ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Serviços caem 3,6% em 2015, revela pesquisa do IBGE

As atividades do setor de serviços continuam em queda.

As atividades do setor de serviços continuam em queda. Em todo o país, em dezembro, o volume de serviços recuou 5% na comparação com o mesmo período de 2014, um pouco menos do que em novembro (6,4%) e outubro (5,8%)

A informação foi divulgada pelo IBGE. Março foi o único mês de 2015 com desempenho positivo. No ano e no acumulado de 12 meses, as perdas atingem 3,6%.
Eentre os cinco setores analisados para compor o indicador, o item outros serviços teve a maior queda: 10%. Em seguida, estão os serviços profissionais, administrativos e complementares (-8,8%), serviços de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correios (-6.7%), além de serviços prestados às famílias (7%). Já o desempenho do segmento serviços de informação e telecomunicação teve um resultado um pouco melhor: -0,4%.
Com os dados de dezembro fechados, o IBGE constata o “desaquecimento do setor entre 2014 e 2015, com reduções seguidas das taxas de crescimento de volume, atingindo -5,7% no 4º trimestre de 2015”. O índice é o menor nessa comparação, indica a pesquisa. A receita nominal do setor serviços aumentou 0,3% em dezembro em relação a dezembro de 2014, depois de cair 0,9% em novembro e 0,4% em outubro. A taxa acumulada da receita nominal, no período de um ano e também no de 12 meses, subiu 1,3% (ABr).

IGP-10 mostra que inflação de fevereiro sobe 1,55%

IGP-10 mostra que inflação de fevereiro subiu.

O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) acelerou em fevereiro e registrou variação de 1,55%, informou o Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV). O indicador ficou acima da marca de janeiro, quando foi de 0,69%, e também superou fevereiro de 2015, mês em que variou 0,43%. Com o resultado, subiu para 12,05% a variação de preços acumulada nos últimos 12 meses, e, nos dois primeiros meses de 2016, a inflação medida pelo indicador já acumula 2,24%.
O aumento da taxa de variação se deu em todos os índices que compõem o IGP-10. O Índice de Preços ao Produtor Amplo passou de 0,63% em janeiro para 1,69% em fevereiro. Bens finais, intermediários e matérias-primas brutas variaram acima do índice geral, puxando o resultado para cima.
Já o Índice de Preços ao Consumidor acelerou de 1,05% para 1,64%, com destaque para a variação do grupo transportes, em que a inflação passou de 0,77% para 2,26% principalmente por causa dos reajustes dos ônibus urbanos. O Índice Nacional de Custo da Construção (Incc) também teve alta em fevereiro - 0,37% contra 0,22% em janeiro. Mão de obra, materiais, equipamentos e serviços aumentaram mais em fevereiro que em janeiro.
O IGP-10 é calculado pelo Ibre a partir de dados coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência. Os resultados divulgados hoje se referem ao período de 11 de janeiro a 10 de fevereiro (ABr).

 Produção de motocicletas caiu 37,8% em janeiro

A produção de motocicletas caiu 37,8% em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado, informou a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). Foram produzidas 75.959 motocicletas no mês passado.
Na comparação com dezembro, quando foram produzidas 50.633 unidades, houve crescimento de 50%, pois as fábricas estavam em férias parciais. No atacado, foram vendidas 58.801 motocicletas em janeiro, o que representa retração de 43,6% frente ao primeiro mês de 2015. Em relação a dezembro, houve queda de 15,1%.
As vendas externas registraram expansão de 53,4% em relação a janeiro de 2015, chegando a 3.336 unidades. No comparativo com dezembro do ano passado, houve queda de 43,9%, com venda de 5.944 motocicletas para o exterior (ABr).

 
 
Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171