo 2020, que acontecerá na cidade árabe. Ontem (24), houve a assinatura de um acordo entre a companhia Hyperloop Transportation Tecnologies (HTT), a startup criada pelo italiano Bibop Gabriele Gresta e pelo alemão Dirk Ahlborn e que tem sede em Los Angeles; e o governo dos Emirados Árabes.
Em Dubai, o transporte, se concluído a tempo, será usado para ligar o novo aeroporto do município com o da capital do país, Abu Dhabi, a uma velocidade de 1,223 km/h, percorrendo uma distância de 145 quilômetros em apenas 9,4 minutos. O supertrem, que só foi construído anteriormente em um percurso teste de apenas 8 km na Califórnia, consta em uma grande cápsula que viaja dentro de um tubo oco de aço.
Este “túnel”, onde é retirado o ar para diminuir o atrito e assim aumentar a velocidade, trabalha com um sistema de levitação adquirido a partir de imãs de cargas opostas. Além disso, o tubo é coberto por painéis solares e utiliza energias geotérmicas e eólicas tanto quanto a cinética, fazendo do transporte um meio limpo e sustentável. A ideia do trem foi lançada em 2013 por Elon Musk, fundador das companhias Tesla Motors e Space X, mas o projeto também é em parte italiano (ANSA).

 
 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171