ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

11 (+1) músicas que falam sobre aviões e aeroportos

Os aviões trazem de volta os amores distantes, são confundidos com estrelas cadentes e são motivos para uma pessoa fingir medo e aproximar-se de outra

Freddy Charlson/oblogdaaviacao

Os aviões, assim como os aeroportos e o desejo de voar, fazem parte, também, do dia a dia dos artistas que, vira e mexe, os utilizam como tema de suas canções. Não importa o estilo – seja rock, sertanejo, romântico, infantil ou brega –, eles fazem versos e rimas sobre esse “grande pássaro metálico” e até mesmo sobre a profissão de piloto.

Confira no Blog Check In alguns exemplos bons (e ruins) da arte de entreter o povo contando histórias musicadas sobre temas relacionados à aviação. Tem música que virou clássico, tem música que virou pop e tem música, bem, tem música que dá vergonha do artista. Mas que é divertido, isso é! Que tal criar uma canção sobre o avião? Embarque nessa viagem musical.

Samba de Avião

Tom Jobim

O maestro Tom Jobim, um dos principais artistas brasileiros, compôs, certa feita, uma verdadeira ode às belezas naturais do Rio de Janeiro: um Rio de sol, de céu e de mar. Samba do Avião (1962) é de um lirismo impressionante e tem a cara da Bossa Nova, com versos do tipo “Dentro de mais um minuto estaremos no Galeão / Este samba é só porque / Rio, eu gosto de você”. E Tom encerra a composição com os versos “Aperte o cinto, vamos chegar / Água brilhando, olha a pista chegando / E vamos nós, aterrar”. Sublime, oh! E a aviação nem sempre foi retratada com tanta beleza.

Aviãozinho

Cheiro De Amor


Banda tradicional da axé music, a Cheiro de Amor tem como um de seus maiores sucessos a música Aviãozinho. É aquela música com um gostoso balanço – para os fãs do gênero – e que tem o forte refrão “Voa, voa aviãozinho, vai buscar o meu benzinho/Que tá lá, do lado de lá, que tá lá do lado de lá”, num criativo exemplar de poesia concreta. #Oremos. A letra é curta e o ritmo, pegajoso, com direito a repetição de palavras no final, o que caracteriza a figura linguística anáfora: “Deixa, deixa, deixa, deixa eu te dengar/Deixa, deixa, deixa, deixa eu te beijar/Deixa, deixa, deixa, deixa, eu te dengar/Deixa, deixa, deixa, deixa eu te beijar”. E o aviãozinho nessa história? Bem, ele tem o singelo dever de buscar o benzinho de quem canta. Fofo.

Medo de Avião

Belchior


Música mais conhecida do cantor bigodudo, narigudo e de voz anasalada Belchior (saudades, Belchior, por onde andará?), Medo de Avião mostra a felicidade de um rapaz em ter a coragem – motivada pelo “medo de voar” – de pegar na mão de uma moça. Uma coisa meio adolescente, com um quê de James Dean. E com citações aos Beatles, via I Wanna Hold Your Hand (Eu Queria Segurar Sua Mão). Um clássico em quatro estrofes, presente no disco homônimo Medo de Avião (1979) e com direito ao seguinte verso: “Foi por medo de avião/Que eu segurei/Pela primeira vez a tua mão/Não fico mais nervoso/Você já não grita/E a aeromoça, sexy/Fica mais bonita”. Que beleza!


Avião

Toquinho


Toquinho, parceiro de Vinícius de Moraes e famoso eternamente por Aquarela (“Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo/ E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo”) fez outras músicas tão ou mais infantis. Uma delas é Avião. Com conceito rápido e fácil e cifra repleta de explicações lógicas, o compositor apresenta o meio de transporte avião, suas funções, características principais e coisa e tal. E faz um alerta aos pequeninos: “Venha voar comigo, amigo/ Sem medo, venha voar/ De dia tem o sol brilhando/ De noite quem brilha é o luar/ Venha voar comigo, amigo/ Sem medo, venha voar/ Em dia nublado não fique assustado/ Que eu tenho radar”. Bonitinho, né?

Aviões (Airplanes)

Rihanna e Eminem


Um pouco, digamos, menos fofa, é a canção Airplanes, com a muita doida Rihanna e o mais doido ainda Eminem. A cantora pop e o rapper cantam sobre a possibilidade de fazer desejos e questionam se podem “fingir que os aviões no céu à noite são como estrelas cadentes”. No fundo, eles querem “voltar a um lugar muito mais simples” se referindo a uma vida de festas e glamour. “O que você desejaria se tivesse uma chance? / Então, avião, avião, desculpe o atraso / Eu estou no meu caminho para não fechar a porta”, diz a canção pop, de sucesso mundial, com as vozes características desses dois astros.

