ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

BB renegocia R$ 1 bilhão em dívidas pela internet

Mais de 100 mil clientes, entre empresas e pessoas físicas, fizeram a renegociação de dívidas online.

O Banco do Brasil (BB) conseguiu renegociar mais de R$ 1 bilhão de dívidas em atraso por meio da internet

Mais de 100 mil clientes, entre empresas e pessoas físicas, fizeram a renegociação por meio da ferramenta online. O banco também pretende ampliar a ferramenta para permitir a renegociação de dívidas que não estão em atraso. A ideia é fazer a ampliação no final de setembro.
Segundo o vice-presidente de Controles Internos e Gestão de Riscos do banco, Walter Malieni Júnior, 50% dos clientes que entram no portal de renegociação estão adimplentes. “Pode ser por curiosidade, mas também pode ser um indicativo de comportamento de alguém que está com medo de ter dificuldade”. Atualmente, a ferramenta permite que clientes com dívidas com o banco acessem a ferramento no autoatendimento pela internet, onde é possível consultar o saldo devedor e o número de parcelas em atraso dessas operações, o valor de tarifas pendentes – além de simular as condições para um acordo de renegociação.
Segundo Malieni Júnior, antes do lançamento da ferramenta, muitos clientes procuravam o Procon para questionar uma dívida e as soluções oferecidas estavam disponíveis no próprio banco. Por isso, foi lançada a ferramenta para que o cliente pudesse fazer a renegociação. “O tema é constrangedor por natureza. Na pequena empresa, você tem gestão familiar e é o mesmo constrangimento. Pela internet, é mais cômodo e o cliente escolhe o tempo dele” (ABr).

Empresa chinesa vence leilão de transmissão de energia na Aneel

A empresa terá concessão de 30 anos.

A empresa chinesa State Grid Brazil Holding S/A venceu o leilão de transmissão de energia feito na BM&F Bovespa, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A companhia ofereceu R$ 988 milhões, deságio de 19%, para 2.550 km de linhas de transmissão e 7.800 megawatts (MW) de capacidade instalada nos estados do Pará, Tocantins, de Goiás, Minas Gerais e do Rio de Janeiro.
A empresa terá concessão de 30 anos a partir da celebração do contrato. A previsão de investimentos é da ordem de R$ 7 bilhões, com prazo de conclusão para as obras de 50 meses e geração de 16,8 mil empregos diretos. Para o leilão, a Receita Anual Permitida (RAP), ou seja, receita a qual a transmissora terá direito pela prestação do serviço público, máxima foi R$ 1,2 bilhão para o lote único. Outra participante do certame, a Abengoa Concessões Brasil Holding S/A, ofertou 1,049 bilhão, com deságio de 14%. O consórcio Xingu não fez proposta.
A transmissão de energia para o lote leiloado contempla o segundo bipolo do sistema de transmissão para o escoamento da energia gerada pela usina Hidrelétrica de Belo Monte. O bipolo levará essa energia até a Estação Terminal Rio, que será construída na cidade de Paracambi, no estado do Rio de Janeiro. Entre os benefícios do projeto está o aumento da energia na Região Metropolitana do Rio, e melhora da confiabilidade no sistema para as Regiões Norte e Sudeste (ABr).

Suriname e Guiana vão entrar no Mercosul

Os países membros do Mercosul, Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela, assinaram acordo para incluir o Suriname e a Guiana como associados ao bloco. Também foi assinado novo protocolo para a inclusão da Bolívia no bloco. Como os parlamentos da Argentina, do Uruguai e da Venezuela já haviam aprovado a inclusão do país no bloco, não será necessária nova ratificação.
No caso do Brasil e do Paraguai, o Congresso de cada país ainda terá que aprovar a inclusão da Bolívia. Atualmente, a Bolívia é classificada como país associado, em processo de inclusão. A 48ª edição da Cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados foi realizada no Palácio do Itamraty, em Brasília.
A Cúpula de Chefes de Estado encerra a presidência Pro Tempore Brasileira do Mercosul, exercida durante o primeiro semestre de 2015. Ao final da Cúpula, a Presidência Pro Tempore do bloco será transferida para o Paraguai. Integram o Mercosul todos os países sul-americanos, como Estados Partes ou como Estados Associados (ABr).

Emprego na indústria caiu 1% em maio
 

O emprego industrial no Brasil acumulou retração de 5% de janeiro a maio deste ano, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário na Indústria. O emprego industrial fechou o mês de maio deste ano com queda de 1%, em relação a abril, o quinto resultado negativo consecutivo nesta base de comparação. A queda atingiu 5,8% na comparação com maio do ano passado.
Com isso, no ano, o acumulado de diminuição do pessoal ocupado atingiu 4.4%, nos últimos 12 meses. O recuo nesse mês foi o mais intenso desde fevereiro de 2009, quando a taxa de pessoal ocupado assalariado atingiu queda de 1,3%. O número de horas pagas também teve taxas negativas: queda de 1,3% em relação a abril deste ano; de 6,6% em comparação a maio de 2014; e de 5,6% no ano (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171