ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Setor atacadista tem segundo mês de recuperação

Presidente da ABAD, José do Egito Frota Lopes Filho.

O faturamento do segmento atacadista distribuidor cresceu, em termos nominais, 2,3% em outubro na comparação com o mesmo mês de 2014

Nessa base de comparação, em setembro, o avanço havia sido de 0,4%. Ainda, segundo dados nominais da pesquisa mensal da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD), apurada pela Fundação Instituto de Administração (FIA), houve crescimento de 6,3% em outubro em relação a setembro e queda de 1,3% no acumulado do ano até outubro em comparação ao mesmo período do ano passado.
Os indicadores correspondem às expectativas da ABAD, que esperava recuperação do setor no último quadrimestre. Em outubro, a base de comparação mais fraca permitiu que o faturamento acumulado no ano venha aos poucos recuperando as perdas. “Em vista do momento econômico, o resultado foi satisfatório”, diz o presidente da ABAD, José do Egito Frota Lopes Filho. Os dados de outubro também mostram recuperação gradual dos resultados negativos. Na comparação com setembro, o faturamento cresceu 5,5%. No acumulado até outubro, em comparação ao mesmo período do ano passado, a queda atinge 9,2%.
Em relação ao fim do ano, José do Egito é otimista. “Talvez não consigamos repor completamente a inflação do período, mas estamos confiantes de que já saímos de um período de perdas para uma etapa de recuperação, que deve se consolidar com os resultados de novembro e dezembro”. Se o período de Natal for favorável, é bem possível que o setor encerre 2015 com desempenho estável em relação a 2014, o que, diante da retração econômica, é considerado um bom resultado.

FMI inclui Yuan em pacote de divisas

YUAN temporario

O Fundo Monetário Internacional adicionou a moeda chinesa Yuan como lista de reserva para os bancos centrais. Em comunicado, o Fundo explicou que yuan “cumpre os atuais critérios” para ser incluído no grupo e que decisão reflete “os progressos realizados pelas autoridades chinesas nos últimos anos para reformar o seu sistema monetário e financeiro”.
Essa é a quinta moeda adotada pelo fundo, após o dólar, o euro, a libra esterlina e o iene. Especialistas acreditam que, dessa forma, o Yuan pode se tornar um dia tão forte quanto as divisas dos Estados Unidos e do Reino Unido e que essa se trata de uma vitória simbólica para o governo de Pequim.
Recentemente, o presidente chinês Xi Jinping, disse acreditar que a medida irá “melhorar a sistema financeiro internacional e garantir a estabilidade financeira global”. Economistas da FMI acreditam que a decisão pode encorajar os líderes chineses a diminuir o controle do Yuan. Mudança entrará em vigor em outubro do próximo ano (ANSA).

DIRIGIR NA FAIXA DE ÔNIBUS VIRA INFRAÇÃO GRAVÍSSIMA

Carro particular em corredor de transporte coletivo já é infração gravíssima. O motorista pode ter o veículo removido, além de acumular sete pontos na carteira de habilitação e pagar multa de R$ 574. Antes, a multa era de R$ 85, a infração era considerada leve e resultava em quatro pontos na carteira. As alterações no Código de Trânsito Brasileiro foram publicadas no Diário Oficial da União.
Além disso, condutores que exercem atividade remunerada, habilitados nas categorias C, D ou E, serão convocados pelo órgão executivo de trânsito estadual a participar de curso preventivo de reciclagem sempre que, no período de um ano, atingirem 14 pontos na carteira. Concluído o curso, os motoristas terão os pontos zerados. 
A pessoa jurídica concessionária ou permissionária de serviço público tem o direito de ser informada dos pontos dos motoristas que integrem seu quadro funcional, exercendo atividade remunerada ao volante. Outra mudança na lei diz que motoristas que exercem atividade remunerada serão multados se fizerem a cobrança da tarifa com o veículo em movimento. A infração é considerada média.

 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171