ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Vendas no varejo caíram 5,3% em julho

Empresa interessada deverá apresentar projeto de engenharia.

O Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou queda média de 5,3% no movimento de vendas no comércio da capital paulista em julho, em comparação com o mesmo período do ano passado

Isoladamente, as vendas a prazo e à vista tiveram recuos de 5,5% e de 5,1%, respectivamente. No acumulado do ano, o varejo paulistano já apresenta retração média de 4,1% (-3,7% a prazo e -4,5% à vista).
De acordo com Alencar Burti, presidente da ACSP, o desempenho das vendas - sobretudo a prazo - pode ser explicado pela alta dos juros e pela maior restrição ao crédito. “A roda da economia está girando para trás. Para combater a inflação, o Banco Central continuou a subir a taxa de juros. Com isso, o crédito e a produção ficam mais caros, as vendas são afetadas e o desemprego é alimentado, derrubando a confiança do consumidor. Resultado: as pessoas compram cada vez menos. Entramos, assim, num círculo vicioso”.
Julho é o quarto mês seguido de queda, segundo o Balanço de Vendas. Em 2015, o único mês que apresentou saldo positivo foi março. A explicação é o efeito-calendário: em março de 2014 foi realizado o Carnaval, enfraquecendo a base de comparação. Também em razão de efeito-calendário positivo - dois dias úteis a mais - as vendas avançaram em média 4,6% em julho sobre o mês anterior (+1,1% a crédito e +8,1% à vista).

Caixa lança crédito imobiliário para pessoa jurídica

Empresa interessada deverá apresentar projeto de engenharia.

A Caixa Econômica Federal lançou linha de crédito imobiliário, com recursos do FGTS, para beneficiar construtoras e incorporadoras que produzem empreendimentos com unidades residenciais de até R$ 300 mil. O financiamento é de até 80% do valor da obra, limitado a 50% do valor total de vendas, com taxas de juros a partir de 8,5% a.a.
Segundo o vice-presidente de Habitação da Caixa, Teotônio Rezende, o montante disponibilizado será no valor total de R$ 1 bilhão, direcionado a empresas da construção civil que possuam empreendimentos destinados a atender clientes de média renda. “O lançamento da linha reforça o foco da Caixa na habitação voltada para as operações com recursos do FGTS e do Programa Minha Casa Minha Vida”, afirma.
A empresa interessada deverá apresentar o projeto de engenharia, além de documentação para análise de risco, que consta no site (www.caixa.gov.br), área de “Downloads”, opção “Documentos para Avaliação de Crédito – Empresas da Construção Civil”. Deverá ser comprovada, também, a comercialização de, no mínimo, 30% das unidades do empreendimento, até a data da contratação.

Produção industrial fecha 1º semestre com queda de 6,3%

A produção industrial brasileira fechou o primeiro semestre do ano com queda acumulada de 6,3%, informou o IBGE. Em junho, a taxa anualizada (indicador acumulado nos últimos 12 meses) registrou recuo de 5%. Considerando apenas a variação mensal, a produção industrial nacional – em junho – mostrou variação negativa de 0,3% em comparação ao mês imediatamente anterior, após acréscimo de 0,6% em maio último. 

Essa dado inclui o ajuste sazonal, que é o desconto referente ao aumento das vendas de produtos em feriados ou datas comemorativas. Os dados sem o ajuste sazonal mostram que no confronto com igual mês do ano anterior, o total da indústria apontou queda de 3,2%, 16ª taxa negativa consecutiva.
Apesar de significativa, essa queda é menos acentuada do que as observadas em abril, quando houve declínio de 7,9% na produção industrial. Em maio, a queda da produção industrial correspondeu a 8,9% (ABr).

Inflação na cidade

A inflação na cidade de São Paulo, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), teve alta em julho, ficando em 0,85%. Em junho, o índice foi 0,47%. A aceleração foi puxada pelo aumento dos preços relacionados à saúde (1,67%) e habitação (1,33%). Em junho, os itens tinham registrado alta de 0,42% e 0,61%, respectivamente.
Também tiveram aumento em julho, em comparação com junho, os gastos com alimentação (de 0,58% para 0,77%), com transportes (de 0,04% para 0,17%) e educação (de 0,02 para 0,14%). As despesas com vestuário registraram recuo de 0,18% em julho. Em Junho, houve aumento de 0,04%.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171