ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Trump e Kim encerram primeiro dia de cúpula no Vietnã

Terminou a primeira parte da cúpula entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, realizada ontem (27), em Hanói, capital do Vietnã.

Trump temproario

Donald Trump e Kim Jong-un durante cúpula em Hanói, no Vietnã. Foto: EPA)

Ela prestou depoimento na 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, à delegada Adriana Belém. Também fez questão de agradecer às pessoas que a socorreram, após a sessão de agressões impetrada pelo jovem que ela conheceu pela internet e o recebeu em seu apartamento, no último dia 16, na Barra da Tijuca.

Os dois líderes conversaram frente a frente durante cerca de 20 minutos e depois participaram de um jantar com seus colaboradores mais próximos.

Trump estava acompanhado pelo secretário de Estado Mike Pompeo e pelo chefe de Gabinete Mick Mulvaney. O conselheiro para Segurança Nacional, John Bolton, que evocara uma desnuclearização da Coreia do Norte seguindo o modelo da Líbia, está em Hanói, mas não participou do jantar.

Já Kim teve a seu lado o "braço direito" Kim Yong-chol e o ministro das Relações Exteriores Ri Yong-ho. O objetivo dos compromissos ontem eram criar um clima cordial antes da discussão efetiva sobre os temas mais delicados da reunião, como a desnuclearização da Península Coreana. Há rumores de que os dois líderes possam chegar a um acordo para declarar o fim da Guerra da Coreia, interrompida por um armistício em 1953.

A cúpula começou pontualmente às 18h30 (8h30 em Brasília), no hotel Sofitel Legend Metropole, com um aperto de mãos entre Trump e Kim, que se mostravam sorridentes. "Acredito que seu país tem um potencial econômico incrível", declarou o presidente americano, prevendo uma "situação verdadeiramente maravilhosa em longo prazo".

Já o norte-coreano chamou de "corajosa" a decisão de Trump de participar da cúpula e disse que os dois países "superaram a desconfiança". "Estou confiante em alcançar grandes resultados que agradem a todos", ressaltou.

Essa é a segunda reunião entre Kim e Trump, após a cúpula de 12 de junho de 2018, em Singapura, quando ambos se comprometeram com a desnuclearização da Península Coreana. No ano anterior, os dois haviam trocado ameaças de destruição mútua e deixado a região à beira de uma guerra, mas Trump passou a apostar no diálogo para resolver a crise e chegou a dizer que ele e Kim estavam "apaixonados".

A reaproximação acontece após pesadas sanções da comunidade internacional contra o regime de Pyongyang, que conseguiu desenvolver ogivas nucleares e mísseis intercontinentais capazes de atingir os EUA (ANSA).

Italiano passa francês e é o quarto idioma mais estudado

Italiano temproario

A língua do "país da bota" aparece atrás apenas do inglês, do espanhol e do mandarim. Foto: ANSA

Um estudo realizado pela organização de linguística SIL International, com sede nos Estados Unidos, revelou que o italiano se tornou em 2018 o quarto idioma mais estudado no mundo, ultrapassando o francês. A língua do "país da bota" aparece atrás apenas do inglês, do espanhol e do mandarim.

Parte desse resultado se deve ao alcance dos institutos italianos de cultura, que no ano acadêmico 2016/17 acumulavam mais de 2,1 milhões de estudantes em 115 países, segundo o jornal 'Il Sole 24 Ore'.
Na classificação dos idiomas por número de falantes, o inglês segue na liderança, com 1,19 bilhão de pessoas, o equivalente a 17% da população mundial.

Na sequência estão o mandarim (1,107 bilhão), o hindu (697,4 milhões), o espanhol (512,9 milhões), o árabe (422 milhões), o francês (284,9 milhões), o malaio (281 milhões), o russo (264,3 milhões) e o bengali (262,8 milhões). O português aparece na 10º posição, com 236,5 milhões de falantes, enquanto o italiano é o 21º colocado, com 67 milhões (ANSA).

Henrique Graziani vai presidir a EBC

Agência Brasil

A edição de ontem (27) do Diário Oficial da União publicou decreto de nomeação de Alexandre Henrique Graziani Júnior, para o cargo de diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Ele substitui Luiz Antônio Moreira Ferreira na função.

Graziani é formado em administração, tem MBA em engenharia de telecomunicações e é pós-graduado em gestão de pessoas. Trabalha na EBC desde novembro de 2016, quando assumiu o cargo de gerente executivo de Operações, tendo também ocupado o cargo de diretor de Operações, Engenharia e Tecnologia.

Com atuação em Brasília e no Rio, Graziani trabalhou por 34 anos na Rede Globo, como gerente de Operações e Planejamento. Instalou a Globonews em Brasília e foi idealizador e executor do projeto Globocop, helicóptero usado pela emissora para imagens aéreas e coberturas em tempo real. Também trabalhou na TV Senado, foi gerente técnico da emissora CNT e supervisor de Operações do Correio Braziliense.

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171