ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Veja 3 efeitos imediatos da crise política no Brasil

Impasse pode afetar economia, justiça e imagem no exterior

20140720-dinheirama-brasil-crise temproario

 

O Brasil vive atualmente uma das mais graves crises políticas de sua história, com uma presidente ameaçada pelo impeachment, seu antecessor denunciado por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica e líderes da Câmara e do Senado suspeitos de corrupção, assim como expoentes da oposição. Mas como o impasse em Brasília se refletirá na vida do país? Confira uma lista com os efeitos imediatos das turbulências que podem derrubar Dilma Rousseff:

Economia
A crise tem como resultado instantâneo a paralisia econômica, que se reflete diretamente na vida da população, com aumento do desemprego, corrosão da renda, inflação e um pessimismo generalizado, afetando os investimentos. O Brasil já vinha de um 2015 para esquecer, com queda de 3,8% no PIB, o pior resultado desde 1990. Para 2016, o mercado prevê retração superior a 3%, número que tende a crescer se o governo seguir engessado. "Para a situação se inverter, é preciso que se encaminhe a crise política. Assim vai haver um mínimo de espaço de recuperação. Do jeito que está, a economia não vai se recuperar", diz o economista Luiz Gonzaga Belluzzo.

160313130554 dilma rousseff ap 640x360 ap nocredit temproarioSegundo ele, também é preciso levar em conta os efeitos da Operação Lava Jato sobre as empresas brasileiras de construção pesada. "É como os americanos costumam fazer: eles punem os crimes e fazem as empresas sobreviverem. É uma coisa de bom senso, mas parece que o bom senso existe cada vez menos por aqui", ressalta. Belluzzo também afirma que a presença do ex-presidente Lula na Casa Civil poderia ser um fator de aglutinação política - o que abriria margem para a retomada da economia -, se o Brasil não estivesse assistindo a um período "extraordinário".

"Espero que essa minha expectativa se confirme porque ele [Lula] tem muita capacidade de negociação. Mas hoje estamos assistindo a um período extraordinário. Nunca vi nada desse tipo na minha vida em termos de violação dos cânones do Estado Democrático de Direito, até pelos próprios juízes. É algo muito preocupante", alerta.

Segundo o economista, uma eventual queda da presidente Dilma causaria euforia no setor financeiro em um primeiro momento, mas depois a situação se inverteria. "Os mercados, como de hábito, vão comemorar primeiro para chorar depois". Além disso, agências de rating rebaixaram a nota de crédito do Brasil nos últimos meses, e o atual impasse pode comprometer a credibilidade internacional do país e intimidar investidores.

le-monde-amerique temproarioPolítica externa
Como não poderia deixar de ser, a crise no Brasil já chama a atenção no exterior. Há algumas semanas a mídia internacional dá amplo espaço ao noticiário de Brasília, e o assunto começa a aparecer nas declarações de líderes de outros países. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse esperar que as turbulências no gigante sul-americano sejam resolvidas de maneira que ele "prospere e seja o líder mundial que é".

Na Itália, o assunto foi parar no Parlamento, onde uma deputada afirmou que Lula é "alérgico à justiça" e um senador denunciou uma tentativa de criar "tensão e caos" por parte do poder Judiciário. "Dependendo de como a coisa andar, o Brasil vai começar a ser questionado nos fóruns internacionais e pelos parceiros políticos em razão de uma alegada ruptura democrática", explica Guilherme Casarões, professor de relações internacionais da FGV. De acordo com o especialista, o exterior pode enxergar como ruptura duas saídas opostas: o impeachment de Dilma, que o PT qualifica como "golpe", e a efetivação de Lula na Casa Civil, que poderia ser vista como um ataque à democracia de dentro do próprio governo.

A primeira interpretação é adotada pelos aliados do Partido dos Trabalhadores na região, como a Unasul e o Mercosul. Este último, segundo a chanceler argentina, Susana Malcorra, poderia até realizar uma "desvinculação temporária" do Brasil em caso de impeachment. A segunda ainda é incipiente, mas a nomeação do ex-presidente para o Ministério tem sido vista de maneira negativa pela mídia. "O que eu vi sendo divulgado tem mais a ver com corrupção do que com ruptura da democracia. Algo como Lula embarcando em uma manobra imoral para se safar da justiça", ressalta Casarões.

De qualquer maneira, a imagem da democracia brasileira fica abalada, prejudicando a inserção do país no cenário internacional. "O Brasil sempre teve esse atributo de ser uma nação grande, democrática. O que eu temo em termos de imagem internacional é que o Brasil comece a ser comparado a Rússia e Turquia", completa o professor.

images 7 temproarioJustiça
A crise política que ameaça derrubar Dilma também possui um forte componente jurídico, principalmente pela denúncia do ex-presidente Lula pelo Ministério Público de São Paulo, seguida pelo envio do caso ao juiz federal Sérgio Moro, pela nomeação do petista para a Casa Civil, pela divulgação de grampos e pela batalha de liminares e ações no Supremo para tentar impedir ou permitir a posse do ex-mandatário.

