ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Riqueza de 1% da população mundial supera a dos 99% restantes em 2015

 Riqueza abre

A riqueza acumulada por 1% da população mundial, os mais ricos, superou a dos 99% restantes em 2015, um ano mais cedo do que se previa, informou a ONG Oxfam

“O fosso entre a parcela dos mais ricos e o resto da população aumentou de forma dramática nos últimos 12 meses”, diz relatório da ONG britânica intitulado Uma economia a serviço de 1%. “No ano passado, a Oxfam estimava que isso fosse ocorrer em 2016. No entanto, aconteceu em 2015, um ano antes”, destaca no texto.
Para mostrar o agravamento da desigualdade nos últimos anos, a organização estima que “62 pessoas têm tanto capital como a metade mais pobre da população mundial”, quando, há cinco anos, era a riqueza de 388 pessoas que estava equiparada a essa metade. A um dia do Fórum Econômico Mundial de Davos, onde vão se encontrar os líderes políticos e representantes das empresas mais influentes do mundo, a Oxfam pede a ação dos países em relação a essa realidade.
“Não podemos continuar a deixar que milhões de pessoas tenham fome, quando os recursos para ajuda estão concentrados, no mais alto nível, em tão poucas pessoas”, afirma Manon Aubry, diretora dos Assuntos de Justiça Fiscal e Desigualdades da Oxfam na França, citada pela agência de notícias France Presse (AFP). Segundo a ONG, “desde o início do século 21 a metade mais pobre da humanidade se beneficia de menos de 1% do aumento total da riqueza mundial, enquanto a parcela de 1% dos mais ricos partilharam metade do mesmo aumento”.
Para combater o crescimento dessas desigualdades, a Oxfam pede o fim da “era dos paraísos fiscais”, acrescentando que nove em dez empresas que figuram entre “os sócios estratégicos” do Fórum Econômico Mundial de Davos “estão presentes em pelo menos um paraíso fiscal”. “Devemos abordar os governos, as empresas e as elites econômicas presentes em Davos para que se empenhem a fim de acabar com esta era de paraísos fiscais, que alimenta as desigualdades globais”, diz Winnie Byanyima, diretor-geral da Oxfam International, que estará em Davos.
A pequena localidade suíça de Davos vai acolher, a partir de amanhã (20), líderes políticos e empresários para debater a 4ª Revolução Industrial. Segundo o presidente do fórum, Klaus Schwab, a “4ª revolução industrial refere-se à fusão das tecnologias”, principalmente no mundo digital, que “tem efeitos muito importantes nos sistemas político, econômico e social” (Ag. Lusa).

SP começa a fazer testes
rápidos para detectar dengue

Para fazer o teste rápido de detecção da dengue, o paciente não precisa ficar em jejum.

A rede pública municipal de saúde começou ontem (18) a fazer testes rápidos – os resultados ficam prontos em 20 minutos – para a detecção de quatro sorotipos de dengue. O exame ficará disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital paulista até a primeira quinzena de março, período do pico de transmissão da doença.
A vantagem da técnica é a identificação da doença ainda na fase inicial da transmissão. Antes, o resultado do teste só ficava pronto em uma semana. O paciente terá o sangue coletado como num exame de sangue tradicional, não sendo necessário ficar em jejum. O teste poder ser feito por pessoas de todas as idades e não há contraindicação. Para confirmar o diagnóstico, o paciente pode ter de passar pelos exames Elisa IGM e NS1, também disponíveis da rede pública, mas que demoram uma semana para ficar prontos.
A partir deste mês, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou que os planos de saúde passem também a cobrir os testes rápidos para detectar dengue e febre chikungunya. É possível obter ainda um diagnóstico presumido do vírus Zika. Segundo a ANS, o exame para detecção da dengue tem cobertura obrigatória (ABr).

Caiu o valor do barril de petróleo na Ásia

Há o temor de um excesso de oferta.

