ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Louisiana engrossa ofensiva contra o aborto nos EUA

A Louisiana engrossou a lista de estados dos EUA que aprovaram novas leis para restringir o aborto, prática legalizada em âmbito nacional desde 1973.

Louisiana temproario

Estado aprovou lei que proíbe a prática até em caso de estupro. Foto:EPA

O texto, chancelado na Câmara dos Representantes local por um placar de 79 a 23, proíbe a interrupção da gestação a partir do primeiro batimento cardíaco do feto, o que costuma acontecer antes mesmo de a mulher descobrir a gravidez.

A lei vale inclusive para casos de incesto e estupro e agora aguarda sanção do governador John Bel Edwards, do Partido Democrata. Ele, no entanto, já anunciou que apoia a medida e deve contrariar as lideranças da legenda, que veem esse tipo de projeto como um ataque aos direitos das mulheres.

"Sei que há muitos que discordam de mim e respeito suas opiniões. Enquanto me preparo para assinar essa lei, apelo à esmagadora maioria de legisladores que votaram por isso que se junte a mim para continuar construindo uma Louisiana melhor e que ofereça mais oportunidades a todos", disse Edwards.

Diversos estados americanos aprovaram restrições ao aborto recentemente, como Alabama, Geórgia, Kentucky e Ohio, na esperança de que a discussão seja levada novamente à Suprema Corte, agora de maioria conservadora. O objetivo é rever uma decisão de 1973 que, na prática, legalizou o aborto nos Estados Unidos.

As leis já sancionadas por seus respectivos governadores ainda não tiveram efeitos práticos devido a contestações na Justiça, e a mesma coisa deve acontecer na Louisiana. A única exceção no projeto aprovado no estado é em caso de risco à vida da mãe. Médicos que violarem a proibição estarão sujeitos a penas de até dois anos de prisão (ANSA).

Papa vai à Romênia em busca de diálogo com ortodoxos

Papa temproario

Essa será a quinta viagem internacional do Papa em 2019. Foto: ANSA

Em mais uma viagem de seu intenso calendário internacional em 2019, o papa Francisco embarca hoje (31) para uma visita de três dias à Romênia, país de maioria ortodoxa. Até domingo (2), o líder da Igreja Católica passará pela capital Bucareste e pelas cidades de Bacau, Miercurea-Ciuc, Iasi, Sibiu e Blaj. Segundo o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Alessandro Gisotti, a viagem será marcada pelo "diálogo ecumênico".

Cerca de 87% da população romena é ortodoxa, enquanto os católicos representam apenas 7% do total, realidade semelhante às de Bulgária e Macedônia, destinos de Francisco no início de maio. Em seu roteiro pela Romênia, o Papa pretende destacar sua "riqueza étnica, cultural e religiosa", e o evento de maior presença popular deve ser a missa no santuário mariano de Sumuleu-Ciuc, no coração da Transilvânia, em 1º de junho.

A região é de maioria húngara, e a homilia contará com a presença do presidente do país vizinho, János Áder. No último dia, em Blaj, o Pontífice beatificará sete bispos mártires grego-católicos, vítimas da repressão comunista, e se reunirá com a comunidade cigana, a qual ele já defendeu publicamente dos preconceitos sofridos na Itália. A visita acontece 20 anos após a passagem de João Paulo II pela Romênia, quando o polonês se limitou à capital Bucareste.

Essa será a quinta viagem internacional do Papa em 2019 e a 30ª de seu pontificado, durante o qual ele já visitou 42 países. "Irei à Romênia como peregrino, para caminhar junto com os irmãos da Igreja Ortodoxa Romena e com os fiéis católicos. Peço a você, por favor, que reze por mim", diz uma mensagem postada nos perfis do Papa no Twitter (ANSA).

Mercado pet movimenta R$ 34,4 bilhões em 2018

O varejo pet nacional movimentou R$ 34,4 bilhões em 2018, alta de 4,6% frente a 2017, quando o faturamento final foi de R$ 32,9 bilhões. Os dados foram divulgados pelo Instituto Pet Brasil (IPB). O balanço é positivo, já que a participação do setor representa 0,36% do PIB, fatia grande o suficiente para superar os segmentos de utilidades domésticas e de automação industrial.

Com os resultados mais recentes, o Brasil também passa a figurar como segundo principal mercado pet do planeta, com participação de 5,2%, enquanto Reino Unido e a Alemanha o acompanham de perto, com participação de 4,9% cada. Em primeiro lugar estão os Estados Unidos, com 40% do faturamento de varejo do setor, em escala global.

O IPB também atualizou os dados. A estimativa de 2018 indica que a população pet brasileira é de aproximadamente 139,3 milhões de animais. Foram contabilizados no país 54,2 milhões de cães; 39,8 milhões de aves; 23,9 milhões de gatos; 19,1 milhões de peixes e 2,3 milhões de répteis e pequenos mamíferos. Em 2013, a população pet no Brasil era de cerca de 132,4 milhões de animais, últimos dados disponíveis quando a consulta foi feita pelo IBGE.

O destaque vai para o crescimento de casas que escolhem o gato como animal de estimação. No acumulado, esse foi o animal que mais cresceu, com alta de 8,1% desde 2013. Em seguida, os pets que acumularam maior crescimento nos lares brasileiros foram os peixes com 6,1%. Répteis e pequenos mamíferos registraram alta de 5,7%; aves, 5% e cães, crescimento de 3,8% em sua população. A média geral é de 5,2%.

Já globalmente, estimativas apontam que a população pet mundial é de aproximadamente 1,6 bilhões de animais. Dentre esses, cerca de 40% corresponde à população de peixes ornamentais (AI/Instituto Pet Brasil).

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171