ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Vacinação contra a gripe começa hoje em todo o país

Começa hoje 10), em todo o país, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.

Vacinacao temproario

A partir do próximo dia 22, todo o público-alvo da campanha poderá receber a dose. Foto: Marcelo Camargo/ABr

Nesta primeira fase, serão priorizadas crianças com idade entre 1 e 6 anos, grávidas em qualquer período gestacional e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). A escolha, de acordo com o Ministério da Saúde, foi feita por causa da maior vulnerabilidade do grupo.

A partir do próximo dia 22, todo o público-alvo da campanha poderá receber a dose, incluindo trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

A escolha dos grupos segue recomendação da OMS. A definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. A meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos elegíveis para vacinação. Em nota, o Ministério da Saúde destacou que, em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. Em função da mudança na composição, a pasta considera “imprescindível” que os grupos selecionados, ainda que já tenham sido imunizados anteriormente, recebam a nova dose este ano.

A orientação da pasta é que indivíduos que apresentem sintomas de gripe evitem sair de casa durante o período de transmissão da doença (até sete dias após o início dos sintomas), restrinjam o ambiente de trabalho para evitar disseminação, evitem aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados, e adotem hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

Para prevenir a doença, o ministério recomenda medidas gerais de proteção, como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em espirrar na parte de dentro dos cotovelos e cobrir a boca ao tossir, visando à redução do risco de infecção pelo vírus. Outra dica importante é não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas (ABr).

Pelé retorna ao Brasil e é hospitalizado novamente

Pele temproario

Ex-craque estava internado em Paris. Foto: EPA

Logo após desembarcar no aeroporto de Guarulhos, o ex-craque brasileiro Pelé, de 78 anos, foi novamente hospitalizado ontem (9). O "Rei do Futebol" foi levado ao Hospital Israelita Albert Einstein, na capital, e segundo a equipe médica, em nota, o estado de saúde do ex-jogador "é bom".

"Deu entrada, nesta terça-feira no Hospital Israelita Albert Einstein, Edson Arantes do Nascimento, proveniente do Hospital Americano de Paris. Ele foi hospitalizado na capital francesa após apresentar quadro de infecção urinária desencadeada por cálculo em ureter. A infecção foi debelada. No momento, está realizando exames admissionais e seu estado de saúde é bom", explicou a equipe médica.

No aeroporto, o ex-atleta foi abordado por diversos fãs e até conversou com alguns deles. Pelé agradeceu todas as mensagens de apoio e até brincou, dizendo que não poderia entrar em campo "no domingo". Pelé foi hospitalizado em Paris, na França, na última quarta-feira (3) após sofrer uma crise de tetania (contrações musculares e tremores) e febre. Na ocasião, sua equipe achou melhor leva-lo a um hospital para passar por uma bateria de exames.

Antes de voltar ao Brasil, o ex-jogador recebeu no hospital uma visita do atacante Neymar, do Paris Saint-Germain (PSG) e da seleção brasileira. O ex-craque foi a Paris para participar de um evento comercial ao lado de Kylian Mbappé, jovem atacante francês do PSG. Que foi elogiado pelo "rei" durante a Copa do Mundo de 2018, na Rússia (ANSA).

Japão elege transgênero como membro de assembleia

A japonesa Ayako Fuchigami tornou-se a primeira pessoa transgênero a ser escolhida como membro de uma assembleia provincial no Japão. A informação foi revelada ontem (9) pelo jornal japonês "Mainichi", após as eleições locais realizadas no último domingo (7). Fuchigami, que concorreu pelo Partido Constitucional Democrático de Japão (PCDJ), disputou a cadeira na assembleia do leste da cidade de Sapporo, na ilha de Hokkaida.

De acordo com a associação LGBT para representantes locais no Japão, a eleição da candidata marca a primeira vez que uma pessoa transexual ocupa uma posição em uma assembleia municipal do país. "Quero retribuir o favor aos que me apoiaram, trabalhando duro para criar uma sociedade na qual o LGBT possa ser ativo", agradeceu Fuchigami após conhecer o resultado, segundo a publicação.

Durante a campanha eleitoral, a transgêneros defendeu o reconhecimento legal de casais homossexuais, além de pedir uma estrutura que permita o envolvimento dos LGBT na educação. A japonesa nasceu na província de Saga, na ilha de Kyusu, e estudou na Universidade de Hokkaido. Em 2000, ela começou a trabalhar no Ministério da Agricultura, onde realizou pesquisas sobre os grãos de arroz capazes de serem cultivados em locais frios (ANSA).

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171