O preço do barril de petróleo Brent na Ásia caiu ontem (18) para um valor abaixo dos US$ 28, o que não acontecia desde 2003. O barril Brent no mercado asiático caiu até os US$ 27,67 durante alguns momentos, voltando a subir para um valor superior a US$ 28. A queda do preço ocorreu no fim de semana, depois de terem sido suspensas as sanções internacionais ao Irã, que pode voltar a exportar petróleo. Há o temor de um excesso de oferta.
Na sexta-feira (15), quando fecharam os mercados da Ásia, o preço do barril Brent era US$ 28,51. Na Europa, o barril Brent para entrega em março fechou a sexta-feira, no mercado de futuros de Londres, em baixa de 6,7%, para US$ 28,94. Foi a primeira vez desde 2004 que o valor do preço do barril no encerramento da sessão de Londres ficou abaixo dos US$ 30.
A razão apontada foi o receio de que a volta do petróleo iraniano ao mercado agrave a situação causada por uma oferta já excessiva, que tem derrubado os preços há um ano e meio. Prejudicial para os países exportadores, a queda de preço, no entanto, beneficia consumidores, países importantes e empresas muito dependentes de combustíveis, como as transportadoras aéreas (Ag. Lusa).

SUS INCORPORA REMÉDIO PARA AGRESSIVIDADE EM ADULTOS COM AUTISMO

Portaria do Ministério da Saúde, publicada ontem (18) no Diário Oficial da União, incorpora o uso da risperidona no tratamento de comportamento agressivo em adultos com transtorno do espectro do autismo no âmbito do SUS. Em 2014, a pasta já havia anunciado a incorporação do remédio para tratar sintomas de autismo em crianças. A distribuição da droga, nesse caso, começou no ano passado. O medicamento também já é utilizado na rede pública para outros fins, como no tratamento de transtorno bipolar.
De acordo com a pasta, o autismo aparece nos primeiros anos de vida. Apesar de não ter cura, técnicas, terapias e medicamentos, como a risperidona, podem proporcionar qualidade de vida para os pacientes e suas famílias. A estimativa da Organização Mundial da Saúde é que 70 milhões de pessoas no mundo tenham a síndrome. No Brasil, o número é próximo de 2 milhões de pessoas.
A inclusão de medicamentos no SUS obedece a regras da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias, que exige comprovação da eficácia, do custo-efetividade e da segurança do produto por meio de evidência clínica consolidada. Após a incorporação, o remédio pode levar até 180 dias para ficar disponível ao paciente (ABr).

Disque-Denúncia ajudou na prisão de 600 pessoas

Denúncias permitiram o resgate de 5 mil animais silvestres.

O Disque-Denúncia no Rio de Janeiro recebeu, em 2015, 107.226 informações que resultaram em 633 prisões e 233 autuações, além da apreensão de 274 armas - entre fuzis, revólveres, pistolas, escopetas e espingardas. O serviço recebe informações da população que auxiliam operações da polícia.
De acordo com o balanço, no período, foram apreendidos 106 rádios transmissores, 91 veículos foram recuperados, 2.562 munições e 1.133 máquinas caça-níquel. O montante em espécie, encontrado com os criminosos durante as operações, somaram R$ 35.988,65. Em 20 anos, o Disque-Denúncia recebeu mais de 2,2 milhões de denúncias.
Com as denúncias recebidas pelo Linha Verde - serviço que recebe denúncias de crimes contra o meio ambiente (como maus tratos aos animais, queimadas, poluição das águas e desmatamento), permitiram o resgate de 5 mil animais silvestres. Pássaros como coleiro, trinca ferro, pixoxó e tiziu foram os mais denunciados. Ao longo de 2015, as informações contribuíram na apreensão de mais de 500 balões, cuja soltura é proibida por lei (ABr). 

 Presídio de Mussolini deve virar resort

Um antigo campo de concentração durante a II Guerra Mundial, usado pelo governo do italiano Benito Mussolini, será transformado em um resort de luxo em Montenegro, causando o descontentamento de diversos familiares de vítimas. O Parlamento de Montenegro aprovou o projeto que permite que construção do Mamula Island Resort, após opositores travarem a medida por anos.
Em comunicado, a empresa “Lustica Bay Resort”, responsável pelo projeto, disse que a ideia é “interagir com a arquitetura local e preservar o valor histórico da ilha completamente”. Inabitada, a ilha de Lastavica, também conhecida como Mamula, onde o campo de mesmo nome foi construído, é tida como uma das mais belas do mundo.
O edifício que abrigava o campo foi construído no final do século XIX pelo austríaco Lazar Mamula e mais tarde usada pelo governo de Benito Mussolini como um campo de concentração por conta de seu caráter isolado. Local também foi usado como presídio durante a I Guerra Mundial (ANSA).

 
 
 
Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171