ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Mercado de trabalho do setor de serviços tem melhor ano desde 2013

O setor de serviços no Estado de São Paulo eliminou 56.032 vagas com carteira assinada em dezembro, resultado de 143.551 admissões contra 199.583 desligamentos, interrompendo cinco altas mensais seguidas.

Mercado temproario

Novos postos foram criados durante 2018, o melhor resultado de um ano fechado desde 2013. Foto: Carlos Alberto/Imprensa MG

Por outro lado, 115.309 vagas foram criadas ao longo de 2018. Com isso, o setor encerrou o mês com um estoque ativo de 7.416.743 vínculos celetistas, aumento de 1,6% em relação ao mesmo período de 2017. Os dados compõem a pesquisa realizada mensalmente pela FecomercioSP, com base nos dados do Caged e da Rais.

Todas as 12 atividades analisadas registraram mais desligamentos do que admissões em dezembro, com destaque para educação (-23.529 vínculos) e transporte e armazenagem (-9.936 vínculos). Em relação ao mesmo período de 2017, apenas o serviço de administração pública, defesa e seguridade social (-0,3%) sofreu leve variação negativa no estoque de vínculos. Em contrapartida, as atividades de informação e comunicação (3,8%) e de serviços médicos, odontológicos e sociais (3,4%) apontaram as maiores taxas de crescimento na mesma base comparativa.

Segundo a assessoria econômica da FecomercioSP, apesar da retração de vínculos no mês de dezembro, 115.309 novos postos de trabalho foram criados durante o ano de 2018, o melhor resultado de um ano fechado desde 2013. Além disso, dos 12 grupos de atividades avaliadas, 11 apontaram mais admissões que desligamentos no ano. Para a Entidade, o emprego no setor de serviços aumentou porque o segmento é transversal na economia, atende a todos os outros ramos e se beneficia de uma aceleração, ainda que tímida, consistente no ambiente econômico atual.

Segundo a Federação, as vagas perdidas nos piores períodos de crise (2015 e 2016) estão sendo recuperadas. Entre os anos de 2017 e 2018 já houve restituição de metade dos vínculos encerrados nos anos anteriores. A expectativa é de que a economia continue crescendo e de que novas contratações sejam efetivadas em 2019, até que se recupere a totalidade das vagas perdidas durante a crise (AI/FecomercioSP).

Ecommerce de veículos usados atingiu R$ 30 bilhões

Ecommerce temproario

O valor médio nas transações em 2018 foi de R$ 29 mil por veículo arrematado. Foto: E-Commerce News

O comércio eletrônico de veículos usados no Brasil atingiu a cifra de R$ 30 bilhões em negócios no ano de 2018. O faturamento é 66% maior em relação ao período do exercício anterior, quando as vendas somaram R$ 18 bilhões. Segundo dados da Auto Avaliar, plataforma líder de comercialização de veículos seminovos entre concessionárias e lojistas, as distribuidoras comercializaram no ano cerca de 786 mil automóveis pelo sistema de gestão de estoque da empresa, um crescimento de 67% em comparação com 2017.

Somente no pregão online da companhia, foram repassados aproximadamente 118 mil veículos usados aos revendedores multimarcas no País. O valor médio nas transações em 2018 foi de
R$ 29 mil por veículo arrematado. A plataforma B2B da Auto Avaliar é utilizada atualmente por mais de 2,5 mil concessionárias de veículos e cerca de 30 mil lojistas multimarcas no Brasil.

Segundo JR Caporal, CEO da Auto Avaliar, as concessionárias brasileiras estão reinventando seus negócios com a aposta nos seminovos. “Para se ter uma ideia, a rentabilidade dos nossos clientes com o repasse de veículos chega a dobrar, impulsionado especialmente pela gestão eficiente e controle efetivo na operação”, acrescenta Caporal.
Fonte: (www.autoavaliar.com.br).

Justiça suspende aumento das tarifas de ônibus em SP

Em decisão liminar, a juíza Carolina Martins Clemêncio Duprat Cardoso, da 11ª Vara de Fazenda Pública, suspendeu o aumento no valor das tarifas das passagens de ônibus na capital paulista de R$ 4 para R$ 4,30. A medida estava em vigor desde 7 de janeiro. A decisão atende a uma ação civil pública impetrada pela Defensoria Pública de São Paulo.
No pedido, os defensores contestam o reajuste das tarifas por ser superior a inflação e beneficiar empresas que foram contratadas sob regime emergencial. A liminar publicada na noite de quarta (13).

Na decisão, a juíza diz que a administração municipal não apresentou fatos que justifiquem o aumento das tarifas para contratos que foram renovados de forma emergencial poucos meses antes, em julho de 2018.
Segundo a administração municipal, a medida foi adotada para recompor as perdas causadas pela falta de reajuste em 2016 e 2017, quando o preço das passgens foi mantido em R$ 3,80.

Setor de eletroeletrônicos registra crescimento de 5% em 2018

O volume de vendas do setor de eletroeletrônicos, que representa cerca de 3,34% do PIB do País, cresceu em média 5% no ano passado em relação a 2017. Os dados são da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros). Para José Jorge do Nascimento, presidente da entidade, foi um bom desempenho.

A linha branca, representada por fogão, lavadora de roupa e geladeira, passou no período de 13,9 milhões de unidades para 14,6 milhões, o equivalente a um crescimento de 5%. No segmento ar condicionado, o modelo janela saiu de 251 mil em 2017 para 416 ao final de dezembro passado, com expressivo crescimento de 65%. Já a linha split ampliou a quantidade de produtos de 3 milhões para 3,1 milhões de unidades, um aumento de 3%.

Na linha marrom, a produção de televisores teve aumento de 1% no período, saindo de 11,3 milhões de unidades em 2017 para 11,5 milhões em 2018. Outro produto ligado ao calor acima da média, os ventiladores, passaram de 9,8 milhões de unidades para 10,4 milhões no mesmo período, o que representa aumento de 6%.

Sobre a desempenho da economia, o presidente da Eletros disse estar bastante otimista. “Temos certeza de que as coisas seguirão bem e que estamos no caminho correto. O Brasil precisa retomar investimentos, voltar a contratar os trabalhadores. Nesse sentido, estamos totalmente abertos ao diálogo e sempre dispostos a apoiar o governo em suas decisões” (AI/Eletro).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171