Por conta disso, ambos os lados têm atacado o Judiciário, de acordo com a posição tomada. Aliados de Dilma criticam a publicação de escutas telefônicas envolvendo a presidente e denunciam um "vazamento seletivo" de informações para prejudicar o governo, enquanto alguns passaram a atacar o ministro do STF Teori Zavascki apenas por ele ter determinado que Moro enviasse o "caso Lula" para a Corte.

"Na verdade, o que temos visto é que o Judiciário vai afirmar cada vez mais sua independência perante os demais poderes, e tudo o que vimos nos últimos dias faz com que esse sentimento fique mais forte", diz Adriana Straube, do escritório Straube Advogados. Segundo ela, as críticas do ex-presidente ao STF, a quem chamou de "acovardado", devem apurar cada vez mais esse sentimento de independência dentro do Supremo Tribunal Federal, onde os ministros são indicados pelos inquilinos do Palácio da Alvorada.

"Acredito que isso será bem positivo. Mas o Judiciário precisa ter muito cuidado com toda essa comoção pública e essa vontade de demonstrar independência para que excessos não sejam cometidos", afirma a advogada (ANSA).

 

'Democracia brasileira é madura', diz Obama

download 1000 temproarioEm visita à Argentina, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, evitou emitir qualquer julgamento sobre a crise política no Brasil e disse que o país é "maduro" o bastante para superar esse momento. A declaração foi dada em uma coletiva conjunta com o mandatário argentino, Mauricio Macri, que afirmou esperar que o gigante sul-americano saia "fortalecido" dessas turbulências.

"O Brasil é um país grande, é amigo dos nossos países. A boa notícia é que a democracia brasileira está madura, as leis e as instituições são fortes o suficiente para que isso seja resolvido de maneira que o Brasil prospere e seja o líder mundial que é", ressaltou Obama. No entanto, ele reconheceu que a crise política em Brasília não esteve entre os principais temas de sua reunião com Macri. "Não falamos muito sobre o Brasil", admitiu. Já Macri destacou que acompanha de perto os problemas no vizinho e lembrou que as duas nações são "sócias estratégicas".

"Estamos convencidos de que o Brasil sairá fortalecido dessa crise e esperamos que seja o mais rápido possível", declarou o argentino. Na última segunda-feira (21), a chanceler do país, Susana Malcorra, havia dito que o Mercosul poderia realizar uma "desvinculação temporária" do Brasil em caso de impeachment de Dilma Rousseff.

Contudo, a ministra ressaltou que a hipótese ainda não foi discutida pelo bloco, que deve divulgar em breve uma nota de apoio ao governo brasileiro. Em 2012, o Paraguai foi suspenso do Mercosul por causa da deposição do então presidente Fernando Lugo (ANSA).

Mais artigos...

