ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Prefeitura retoma concessão do Ibirapuera e de mais 5 parques

A Prefeitura de São Paulo anunciou ontem (8) a retomada da concessão para a iniciativa privada do Ibirapuera e outros cinco parques na capital paulista.

Prefeitura temproario

Parque do Ibirapuera é um dos espaços mais procurados e valorizados de São Paulo. Foto: Marcelo Camargo/ABr

O edital havia sido suspenso em julho do ano passado devido a divergências com o então governador Márcio França. Entre os pontos em disputa estavam os estacionamentos, com um potencial de receitas avaliado em R$ 5 milhões por ano.

A licitação passa para a iniciativa privada os serviços de gestão, operação e manutenção dos parques do Ibirapuera (zona sul), Lajeado (zona leste), Eucaliptos (zona sul), Jacintho Alberto (zona norte), Tenente Brigadeiro Faria Lima (zona sul) e Jardim Felicidade (zona norte). A prefeitura prevê que a concessionária faça investimentos de R$ 167 milhões nas áreas.

A empresa vencedora poderá explorar os serviços prestados aos usuários dos espaços, como alimentação e estacionamentos. O Ibirapuera conta ainda com espaços culturais e para eventos, como a Oca, o Auditório e o Planetário. O acesso às áreas verdes deve permanecer gratuito. O contrato terá validade de 35 anos, com um valor de R$ 1,26 bilhão. A prefeitura espera economizar R$ 1,08 bilhão com despesas relativas às áreas e receber R$ 85 milhões com o pagamento das outorgas pelos parques.

O edital para a concorrência internacional ficará aberto por 60 dias, quando haverá o recebimento e análise das propostas. O valor mínimo para primeira parcela de outorga é de R$ 2,1 milhões. A concessionária também deverá pagar uma outorga variável a partir das receitas obtidas com os serviços prestados nos parques (ABr).

Municípios do agronegócio lideram crescimento do PIB

Municipios temproario

As regiões produtoras agrícolas cresceram entre 2010 e 2013, o dobro da média do país. Foto: Nilton Pires Araujo/Embrapa

Dados do IBGE referentes ao PIB Municipal de mais de 5 mil municípios mostram forte crescimento nas principais regiões agrícolas. Levantamento com base no valor nominal do PIB de 2016 revelou que 82% dos municípios brasileiros classificados como os maiores produtores do agro tiveram crescimento nominal superior à taxa anual do PIB do país, que foi de 4,4 % entre 2014 e 2016. Quando isolados os 100 maiores produtores agrícolas, o crescimento médio foi de 9,81%, no período. Esses municípios respondem por 7,2% do PIB do país, e por 27,5% do Valor Bruto da Produção (VBP Lavouras).

O levantamento de acordo com o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, José Garcia Gasques, combina as informações do PIB Municipal com as da Produção Agrícola Municipal (PAM), referentes às lavouras permanentes e temporárias em 2017. “Trabalho semelhante a este, foi feito em 2016, quando verificou-se que as regiões produtoras agrícolas cresceram entre 2010 e 2013, o dobro da média do país”, lembrou Gasques.

“Em diversos municípios do Nordeste, o valor da produção agropecuária teve acentuada redução em 2017. Isso ocorreu muito fortemente entre os que integram a região chamada Matopiba, considerada importante área de expansão da fronteira agrícola”, disse Gasques. “Nos estados da Bahia, Piauí e Maranhão, muito afetados pelas secas ocorridas nos últimos anos, a redução de safras foi muito forte ocasionando redução do valor da produção”, afirmou (MAPA).

Presidente do Banco Mundial renuncia de maneira inesperada

O presidente do Banco Mundial, o americano Jim Yong Kim, abandonou o cargo de maneira inesperada, mais de três anos antes do final de seu atual mandato, e deixa uma das maiores instituições multilaterais do mundo com o futuro incerto. “Foi uma grande honra servir como presidente dessa instituição marcante, cheia de indivíduos apaixonados, dedicados à missão de dar fim à pobreza extrema durante nossas vidas”, afirmou Kim em um comunicado.

A renúncia, válida a partir de 1º de fevereiro, antecipa o fim do mandato de seis anos e pode dar ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, influência sobre o futuro líder da instituição global. Kim encabeçava o Banco Mundial desde 2012 e, agora, deve integrar a equipe de uma empresa com foco em investimento em países em desenvolvimento. Ele também voltará ao conselho da ONG Partners-in-Health, da qual é um dos fundadores. Durante o primeiro mandato de Kim, o banco estabeleceu a meta de eliminar a pobreza extrema até 2030 e acelerou os financiamentos.

Quando Kim foi indicado por Barack Obama, sua nomeação enfrentou candidatos da Nigéria e da Colômbia. Mas, ao fim, Kim venceu porque os EUA são considerados o maior “acionista” do Banco Mundial, com 16% dos direitos de voto. O sucessor de Kim será a 13ª pessoa na direção da entidade que é integrada por 186 países (ANSA).

Vendas de passagens aéreas nacionais cresceram

Segundo levantamento da agência virtual de turismo ViajaNet, que apurou o volume de vendas de passagens aéreas nacionais entre 2017 e 2018, as viagens domésticas cresceram 47,7% nos últimos 12 meses.

Entre os destinos nacionais mais procurados pelos brasileiros neste final de ano, o levantamento do ViajaNet mostra a cidade de São Paulo na liderança do interesse, com 18,35%, seguida por Rio de Janeiro (11,88%), Brasília (6,08%), Fortaleza (5,74%) e Salvador (5,09%).

O mesmo levantamento apontou ainda que o volume de viagens internacionais também teve um aumento, de 0,79% em vendas de passagens áreas entre 2017 e 2018. A cidade de Miami, na Flórida (EUA), é o destino mais desejado pelos brasileiros, com 8,28% da preferência.

De acordo com o head of marketing da ViajaNet, Gustavo Mariotto, o crescimento nas vendas de passagens aéreas está ligado, sobretudo, à maior facilidade de aquisição de bilhetes no Brasil. "Vale destacar ainda que o fim do ano e as férias coletivas levam muitos brasileiros a investir em viagens mais longas. E, neste ano, o País dá sinais de retomada da atividade econômica, o que aumenta o poder aquisitivo das famílias" (ViajaNet).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171