Avião

Djavan


Em Avião, o cantor alagoano Djavan, autor de versos incompreensíveis, tipo “Açaí, guardiã / Zum de besouro, um imã / Branca é a tez da manhã” – entendeu? Se sim, mande a explicação para o blog –, cansou de “carregar nas costas”, como se fosse um avião, o relacionamento amoroso. Assim, ele canta “Seu muito pra mim é pouco / Eu quero a paz e viver solto / Vai dizer que sou outro… sou não! / Eu me cansei de ser seu avião / Não vou voar, não dessa vez!” e é capaz de dizer para a pessoa amada que ela pode quebrar, sofrer, cair, descer, contorcer de dor, que ele não se prenderá a ela. Djavan embarca em voo solo.

Aeroporto

Thaeme e Thiago
Em moda como há muito tempo não se via, a música sertaneja encontra em Thaeme e Thiago sua versão mais teen, mais moderninha. Queridinhos da galera, eles optam por uma levada romântico-brega ao falar sobre a despedida em um aeroporto. E até jogam praga para evitar a partida da “alma gêmea” na música, claro, Aeroporto. “É / Essa noite eu vou tentar me transformar em vento / Para impedir que esse avião saia daqui / Levando a minha vida/ É / Eu vivo em meio a multidões, mas me sinto tão só / E se você partir agora eu vou ficar pior”. Oh, que drama. Deixe a pessoa viajar, gente. Mas não, eles não deixam, e ainda fazem chantagem sentimental: “Eu tô chorando / No estacionamento do aeroporto / Eu tô chorando / Porque talvez hoje seja o nosso último encontro”. Bem que poderia ser mesmo…

Aeroporto

Belo


Marido da fisiculturista Gracyanne Barbosa, o pagodeiro Belo (batizado como Marcelo Pires Vieira) canta em Aeroporto o alívio ao ver a amada chegando após um voo, digamos, turbulento. “Graças a Deus você chegou, tão ansioso te esperei / Nesse aeroporto apavorado, amor, quase chorei / Quando vi alguém seu voo anunciando / Corri pra ver seu avião pousando / E só assim fui me acalmando”. Calma, pagodeiro, foi só um susto que vocês dois levaram e, enfim, após os tempos difíceis, agora é só felicidade. A dica é abraçar sua amada, dizer que a ama e não fazer mais besteira. Tá falado.

Paixão no Ar

Pique Novo


E, por falar em pagode, o Pique Novo vem com estilo velho. No melhor estilo “pagode paulista”, o grupo lamenta que a mulher amada (sempre ela!) vai viajar pra muito longe, percorrer o céu desse país, deixando o pagodeiro infeliz. Oh! E qual seria a solução? “Eu queria estar no voo que vai te levar / Pra longe do meu coração, pra perto de outro lugar / Lá em cima a nossa paixão, será que vai balançar / Mas como vou te alcançar? / Queria ir nesse avião / Contigo pra qualquer lugar e da janela acenar / Dando adeus pra solidão”. Menina, que tal levar essa galera só para ela parar de chorar?

Piloto de avião

Tony e Brian


Bagunça mesmo é o que fazem os sertanejos Antonio e Benedito, digo, Tony e Brian. Em um clipe que lembra Toxic (Britney Spears), eles cantam as delícias da profissão de piloto de avião. “Agora eu tô bonito, tô estudando aviação / Arrumei uma namorada que é um tremendo avião / Gastei todo o meu dinheiro, estourei o meu cartão / Mas foi com o brevê no peito que conquistei seu coração”. Segundo Tony (e Brian, também), eles já fizeram de tudo, foram padeiros e peões, mas as “muié” só passaram a olhar pra eles quando viraram pilotos de aviões. “Hoje estou bem sucedido, de empregado sou patrão / Pode ser um teco-teco, um jatinho ou o do Faustão / Pras mulher não interessa o tamanho do avião”. Ah, se fosse fácil assim, hein, pilotos…

Learning to Fly

Pink Floyd


Banda clássica do rock’n’roll, o Pink Floyd também viajou ao encarar o tema da aviação. Em Learning to Fly (lançada em 1987, como single), eles falam do “Gelo que está se formando nas pontas das asas” do protagonista e lamentam “Avisos não observados”. A música diz “Eu achava que pensava em tudo / Nenhum navegador para me guiar de volta para casa / Uma alma em tensão que está aprendendo a voar / Condição: preso ao solo, mas determinado a tentar”. O genial Pink Floyd sabia do que falava. Autor da letra, o vocalista e guitarrista David Gilmour era fã de aviação. E o baterista Nick Mason era aviador. Please, galera, leave the kids alone!

