ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

No semestre, varejo paulista eliminou 66.602 empregos

Nos seis primeiros meses deste ano, o comércio varejista do Estado de São Paulo eliminou 66.602 empregos,, resultado de 421.306 admissões e 487.908 desligamentos, o pior saldo de um primeiro semestre desde o início da série histórica em 2007.

Somente em junho, o varejo paulista fechou 5.614 postos com carteira assinada, provenientes de 69.981 admissões e 75.795 desligamentos.
Com isso, o estoque ativo de trabalhadores atingiu 2.063.427 no mês, redução de 3,5% em relação a junho de 2015. Mesmo sendo uma perda maior que as 3.730 vagas extintas em maio, o saldo negativo é menor do que o registrado em junho de 2015 quando 6.810 empregos formais foram cortados. Os dados compõem a Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado, realizada mensalmente pela FecomercioSP.
Na segmentação por porte, observa-se que apenas as empresas com até 4 funcionários geraram novos postos de trabalho no acumulado de janeiro a junho deste ano. O saldo foi positivo em 15.909 empregos formais. Segundo a assessoria econômica da FecomercioSP, provavelmente o empreendedorismo e os comércios de bairro foram responsáveis por esse crescimento.
De acordo com a Entidade em épocas de crise econômica o empreendedorismo ganha força já que algumas pessoas ao perderem o emprego, optam por investir suas economias na abertura do próprio negócio, com poucos funcionários. Além disso, os estabelecimentos de menor porte (com até quatro colaboradores) estão localizados em bairros de menor fluxo de clientes, mas contam com forte capacidade de fidelização do consumidor, pela proximidade entre empresa, funcionário e cliente.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171