ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Inflação volta a subir e vai a 0,61% em abril

Os remédios exerceram a principal pressão para a alta de 2,33% do grupo saúde.

A inflação oficial do país, medida pelo IPCA, voltou a subir em abril, ao fechar o mês com alta de 0,61% (menor resultado para os meses de abril desde 2013), resultado 0,18 ponto percentual superior ao de março que foi de 0,43%

Com esse resultado, divulgado pelo IBGE, o IPCA passou a acumular, nos primeiros quatro meses do ano (janeiro/abril), alta de 3,25%, percentual inferior aos 4,56% registrados em igual período do ano passado. Já a taxa acumulada nos últimos doze meses (a inflação anualizada) foi para 9,28%, também abaixo dos 9,39% relativos aos 12 meses imediatamente anteriores. Em abril de 2015, o IPCA havia sido de 0,71%.
A alta de abril foi pressionada pelo aumento dos grupos alimentação e bebidas (alta de 1,09%), e saúde e cuidados pessoais, (variação de 2,33%). Juntos, os dois grupos foram responsáveis 89% do índice do mês, exercendo, contribuição de 0,54 ponto percentual. Entre as principais altas dos produtos alimentícios estão a batata inglesa (13,13%) e o açaí (9,22%). Em contrapartida, o tomate ficou 15,26% mais barato de março para abril. Os remédios exerceram a principal pressão para a alta de 2,33% do grupo saúde e cuidados pessoais, ao subir 6,26%, o mais elevado resultado de grupo. A alta dos remédios refletiu parte do reajuste de 12,5% autorizado pelo governo e que entrou em vigor a partir do dia 1o de abril.
Grande vilã do IPCA de 2015 com alta superior a 50% no período e com contribuição decisiva para que o índice fechasse o ano passado em 10,67%, a energia elétrica encerrou abril com deflação (inflação negativa) de 3,11%, em relação a março. Foi o item que exerceu o mais expressivo impacto para baixo (-0,12 ponto percentual). Este comportamento se deve ao fim da cobrança extra da bandeira tarifária, já que, a partir de 1º de abril, o valor de R$ 1,5 por cada 100 kilowatts-hora (KWh) consumidos, referente à bandeira amarela, deixou de ser cobrado. Além da energia, outros itens sobressaem com queda de preços, como etanol (-4,89%), excursão (-2,21%) e cigarro (-0,99%).

Atacado paulista fechou 1.704 empregos formais em fevereiro

Em fevereiro, o comércio atacadista no Estado de São Paulo registrou diminuição de 1.704 empregos com carteira assinada, resultado de 14.166 admissões e 15.870 desligamentos. É a primeira vez, desde 2009, que o resultado fica negativo neste período do ano, como revela a inédita Pesquisa de Emprego no Comércio Atacadista do Estado (PESP Atacado).
Com isso, o estoque de trabalhadores do comércio atacadista no Estado atingiu 496.466 no mês, o patamar mais baixo desde março de 2013, quando eram 496.278 funcionários ativos no setor. Somando os dois primeiros meses deste ano, o saldo negativo atinge 2.950 empregos, pior primeiro bimestre desde 2007. No saldo acumulado de março de 2015 a fevereiro deste ano, foram eliminados quase 20 mil vínculos empregatícios no atacado paulista.
A pesquisa é realizada mensalmente pela FecomercioSP com base nos dados do Ministério do Trabalho e das informações sobre movimentação declaradas pelas empresas do atacado paulista. Todas as dez atividades pesquisadas em fevereiro apresentaram queda no estoque de empregos na comparação com o mesmo mês de 2015. Os destaques negativos foram as atividades de eletrônicos e equipamentos de uso pessoal (-7,6%); tecidos, vestuário e calçados (-7%); e o segmento de material de construção, madeira e ferramentas (-6,8%).

 
 
 

Mais artigos...

  1. Economia 06/05/2016
  2. Economia 05/05/2016
  3. Economia 04/05/2016
  4. Economia 03/05/2016
  5. Economia 30/04 a 02/05/2016
  6. Economia 29/04/2016
  7. Economia 27/04/2016
  8. Economia 26/04/2016
  9. Economia 16/04/2016
  10. Economia 21 a 25/04/2016
  11. Economia 20/04/2016
  12. Economia 19/04/2016
  13. Economia 16 a 18/04/2016
  14. Economia 15/04/2016
  15. Economia 14/04/2016
  16. Economia 13/04/2016
  17. Economia 12/04/2016
  18. Economia 09 a 11/04/2016
  19. Economia 08/04/2016
  20. Economia 07/04/2016
  21. Economia 06/04/2016
  22. Economia 05/04/2016
  23. Economia 02 a 04/04/2016
  24. Economia 01/04/2016
  25. Economia 31/03/2016
  26. Economia 30/03/2016
  27. Economia 29/03/2016
  28. Economia 25 a 28/03/2016
  29. Economia 24/03/2016
  30. Economia 23/03/2016
  31. Economia 22/03/2016
  32. Economia 19 a 21/03/2016
  33. Economia 18/03/2016
  34. Economia 17/03/2016
  35. Economia 16/03/2016
  36. Economia 15/03/2016
  37. Economia 12 a 14/03/2016
  38. Economia 11/03/2016
  39. Economia 10/03/2016
  40. Economia 09/03/2016
  41. Economia 08/03/2016
  42. Economia 05 a 07/03/2016
  43. Economia 04/03/2016
  44. Economia 03/03/2016
  45. Economia 02/03/2016
  46. Economia 01/03/2016
  47. Economia 27 a 29/02/2016
  48. Economia 26/02/2016
  49. Economia 25/02/2016
  50. Economia 24/02/2016
  51. Economia 23/02/2016
  52. Economia 20 a 22/02/2016
  53. Economia 19/02/2016
  54. Economia 18/02/2016
  55. Economia 17/02/2016
  56. Economia 16/02/2016
  57. Economia 13 a 15/02/2016
  58. Economia 12/02/2016
  59. Economia 06 a 10/02/2016
  60. Economia 05/02/2016
  61. Economia 11/02/2016
  62. Economia 03/02/2016
  63. Economia 02/02/2016
  64. Economia 30/01 a 01/02/2016
  65. Economia 29/01/2016
  66. Economia 28/01/2016
  67. Economia 27/01/2016
  68. Economia 23 a 26/01/2016
  69. Economia 22/01/2016
  70. Economia 21/01/2016
  71. Economia 20/01/2016
  72. Economia 19/01/2016
  73. Economia 16 a 18/01/2016
  74. Economia 15/01/2016
  75. Economia 14/01/2016
  76. Economia 13/01/2016
  77. Economia 12/01/2016
  78. Economia 09 a 11/01/2016
  79. Economia 08/01/2016
  80. Economia 07/01/2016
  81. Economia 06/01/2016
  82. Economia 05/01/2016
  83. Economia 31/12/2015 a 04/01/2016
  84. Economia 30/12/2015
  85. Economia 29/12/2015
  86. Economia 24 a 28/12/2015
  87. Economia 23/12/2015
  88. Economia 22/12/2015
  89. Economia 19 a 21/12/2015
  90. Economia 18/12/2015
  91. Economia 17/12/2015
  92. Economia 16/12/2015
  93. Economia 115/12/2015
  94. Economia 12 a 14/12/2015
  95. Economia 11/12/2015
  96. Economia 10/12/2015
  97. Economia 09/12/2015
  98. Economia 08/12/2015
  99. Economia 05 a 07/12/2015
  100. Economia 04/12/2015
Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171