ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Cresce 20% a participação de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Para inserir pessoas com deficiência no mercado de trabalho, é necessário garantir acessibilidade urbana, com transporte público adaptado e rampas nos espaços públicos, diz Cláudio Tavares fundador do site Deficiente Online.

A Lei de Cotas para Pessoas com Deficiência completou 24 anos. A medida estabelece que empresas com mais de 100 empregados devem destinar de 2% a 5% de suas vagas para pessoas com deficiência

A lei contribuiu para ampliar a participação dos deficientes no mercado de trabalho, mas ainda é pequeno o percentual de contratações por empresas que não são obrigadas a cumprir a lei, de acordo com a auditora fiscal do trabalho, Fernanda Maria Pessoa di Cavalcanti.
“Se analisarmos os dados da Rais de 2013, 92% das pessoas com deficiência estão no mercado de trabalho por conta da Lei de Cotas porque estão em empresas com 100 ou mais empregados, que são obrigados a contratar”, disse a auditora. Os dados do Ministério do Trabalho apontam que nos últimos cinco anos houve aumento de 20% na participação das pessoas com deficiência no mercado de trabalho.
Segundo os dados da última Rais, em 2013, foram criados 27,5 mil empregos para pessoas com deficiência. Com o resultado, chegou a 357,8 mil o número vagas ocupadas. Os homens representam 64,84% dos empregados e as mulheres ocupam 35,16% das vagas. Na avaliação de Fernanda, falta na sociedade o respeito ao direito das pessoas com deficiência. “As empresas não veem a pessoa com deficiência como alguém que vai gerar produtividade. Eles olham como uma obrigação legal ou uma despesa que vai gerar para a empresa”.
Devido à necessidade de promover encontro entre as empresas que querem ofertar vagas e os deficientes que buscam um trabalho, Cláudio Tavares fundou o site Deficiente Online. Ele avalia que, ao longo dos últimos anos, o mercado de trabalho melhorou para as pessoas com deficiência que eram vistas como indivíduos sem qualificação e ocupavam principalmente, postos com baixos salários.
Quanto à qualificação para o mercado de trabalho, Cláudio avalia que esse não é o principal desafio para ampliar o número de deficientes empregados. Ele diz que há crescente oferta de cursos gratuitos oferecidos por governos e Ongs, citando que das 47 mil pessoas com deficiência cadastradas no site, 36% concluíram ou cursam nível superior e 42% tem segundo grau completo. Entre os deficientes cadastrados em busca de emprego, 57% são homens e 44% têm deficiência física.

SP tem menor número de homicídios no primeiro semestre

Alckmin: o Estado bateu novo recorde na queda dos homicídios dolosos.

O governador Geraldo Alckmin divulgou que o Estado de São Paulo bateu novo recorde na queda dos homicídios dolosos com o fechamento do primeiro semestre do ano. Com a redução de 11,62% nas mortes intencionais nos seis primeiros meses, o índice caiu para 9,38 ocorrências por 100 mil habitantes – a menor taxa da história. É a primeira vez que o semestre contabiliza um número menor de 2.000 homicídios.
“É um dia histórico porque pela primeira vez na série histórica, no primeiro semestre do ano, nós estamos com menos de dois mil homicídios. Foi feito um esforço ao longo desses anos todos por meio de um trabalho baseado na interatividade entre a polícia e a comunidade”, ressaltou Alckmin, que informou ainda que o 52° DP não teve neste semestre nenhum caso de homicídio e latrocínio. “E a quinta seccional que abrange a região da Zona Leste teve 4.4 homicídios por 100 mil habitantes. É menos que os Estados Unidos, que é 5.2”, completou Alckmin.
São Paulo tem a menor taxa de mortes intencionais do país, de acordo com o último Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2014. O índice do Brasil é de 23,7 homicídios dolosos por 100 mil habitantes. O Estado alcançou em junho uma redução histórica de 73,41% em relação ao ano de 1999, quando São Paulo tinha 35,27 homicídios por 100 mil habitantes (SSP).

