ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Casos notificados de microcefalia sobem para 2.401, em 20 estados

Casos temproario

Até o último sábado (12), foram notificados 2.401 casos de microcefalia em 549 municípios de 20 unidades da Federação

Desses, 134 foram confirmados como tendo relação com o vírus Zika, 102 foram descartados e 2.165 estão em investigação. Os números foram divulgados ontem (15) pelo Ministério da Saúde. O balanço mostra ainda que 29 óbitos por microcefalia foram notificados, desde o início do ano: um no Ceará, confirmado como tendo relação com o vírus Zika; dois casos no Rio de Janeiro, descartada a relação com o zika; e 26 estão em investigação.
Em relação ao boletim anterior, divulgado pela pasta na semana passada, seis estados entraram para a lista de unidades com casos suspeitos de microcefalia provocada pelo vírus Zika: Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, São Paulo e Rio Grande do Sul.
Equipes técnicas de investigação de campo do ministério trabalham, neste momento, em Pernambuco – onde se concentram a maioria dos casos – no Rio Grande do Norte, na Paraíba, em Sergipe e no Ceará.
O diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, avaliou que a implantação do novo protocolo emergencial para os casos de microcefalia relacionados ao vírus Zika pode levar um certo tempo e que isso faz com que a maior parte dos casos permaneça com a classificação de suspeito.
A pasta divulgou o Protocolo de Atenção à Saúde e Respostas à Ocorrência de Microcefalia Relacionada à Infecção pelo Vírus Zika. Segundo Maierovitch, é preciso que estados e municípios divulguem essas normas e capacitem suas equipes de saúde. “Nossa orientação é que, caindo naquele critério classificado como suspeito, o caso deve ser notificado”, disse, lembrando ainda que, em razão das festas de fim do ano, muitas pessoas viajam e deixam as residências fechadas.
“É preciso fazer uma verificação minuciosa em toda a habitação, tanto na parte interna como no quintal, nas coberturas e em qualquer lugar que possa servir como criadouro do mosquito”, disse Maierovitch. A orientação do ministério é que as pessoas que vão viajar para áreas onde há circulação do vírus Zika - sobretudo gestantes - se protejam do mosquito por meio do uso de repelente e de roupas como calças e camisetas de manga comprida (ABr).

Jogadores cubanos poderão atuar em times do exterior

Campeão olímpico e mundial de boxe, Guillermo Rigondeaux foi um dos atletas que fugiu de Cuba.

Os jogadores de Cuba poderão disputar campeonatos no exterior, em especial, nos países caribenhos, informou o presidente da Federação Cubana de Futebol, René Pérez. Segundo o cartola, já há o interesse de países vizinhos e de Portugal na contratação de atletas do país. Até hoje, se um jogador cubano optasse por atuar em um clube estrangeiro, ele era obrigado a abandonar a seleção nacional em competições importantes.
Há cinco jogadores que, graças a nova regra, já estão em preparação no México. Maykel Reyes e Abel Martínez foram contratados pelo Cruz Azul enquanto Arichel Hernández, Sandy Sánchez e Adrián Diz Pé foram para o Santos Laguna. Para Pérez, “o mais importante é jogar internacionalmente para elevar o nível de cada atleta e, com isso, melhorar a qualidade” do esporte nacional.
O mandatário ressaltou que “é improvável” que a atuação dos jogadores provoque “uma transformação em poucos meses”, mas que a medida é muito importante para o futuro do futebol no país. Em 2013, o governo cubano havia dado a liberação a uma nova reforma nos esportes. O beisebol foi o primeiro a liberar que atletas cubanos atuassem em outras nações. A medida é um “antídoto” do governo local para evitar a saída ilegal de atletas da ilha caribenha. Mesmo assim, as deserções são comuns - em especial - durante as grandes competições, como Olimpíadas e Mundiais (ANSA).

Aeroportos de Paris perdem 120 mil passageiros

Os aeroportos de Paris sofreram uma queda de fluxo de 123 mil passageiros no mês de novembro devido à série de atentados cometida pelo grupo extremista Estado Islâmico na capital francesa. De acordo com a imprensa local, a redução no número de viajantes é a maior desde as interrupções de voos por conta das atividades do vulcão Eyjafjallajökull, na Islândia. Nos dois aeroportos de Paris, o Orly e o Roissy Charles-de-Gaulle, foram afastados 70 funcionários suspeitos de radicalismo religioso.
No dia 13 de novembro, o Estado Islâmico realizou uma série de atentados simultâneos em Paris, com alvos como a casa de shows Bataclan e o Stade de France. Ao todo, 130 pessoas morreram no episódio, considerado um dos mais sangrentos da história recente da França. Como resposta, o governo francês aumentou o nível de segurança em todo o país e intensificou ataques militares a alvos do EI na Síria e no Iraque (ANSA).