Bonus track:

Learn To Fly

Foo Fighters
E eis que Learn to Fly, da banda norte-americana Foo Fighters já era um estouro nas paradas de sucesso. De repente, ficou ainda mais bombada. Isso aconteceu quando mil músicos de Cesena, na Itália, se reuniram para tocá-la, numa ação que pediu a ida de Dave Grohl e companhia até a cidade. Massa, né? Um projeto emocionante. Bem, a canção diz, mais ou menos, assim: “Estou procurando no céu algo para me salvar / Procurando por um sinal de vida / Procurando por algo que possa me ajudar a acender o brilho / Farei meu próprio caminho pra casa quando aprender a voar”. Trata-se de um pedido de ajuda, um pedido de amor. O cantor pede para alguém voar por aí com ele, porque ele não consegue fazer isso sozinho. É… custa nada ajudar, hein?

Mais artigos...

  1. Dez dúvidas mais frequentes sobre o diabetes
  2. Prática de atividade física pelos pais pode proteger filhos da obesidade
  3. Práticas corporais são eficientes para a saúde coletiva
  4. Amostras de pescado apresentam conservação inadequada
  5. Postura errada pode levar a graves problemas de saúde
  6. Subfertilidade feminina: o que é e como tratar
  7. Deputados votam texto que altera Estatuto do Desarmamento
  8. Os 50 anos do TUCA – Teatro da Universidade Católica
  9. Estudo traça panorama da transição do Brasil para TV Digital
  10. Realidade de times femininos vai de atletas sem chuteiras a clubes bem equipados
  11. Não há limites para quem sonha em pilotar
  12. Mudanças climáticas causam alterações no comportamento de beija-flores
  13. Os sentidos do “jeitinho brasileiro” em nossa cultura
  14. Mulheres engravidam mais velhas e congelamento de óvulos cresce
  15. Metodologias propõem olhares diferentes para alfabetização
  16. Vacinas de terceira geração terão “vetores de DNA”
  17. Terapias complementares ajudam no combate à infertilidade
  18. Incor comprova eficácia de exercícios fonoaudiológicoas no combate ao ronco
  19. Anil é anti-inflamatório e antioxidante, revela estudo
  20. MPF recebe 614 ossadas de possíveis desaparecidos políticos
  21. Deslocamento com bicicleta caiu em São Paulo de 2007 a 2012
  22. Guia Alimentar propõe novo olhar sobre a alimentação
  23. O colapso dos grandes herbívoros
  24. Marcha das Margaridas: 32 anos depois, líder ainda influencia mulheres do campo
  25. Cientistas procuram por abelha invasora na América do Sul
  26. Julgamento no STF pode levar Brasil a descriminalizar porte de drogas
  27. Mais fogo e menos água
  28. As novas cores da (des)igualdade racial no país
  29. Escolas rompem barreiras e levam crianças para ocupar e aprender na cidade
  30. Férias. É hora de aprender
  31. Biometria adaptativa é novo modo de avaliar identidade
  32. Demência vascular é mais comum que Alzheimer em idosos
  33. Imigrantes: as brechas para o acolhimento
  34. Pesquisa busca resgatar espaço memorial do teatro paulistano
  35. Santos Dumont, o Pai da Aviação, sim, senhor!
  36. Avaliação positiva do governo Dilma caiu para 7,7% em julho, mostra pesquisa
  37. Estatuto da Igualdade Racial completa 5 anos com desafio de equiparar direitos
  38. Estudo analisa a pluralidade do espiritismo kardecista
  39. Aumento de tamanho da próstata é normal e tem tratamento
  40. Brasil pode ser pioneiro em defensivos agrícolas naturais
  41. Crianças iam para a cadeia no Brasil até a década de 1920
  42. Especialistas dizem que intolerância é principal causa de linchamentos no Brasil
  43. Como transformar crise em oportunidade?
  44. Fruto amazônico tem efeito anti-inflamatório contra câncer
  45. Reservatórios de água ajudam sertanejos a conviver com a seca
  46. Divergência marca visões sobre patrimônio histórico
  47. Raul Seixas: o mito faz 70 anos e permanece vivo 25 anos após a morte
  48. Imigrantes atuam como embaixadores do Brasil nos Estados Unidos
  49. País pode ter Justiça mais ágil com a mediação
  50. Cadê o chinelo? Chi-ne-lo! Cadê o chinelo?!
  51. O papa ofuscaria todos os demais na Cúpula da ONU
  52. Senado incorpora visão humanista à legislação para migrantes no país
  53. Conheça o mundo bizarro da visão
  54. Pioneirismo e modernidade em surdina
  55. Treino combinado atenua obesidade
  56. Sistema carcerário não atende a Lei de Acesso à Informação
  57. É a vez de proteger os oceanos
  58. Lei das Estatais pode preencher vazios legais da administração pública
  59. Ano Novo Chinês: conheça as tradições milenares que marcam a data
  60. Acordo com ditadura possibilitou eleição de Havelange à FIFA
  61. Gestão de áreas verdes em São Paulo apresenta falhas
  62. As cinco regras para líderes em experiência do cliente
  63. Integrado, ma non troppo
  64. O poder do boca a boca
  65. Especial 22/04/2015
  66. Especial 19/03/2015

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171