ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Indústria automobilística pode voltar a crescer

O presidente da Anfavea, Antonio Megale, disse estar confiante de que a economia voltará a crescer em 2017, favorecendo a retomada das vendas internas de veículos.

Ao apresentar o balanço sobre o desempenho da indústria automobilística relativo a agosto último, Megale disse que a associação manteve previsão de queda de 19% nos licenciamentos até o final do ano.
Na avaliação do presidente da Anfavea, o resultado só não foi mais expressivo porque as vendas no Rio de Janeiro, que é o terceiro maior mercado no país, sofreu o impacto de dias sem comercialização durante os jogos da Olimpíada Rio 2016. O executivo defende a necessidade de reformas estruturais, embora reconheça que algumas irão demandar tempo. Ele citou, como exemplo, as mudanças na previdencia social e nas leis trabalhistas.
Para ele, entre as medidas a curto prazo que poderiam estimular os investimentos está o corte nos gastos públicos. “Precisamos avançar nas reforma previdenciária e na legislação trabalhista para o país voltar a gerar empregos e ter crescimento do PIB”, disse. O presidente da Anfavea afirmou que, para compensar o fato de as vendas internas estarem mais fracas, as exportações continuarão sendo uma busca constante para abrir novos nichos no mercado.
Ele disse que as empresas estão de olho no potencial de 90 milhões de unidades que são comercializadas no mercado global. Para ganhar mais clientes no exterior, Megale defende que é necessário melhorar a infraestrutura e efetuar as reformas que o setor anseia. A Anfavea manteve também a projeção de produção para este ano, que deve ser 5,5% inferior a 2015 com 2,29 milhões de unidades (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171