ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Caíram os preços de frutas, verduras e pescados

Cairam temproario

Produtos vendidos no atacado da Ceagesp tiveram queda média de 3,1%.

Os produtos vendidos no comércio atacadista da Ceagesp apresentaram queda média de 3,1% em maio sobre abril último, segundo pesquisa Índice de Preços. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, houve alta de 11,96% e, e, nos últimos 12 meses, aumento de 29,14%. As reduções ocorreram nos setores de frutas, verduras e pescados.
No segmento das frutas, os preços recuaram em média 6,53% com destaque para o mamão formosa (-37,8%), uva rubi (-34,3%), uva niagara (-27,2%), banana nanica (-24,2%) e melancia (-19,1%). Em contrapartida, subiram os preços da goiaba vermelha (33,9%), manga tommy (33,5%), limão taiti (29,2%) e abacate (18,2%).
Os preços das verduras apresentaram retração de 15,17%. Já os legumes tiveram alta de 13,24%, puxada pelas chuvas nas regiões produtoras. Os pescados ficaram em média 1,21% mais baratos e entre as principais baixas estão a tainha (18,2%),o robalo (18,1%), a espada (-15,1%) e a pescada (-14,4%). As principais altas foram da lula (81,3%), atum (34,1%) e badejo (20,3%).
E, no setor de diversos, os preços tiveram correção média de 8,37%. A Ceagesp informou, ainda, que o volume comercializado em maio diminuiu 4,47%, sobre o mesmo mês do ano passado com um total de 256.376 toneladas ante 268.364 vendidas em maio de 2015. De janeiro a maio deste ano, foram negociadas 1.339.442 toneladas, volume 4,2% abaixo do registrado em igual período do ano passado (ABr).

Emprego no varejo volta ao patamar de 2012

A crise econômica, que se instalou por último no setor terciário da economia, vem mostrando todo seu poder de destruição de empregos. Em abril deste ano, o varejo da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) passou a empregar 996.652 trabalhadores formais, voltando ao patamar de setembro de 2012, ou seja, um retrocesso de quase quatro anos. É o que aponta estudo da FecomercioSP. Com isso, o comércio varejista, atacadista e o setor de serviços empregaram, juntos, 9.998.322 trabalhadores formais em março de 2016, ante 10.258.265 no mesmo mês de 2015.
Desde agosto de 2013 o comércio varejista ofertava mais de 1 milhão de vagas de trabalho (com o recorde de 1.052.259 postos em dezembro de 2014) na RMSP. O resultado dos últimos meses pode ser explicado pela falta de confiança, de investimentos, recuo dos financiamentos, retração do PIB e desequilíbrio macroeconômico, com enorme déficit fiscal e inflação acima da meta por muito tempo.
A assessoria econômica de FecomercioSP ressalta que tudo isso fez com que o varejo, somente nos primeiros quatro meses deste ano, fechasse quase 29 mil empregos com carteira assinada na RMSP. Infelizmente não há perspectivas de recuperação no curto prazo, mas, por outro lado, aparentemente os piores momentos estão ficando para trás e existe a possibilidade de que se estanque o problema. Não vai haver melhora rápida, mas parece que ao menos vamos, gradativamente, parar de piorar.

Continua em queda a produção da indústria eletroeletrônica

A produção do setor eletroeletrônico apontou retração de 15,9% em abril na comparação com o mesmo mês de 2015. Esta foi a 23ª queda consecutiva. O resultado é decorrente de uma retração de 24,8% na produção da indústria eletrônica e de 8,7% na indústria elétrica, segundo dados divulgados pelo IBGE e agregados pela Abinee. O presidente da entidade, Humberto Barbato, observa que o resultado é ainda mais alarmante ao se levar em conta a base de comparação de 2015, quando o setor já teve um desempenho ruim. “Este é um sinal claro de que o momento atual é dificílimo”, diz.
No acumulado dos quatro primeiros meses de 2016, a queda foi de 24,2% na comparação com o mesmo período de 2015, resultado do recuo de 32,6% da indústria eletrônica e do decréscimo de 17,3% na atividade da indústria elétrica. Segundo os números da Abinee, a retração total do setor foi mais acentuada do que a da produção da indústria geral (-10,5%) e da indústria de transformação (-9,8%). No acumulado dos últimos 12 meses do ano, a queda da produção da indústria eletroeletrônica alcançou 23,5.