Brasileiro pode ser preso por suspeita de abuso sexual no Canadá

A polícia de Toronto expediu mandado de prisão contra o atleta Thye Mattos Ventura Bezerra, de 27 anos, da equipe brasileira de polo aquático que participou dos Jogos Pan-Americanos, no Canadá, por suspeita de abuso sexual a uma mulher de 22 anos. A polícia divulgou a foto do brasileiro e o telefone da polícia para receber denúncias por suspeitar que pode haver outras vítimas.
Segundo a inspetora de Crimes Sexuais, Joanna Beaven-Desjardins, na manhã do último dia 16, Bezerra e um outro integrante da equipe brasileira de polo aquático estavam na casa da mulher junto com uma amiga dela. A vítima disse à polícia que foi dormir e que Bezerra entrou em seu quarto e a abusou sexualmente. A inspetora não quis comentar se houve estupro. Ela informou que não houve arrombamento da casa. “A investigação nos dá certeza do envolvimento dele no crime”, disse.
De acordo com a polícia canadense, abuso sexual é qualquer forma de contato sexual indesejado e inclui beijo, toque, sexo oral e penetração. No último dia 15, a equipe brasileira masculina de polo aquático conquistou a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos.
Segundo a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), a equipe brasileira está na Rússia para a disputa do Mundial da categoria. A assessoria da CBDA entrou em contato com o chefe da equipe e diretor executivo da confederação e ambos declararam não ter ainda tido conhecimento do fato (ABr).

Navio hidroceanográfico permitirá avanços na área de pesquisa

Marinha recebe navio com capacidade de localizar petróleo e gás em águas profundas.

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, acompanhado do comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, participou, no Rio de Janeiro, da cerimônia de entrega do Navio Hidroceanográfico de Pesquisa Vital de Oliveira (NPqHo), embarcação considerada fundamental no sentido de assegurar avanços em estudos científicos para caracterização de áreas oceânicas estratégicas do Atlântico Sul.
Por ser equipado com o que há de mais moderno em termos de tecnologia, o navio representa importantes avanços para o país. Isso porque os recursos disponíveis podem auxiliar o pleito do Brasil junto a Comissão de Limites da ONU no sentido de ampliar o limite exterior da área marítima, na qual o Brasil detém os direitos de soberania para a exploração de recursos naturais.
Recém chegado de Singapura, o Vital de Oliveira pesa 3,5 mil toneladas e com o equipamento chamado Veículo de Operação Remota tem capacidade para chegar a 4 mil metros de profundidade.
Também apresenta habilidade especial para realizar pesquisas de busca de nódulos metálicos no fundo do mar, além da localização de petróleo e gás em superfícies bem inferiores, como é o caso da camada pré-sal e da exploração de recursos minerais em águas profundas como a Zona Econômica Exclusiva (MD).

Obama faz visita oficial ao Quênia

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou na sexta-feira (24) à Nairóbi, no Quênia, para uma visita oficial. Segundo a Casa Branca, os objetivos da visita são aprofundar as relações econômicas, fortalecer a segurança dos Estados Unidos e ampliar o apoio do governo queniano na região contra grupos radicais islâmicos na região. Apesar dos temas da pauta, a viagem de Obama ao país tem um valor emocional para o presidente, porque o Quênia é a terra natal do pai do presidente.
Outro fato que ganhou destaque na imprensa foi a divulgação pelo governo queniano de alguns detalhes do itinerário da viagem de Obama, com informações sobre os planos de voo. O porta-voz do presidente, Josh Earnest, disse que o vazamento dos detalhes da viagem não justificavam uma mudança nos planos e no itinerário.
O Quênia é considerado um aliado importante dos norte-americanos na África contra o grupo islâmico somali Al Shabaab, que no último mês de abril, foi responsável pelo massacre de 148 pessoas em uma universidade perto da fronteira com a Somália. Analistas entrevistados pela imprensa norte-americana apostam que a parceria para combater esse e outros grupos radicais deve ser um dos principais pontos da agenda de Obama no país. Ele já havia visitado o Quênia em 2006, quando ainda era senador (ABr).

“Profecia” de Fidel gera polêmica

Uma pequena frase atribuída ao ex-presidente de Cuba Fidel Castro tem circulado nos últimos dias em jornais da região e provocado intensos debates na Internet. Em 1973, ele teria dito que a reaproximação entre a ilha e os Estados Unidos só aconteceria quando houvesse um “Papa sul-americano e um presidente negro em Washington”.
Segundo alguns jornais da América Latina, Fidel teria feito essa afirmação em uma coletiva de imprensa naquele ano, respondendo a uma pergunta do suposto jornalista britânico Bryan Davies, após retornar de uma viagem ao Vietnã. No entanto, ainda não foi encontrada nenhuma fonte que tenha falado sobre a tal declaração antes do anúncio da retomada das relações diplomáticas entre os dois países, em dezembro de 2014.
Além disso, desde o início da reaproximação, circula uma montagem que mostra uma conversa fictícia entre Fidel e Che Guevara. “Fidel, conseguiremos um dia restabelecer relações diplomáticas com os ianques?”, pergunta o guerrilheiro. “Só quando o presidente norte-americano for negro e o Papa, argentino, como você”, responde o ex-líder cubano. O diálogo imaginário foi utilizado por diversos jornais satíricos e bastante reproduzido por páginas de humor (ANSA).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171