ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Torcedores violentos não entrarão no Brasil durante a Copa América

Torcedores estrangeiros envolvidos em episódios de violência não poderão entrar no Brasil durante o período da Copa América 2019, que começa no dia 14 de junho e vai até o jogo final no dia 7 de julho

Torcedores tempsroario

A Conmebol vai utilizar o sistema de reconhecimento facial, para identificação de torcedores. Foto: Fernando Frazão/ABr

A decisão consta de portaria do Ministério da Justiça publicada na edição de ontem (13) do DOU. Os órgãos de controle fronteiriço nos portos, aeroportos internacionais e pontos de fiscalização terrestre de migração estão instruídos a impedir a entrada no país de pessoa que conste nos sistemas de controle migratório como "membro de torcida envolvida com violência em estádios".

Para aumentar ainda mais a segurança nos estádios, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) vai utilizar o sistema de reconhecimento facial, para identificação de torcedores nos seis estádios onde serão disputadas as partidas. De acordo com o gerente de Segurança do Comitê Organizador Local da Conmebol, Hilário Medeiros, esse será o primeiro evento no Brasil a trabalhar com o reconhecimento facial.

"Vamos deixar um banco de dados que será abastecido com informações de todo o mundo. Trabalhamos em parceria com os órgãos de segurança pública e a Interpol [organização internacional que ajuda na cooperação de polícias de diferentes países] para impedir que um indivíduo indesejado, que já tenha ou possa vir a causar distúrbios, entre nos estádios e perturbe o torcedor”, explicou.

Medeiros disse que, além da utilização do sistema de reconhecimento facial para coibir a presença de vândalos ou pessoas foragidas da Justiça nos estádios, um efetivo de 10 mil agentes de segurança privada será contratado pelo Comitê Organizador Local para o policiamento dentro dos estádios (ABr).

Denver descriminaliza uso de cogumelos alucinógenos

Denver tempsroario

Em eleição, medida venceu com uma diferença de 2 mil votos. Foto: Reprodução/Facebook

Denver, nos Estados Unidos, se tornou a primeira cidade do país a descriminalizar os cogumelos alucinógenos. A decisão foi confirmada em uma eleição municipal, que contou com quase 180 mil eleitores. O "sim" da chamada Iniciativa 301 venceu com uma diferença de 2 mil votos. A partir de agora, o uso e o cultivo dos fungos virou um crime de menor prioridade para a polícia local.

Além disso, as autoridades não poderão processar ou prender pessoas com mais de 21 anos de idade que estiverem portando o cogumelo. A cidade também liberou o cultivo para uso pessoal do fungo. A cidade realizará uma nova contagem dos votos no próximo dia 16, com o objetivo de averiguar novamente o resultado final da eleição. De acordo com a Divisão de Eleições de Denver, os votos ainda não computados, que são enviados de fora dos Estados Unidos, não são suficientes para virar o resultado.

Os defensores da descriminalização afirmaram que a droga tem benefícios terapêuticos para diversas doenças, como a depressão, por exemplo. "Como a psilocibina [uma substância psicodélica natural] tem um tremendo potencial médico, não há motivo para que os indivíduos sejam criminalizados pelo uso de algo que cresce naturalmente", afirmou Kevin Matthews, diretor da campanha "Descriminalize Denver".

Já de acordo com o professor de psiquiatria e ciências do comportamento da Universidade Johns Hopkins, Matthew Johnson, a psilocibina não causa dependência no indivíduo e "não há overdose letal direta" ao usar a droga. O prefeito de Denver, Michael Hancock, foi contra a descriminalização dos cogumelos alucinógenos. Denver é a capital e a cidade mais populosa do estado norte-americano do Colorado. O condado possui pouco mais de 704 mil habitantes (ANSA).

Enem 2019: inscrições encerram na sexta-feira (17)

Agência Brasil

Quem ainda não se inscreveu para o Enem tem até a próxima sexta-feira (17) para fazer a inscrição pela internet. No dia 17 também encerra o prazo para solicitar atendimento especializado e específico e para alterar dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira. A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85. Quem não tem isenção de taxa deve fazer o pagamento até o dia 23 de maio. O prazo para pedidos de atendimento por nome social vai de 20 e 24 de maio.

As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro. Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem, por exemplo, para se inscrever em programas de acesso à educação superior como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) ou de financiamento estudantil.

A prova também pode ser feita pelos estudantes que vão concluir o ensino médio depois de 2019, mas nesse caso os resultados servem somente para autoavaliação, sem possibilidade de concorrer a vagas ou a bolsas de estudo. A EBC oferece várias estratégias gratuitas, como o Questões Enem, no qual os estudantes têm acesso a um atualizado banco de dados que reúne provas de 2009 até 2018. Para ter acesso aos vídeos com as respostas, basta se inscrever no canal (youtube.com/ebcnarede).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171