ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Senadores vão a Caracas visitar presos políticos

Com o silêncio do governo venezuelano sobre a autorização para que um avião da FAB pouse, amanhã (18), com uma comitiva de senadores brasileiros, no aeroporto de Caracas, o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que o grupo irá ao país em um avião comercial.

A autorização, que ainda está sem resposta, foi solicitada na última sexta-feira (12) pela FAB, após pedido da Mesa do Senado.
“A resposta não chegou, mas há muito rumor porque a disposição dos senadores é ir em avião de carreira. [O ministro da Defesa Jaques] Wagner me disse que não tem uma posição definitiva da Venezuela, mas esta também é uma questão resolvida a partir da decisão dos senadores”, disse. Na avaliação do presidente do Senado, “o fato da FAB não ter respondido” não deixa de ser entendido como uma negativa, no entanto, para ele, o assunto não provoca qualquer crise entre os dois países.
A comitiva de senadores pretende visitar presos políticos daquele país, como Leopoldo Lopez (líder do partido Vontade Popular), o ex-prefeito de Caracas, Antonio Ledezma e o ex-prefeito de San Cristobal, Daniel Ceballos. Todos fazem oposição ao presidente do país, Nicolás Maduro. Diante da polêmica em torno do assunto, o ministro da Defesa, Jacques Wagner, negou que o pedido tenha sido oficialmente negado e disse que autoridades brasileiras conversaram com as venezuelanas (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171