 

Mais artigos...

  1. Economia 04 a 06/06/2016
  2. Economia 03/06/2016
  3. Economia 02/06/2016
  4. Economia 01/06/2016
  5. Economia 31/05/2016
  6. Economia 26 a 30/05/2016
  7. Economia 25/05/2016
  8. Economia 24/05/2016
  9. Economia 21 a 23/05/2016
  10. Economia 20/05/2016
  11. Economia 19/05/2016
  12. Economia 18/05/2016
  13. Economia 17/05/2016
  14. Economia 14 a 16/05/2016
  15. Economia 13/05/2016
  16. Economia 12/05/2016
  17. Economia 11/05/2016
  18. Economia 10/05/2016
  19. Economia 07 a 09/05/2016
  20. Economia 06/05/2016
  21. Economia 05/05/2016
  22. Economia 04/05/2016
  23. Economia 03/05/2016
  24. Economia 30/04 a 02/05/2016
  25. Economia 29/04/2016
  26. Economia 27/04/2016
  27. Economia 26/04/2016
  28. Economia 16/04/2016
  29. Economia 21 a 25/04/2016
  30. Economia 20/04/2016
  31. Economia 19/04/2016
  32. Economia 16 a 18/04/2016
  33. Economia 15/04/2016
  34. Economia 14/04/2016
  35. Economia 13/04/2016
  36. Economia 12/04/2016
  37. Economia 09 a 11/04/2016
  38. Economia 08/04/2016
  39. Economia 07/04/2016
  40. Economia 06/04/2016
  41. Economia 05/04/2016
  42. Economia 02 a 04/04/2016
  43. Economia 01/04/2016
  44. Economia 31/03/2016
  45. Economia 30/03/2016
  46. Economia 29/03/2016
  47. Economia 25 a 28/03/2016
  48. Economia 24/03/2016
  49. Economia 23/03/2016
  50. Economia 22/03/2016
  51. Economia 19 a 21/03/2016
  52. Economia 18/03/2016
  53. Economia 17/03/2016
  54. Economia 16/03/2016
  55. Economia 15/03/2016
  56. Economia 12 a 14/03/2016
  57. Economia 11/03/2016
  58. Economia 10/03/2016
  59. Economia 09/03/2016
  60. Economia 08/03/2016
  61. Economia 05 a 07/03/2016
  62. Economia 04/03/2016
  63. Economia 03/03/2016
  64. Economia 02/03/2016
  65. Economia 01/03/2016
  66. Economia 27 a 29/02/2016
  67. Economia 26/02/2016
  68. Economia 25/02/2016
  69. Economia 24/02/2016
  70. Economia 23/02/2016
  71. Economia 20 a 22/02/2016
  72. Economia 19/02/2016
  73. Economia 18/02/2016
  74. Economia 17/02/2016
  75. Economia 16/02/2016
  76. Economia 13 a 15/02/2016
  77. Economia 12/02/2016
  78. Economia 06 a 10/02/2016
  79. Economia 05/02/2016
  80. Economia 11/02/2016
  81. Economia 03/02/2016
  82. Economia 02/02/2016
  83. Economia 30/01 a 01/02/2016
  84. Economia 29/01/2016
  85. Economia 28/01/2016
  86. Economia 27/01/2016
  87. Economia 23 a 26/01/2016
  88. Economia 22/01/2016
  89. Economia 21/01/2016
  90. Economia 20/01/2016
  91. Economia 19/01/2016
  92. Economia 16 a 18/01/2016
  93. Economia 15/01/2016
  94. Economia 14/01/2016
  95. Economia 13/01/2016
  96. Economia 12/01/2016
  97. Economia 09 a 11/01/2016
  98. Economia 08/01/2016
  99. Economia 07/01/2016
  100. Economia 06/01/2016

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171