Problema no TCM é só com um conselheiro

São Paulo - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse ontem (15), que a administração não tem problemas com o Tribunal de Contas do Município, mas com um conselheiro que “oferece obstáculos”. Trata-se do conselheiro Edson Simões, que determinou a suspensão do sorteio dos 5 mil alvarás dos táxis pretos, categoria criada por Haddad como resposta à chegada do aplicativo Uber.
“São cinco conselheiros e nós não temos nenhum problema com quatro conselheiros. Estamos com uma dificuldade institucional com um conselheiro, que tem oferecido mais resistências às propostas da administração”, afirmou o prefeito. Haddad disse que as relações institucionais com o órgão são, de maneira geral, “pacíficas”. “Só tenho elogios ao Tribunal, que tem liberado tudo. Nenhuma dificuldade de acolher as sugestões que o Tribunal faz de boa fé para aperfeiçoar”, disse (AE).

Cantareira tem nova alta e completa 50 dias sem registrar queda

O Cantareira voltou a registrar alta no volume armazenado de água.

São Paulo - Considerado o principal sistema hídrico de São Paulo, o Cantareira voltou a registrar alta no volume armazenado de água e completou 50 dias sem sofrer nenhuma queda, segundo aponta relatório da Sabesp. Já o Guarapiranga, que hoje atende o maior número de pessoas, foi o único manancial a cair.
Responsável por abastecer 5,2 milhões de pessoas, o Cantareira opera com 24,7% da capacidade, de acordo cálculo tradicionalmente divulgado pela Sabesp, que considera as duas cotas do volume morto como se fossem volume útil do sistema. A alta foi de 0,5%. No dia anterior, os reservatórios que compõem o sistema estavam com 24,2%.
Esse foi o 13º aumento consecutivo do Cantareira, que atingiu seu maior índice desde que a segunda cota do volume morto foi incluída no cálculo, no ano passado. A última baixa registrada no sistema foi no dia 26 de outubro, quando o nível desceu de 15,7% para 15,6%.
Desde então, o manancial mantém uma sequência positiva e já subiu 5,2% só nas duas primeiras semanas de dezembro - o que, no entanto, não foi suficiente para tirá-lo do volume morto. De acordo com a Sabesp, o Cantareira está com - 4,6%. Na terceira medição, o Cantareira teve alta de 0,4 ponto porcentual e opera com 19,1% (AE).

Governo espera que investigações sejam esclarecidas

O Palácio do Planalto se manifestou ontem (15) sobre a operação de busca e apreensão da Polícia Federal (PF) em casas de autoridades – entre elas o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e dois ministros do governo – e disse que espera que os fatos investigados sejam “esclarecidos o mais breve possível”. Os ministros do Turismo, Henrique Eduardo Alves; e da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera – ambos do PMDB – estão entre os alvos da operação da PF.
“O governo federal espera que todos os fatos investigados na nova fase da Operação Lava Jato envolvendo Ministros de Estado e outras autoridades sejam esclarecidos o mais breve possível, e que a verdade se estabeleça”, diz nota da Secretaria de Imprensa da Presidência da República. No texto, o governo acrescenta “que todos os investigados possam apresentar suas defesas dentro do princípio do contraditório, e que esse processo fortaleça as instituições brasileiras” (ABr).

PROJETO VISA FACILITAR PAGAMENTO DE BOLETO VENCIDO

Pagamento de boleto vencido poderá passar a ser feito em qualquer banco e não apenas naquele que gerou o documento. É o que prevê substitutivo do senador Reguffe (PDT-DF) ao projeto de Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), que pode ser votado hoje (1º) na Comissão de Defesa do Consumidor do Senado.
O texto determina que o emissor de boleto de pagamento deve oferecer ao consumidor a possibilidade de gerar uma segunda via atualizada do documento, quando vencido, e assegurar que o novo boleto possa ser pago em qualquer banco. Deverá ser oferecida ao consumidor a possibilidade de gerar o novo boleto pela internet, pelo Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), pelo sistema de débito direto autorizado e por terminais eletrônicos.
O substitutivo, conforme Reguffe, elimina limitações técnicas do texto original, mas mantém o objetivo do autor, que é evitar que o consumidor tenha de ir até o emissor do documento, no caso de pagamento após a data do vencimento (Ag.Senado).

 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171