  1. Projetos miram caixa-preta das tarifas de ônibus
  2. Frutas nativas brasileiras podem ser alternativa de renda
  3. O pêndulo demográfico
  4. Código de Processo Civil entrou em vigor com a promessa de agilizar ações
  5. Promotor da 'Mãos Limpas' elogia Moro e diz temer retaliação
  6. Congresso combate violência obstétrica
  7. Sob a lona, o poder do riso
  8. Projeto de alunos concorre em competição internacional
  9. Oswaldo Cruz, o médico que derrotou o Aedes
  10. Engenheiro define carreira até 3 anos após o primeiro emprego
  11. 58 milhões de devedores estão negativados, indica SPC Brasil
  12. Mulheres lutam por igualdade, mas problemas históricos persistem
  13. Atuações de mulheres no setor de franquias crescem e redes comemoram
  14. Desperdício de comida desafia sociedade moderna
  15. Sífilis avança e deve chegar a quase 42 mil casos entre gestantes neste ano
  16. Quando as emoções entram em pane
  17. Medalha de ouro em Los Angeles, Joaquim Cruz busca sucessor em Brasília
  18. Remédio comum pode salvar da morte vítimas de escorpiões
  19. Voto impresso começa a valer em 2018, mas já é alvo de críticas
  20. PE: mais da metade das famílias de bebês com microcefalia são de baixa renda
  21. Crise de refugiados e violência ameaçaram direitos humanos em 2015
  22. Sistema ajuda portador de deficiência visual a se locomover
  23. Intervenções espirituais e religiosas na saúde são benéficas
  24. Livro resgata ideias econômicas de Roberto Simonsen
  25. Ensino de literaturas africanas precisa de melhorias
  26. Arqueologia na Amazônia elucida mistério de 500 anos
  27. Cérebro induz à escolha de alimentos calóricos para armazenar energia
  28. Obesidade pode interferir na aprendizagem das crianças
  29. Um dia na maior universidade de aviação do mundo
  30. Jornada de refugiados inclui perigos da travessia e desafios da integração
  31. Engraxates ambulantes influenciaram no samba paulistano
  32. Mais tempo para mães de prematuros
  33. Com diferentes estilos e histórias, 355 blocos animam carnaval paulistano
  34. Mesmo com crise, escolas prometem carnaval luxuoso em São Paulo
  35. Perda de emprego leva pessoas para o trabalho informal
  36. Eleição de líderes partidários movimenta retomada dos trabalhos legislativos
  37. Comissões de frente surpreendem por inovações a cada carnaval
  38. Desemprego fecha dezembro em 6,9% e atinge maior taxa para o mês desde 2007
  39. Escolas de samba apostam na especialização para produzir alegorias e adereços
  40. Vegetais: crus ou cozidos?
  41. Ano Novo Chinês: conheça as tradições milenares que marcam a data_a
  42. Travestis comemoram entrada em universidades e esperam diálogo mais saudável
  43. Aída foi a primeira a voar
  44. Aquífero Guarani: estudo analisa as negociações do acordo
  45. Cães reconhecem o significado de expressões emocionais
  46. DOI-Codi sequestra e mata Manoel Fiel e diz que metalúrgico cometeu suicídio
  47. Modernidade traz novos significados aos contos de fadas
  48. Distúrbios na tireoide podem causar ansiedade e depressão
  49. Atletas se destacam pela persistência; relembre momentos das Olimpíadas
  50. Oferta de frutas é similar em regiões ricas e pobres de São Paulo
  51. Pesquisa traça panorama dos acidentes de trânsito no Brasil
  52. Liga acadêmica une teoria e prática em ação para a sociedade
  53. Licença para voar
  54. Economias de aglomeração podem ampliar desigualdade espacial
  55. A supressão da cidadania nas celas
  56. 2015: O ano que o futebol começou a limpar as chuteiras
  57. Crise migratória e atentados terroristas marcam cenário internacional em 2015
  58. Conheça mitos e verdades sobre a osteoporose
  59. Peixe do rio Negro coletado por Alfred Wallace há 160 anos é finalmente descrito
  60. Projeto proíbe revista vexatória de visitante de jovem infrator internado
  61. Pequeno príncipe, grande aviador
  62. Patrimônio histórico nas mãos das Geociências
  63. Mudança no crime organizado ajudou a reduzir homicídios
  64. Universalização da pré-escola traz desafio gigantesco aos municípios
  65. Falta de assistência no nascimento de bebês incomoda mães
  66. Gastar menos energia é melhor ação contra aquecimento global
  67. Revelando o turista-fotógrafo
  68. Cidades pretendem reduzir quase pela metade emissões de CO2 até 2020
  69. O Estatuto do Desarmamento sob ameaça
  70. Getúlio e Collor também passaram por processo de impeachment
  71. Políticas públicas também tratam a saúde como mercadoria
  72. Estudo indica que Zika vírus está cada vez mais eficiente para infectar humanos
  73. Padronizar tamanho de roupas é possível, mostra estudo
  74. Pesquisador investiga a privatização e a concentração de capital no ensino superior
  75. Desmatamento reduz tamanho de peixes em região amazônica
  76. Mobilização marca vida dos encarcerados nas prisões
  77. Decreto regulamenta publicidade de alimentos infantis
  78. Chá verde e cacau protegem contra complicações causadas por diabete
  79. Lei de drogas vem causando lotação no sistema penitenciário
  80. Paleontólogos descrevem anfíbio gigante de 260 milhões de anos
  81. O padre aviador
  82. Presídio paraibano ilustra realidade do cárcere no Brasil
  83. Às vésperas da Rio 2016, legado da Olimpíada ainda é incógnita
  84. Rota de ônibus é definida com base no conforto do passageiro
  85. Filmes levam discussão sobre cultura indígena para a escola
  86. Entenda o que é a microcefalia e porque há um aumento dos casos em Pernambuco
  87. Pesquisas na Argentina dão vantagem ao candidato da oposição Mauricio Macri
  88. Modelo de governança é adaptado para clubes de futebol
  89. Estudante precisará de carteira padronizada para pagar meia
  90. Filha de Carolina de Jesus diz que não conseguiu ler livro mais famoso da mãe
  91. Envelhecimento da população precisa ser priorizado nas políticas públicas
  92. Entenda as novas regras para aposentadoria
  93. Elefante no Cerrado exerceria papel que já foi de mastodontes
  94. Fórmula auxilia médicos a lidarem com pé diabético
  95. Trotes telefônicos podem custar R$ 1 bilhão por ano ao país
  96. Tecnologia 29/10/2015
  97. Pesquisadores criam métodos estatísticos para prever fraudes em operações financeiras
  98. As particularidades da linguagem humorística brasileira
  99. Pílula da USP usada em tratamento contra o câncer divide opiniões
  100. Como identificar infarto, AVC e angina
Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171